• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Liliana Figueiredo Andrade de Oliveira Ramos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2003
Orientador
Banca examinadora
Laprega, Milton Roberto (Presidente)
Franco, Laercio Joel
Neiva, Cassiano Merussi
Título em português
"Dispêndio energético, perfil antropométrico, idade e condições socioeconômicas de mulheres na faixa etária de 40 a 64 anos, cadastradas no programa de saúde da família, na cidade de Ribeirão Preto"
Palavras-chave em português
condição socioeconômica
dispêndio energético
mulheres na faixa etária de 40 a 64 anos
perfil antropométrico
Programa de Saúde da Família
Resumo em português
OBJETIVO: Esse estudo teve como objetivo verificar as associações entre dispêndio energético (Kcal), perfil antropométrico (índice de massa corporal (IMC) e relação cintura/quadril (RCQ)), idade e condição socioeconômica (grau de escolaridade e renda per capita) de mulheres, na faixa etária de 40 a 64 anos, cadastradas no Programa de Saúde da Família. METODOLOGIA: A amostra contituiu-se de 147 mulheres, que responderam a um inquérito domiciliar, com intuito de avaliar o dispêndio energético e as condições socioeconômicas e em seguida foram realizadas as medidas antropométricas. Com exceção do dispêndio energético, as demais variáveis foram categorizadas para processar o teste de Kruskal-Wallis, adotando um nível de significância de 5% (α=0,05) para as tomadas de decisão. RESULTADOS: O dispêndio energético apresentou relação direta ao IMC (p=0,0001) e inversa aos graus de escolaridade (p=0,0407) e idade (p=0,0417), mas não se verificou associação em relação à RCQ (p=0,1288) e renda per capita (p=0,1984). Também não foram encontradas associações para as análises entre IMC e renda per capita (p=0,8263), grau de escolaridade (p=0,1326) e idade (p=0,7423). Na avaliação da RCQ foi observada uma relação inversa à renda per capita (p=0,0163), não se apresentou associação com a idade (p=0,5985) e embora tenha demonstrado diferença estatística (p=0,0126) em relação aos graus de escolaridade, os resultados foram discordantes da literatura. CONCLUSÃO: As mulheres estudadas apresentaram alta prevalência de sedentarismo (57,8%), sobrepeso (31,3%) e obesidade (36,0%). Possuem RCQ inadequada e baixo nível socioeconômico. Propõe-se que os resultados sejam discutidos no Programa de Saúde da Família, com o intuito de promover políticas públicas de saúde para reverter esse quadro.
Título em inglês
"Energy expenditure, anthropometric profile, age and socioeconomic status of women aged 40-64 years, registered in the Family Health Program in Ribeirão Preto."
Palavras-chave em inglês
anthropometric profile
energy expenditure
Family Health Program
socioeconomic status
women (aged 40-64 years)
Resumo em inglês
OBJECTIVE: The purpose of this study was to verify the associations between energy expenditure (Kcal), anthropometric profile (body mass index (BMI) and waist to hip ratio (WHR), socioeconomic status (education degrees and income per capita) and age of women (aged 40-64 years) registered in the Family Health Program. METHODS: A sample of 147 women answered a domiciliary inquiry, with the aim of evaluating the energy expenditure and the socioeconomic status. After that they were submitted to the anthropometric measures. Except for the energy expenditure, the other variables were categorized to process the test of Kruskal-Wallis, adopting a level of significance of 5% (α=0.05) to take the decision. RESULTS: The energy expenditure presented direct relation to BMI (p=0.0001) and inverse to the education degrees (p=0.0407) and the age (p=0.0417), but no correlation was observed to the WHR (p=0.1288) and per capita income (p=0.1984). Correlations between BMI and income per capita (p=0.8263), education degree (p=0.1326) and age (p=0.7423) were not found. In the evaluation of the WHR, we observed an inverse relation to the income per capita (p=0.0163), and no relation with the age (p=0.5985). Although there is statistic difference (p=0.0126) in relation to the education degrees, the results are in discordance with the literature. CONCLUSION: The women presented high prevalence of sedentarism (57.8%), overweight (31.3%) and obesity (36.0%). They have inadequate WHR and low socioeconomic level. These results should be argued in the Family Health Program with the aim of promoting health public politics to revert this situation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MsRamosLFAO1.pdf (93.43 Kbytes)
MsRamosLFAO2.pdf (658.90 Kbytes)
Data de Publicação
2006-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.