• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2018.tde-24042018-174804
Documento
Autor
Nome completo
Mariele Castilho Pansani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Jordao Junior, Alceu Afonso (Presidente)
Barbosa Junior, Fernando
Costa, Telma Maria Braga
Navarro, Anderson Marliere
Santana, Rodrigo de Carvalho
Título em português
Efeito da suplementação de cromo na resistência insulínica, na dislipidemia, na inflamação e no estresse oxidativo de pessoas HIV-positivo com lipodistrofia
Palavras-chave em português
Cromo
Dislipidemias
Estresse Oxidativo
HIV
Inflamação
Lipodistrofia
Resistência à insulina
Resumo em português
Introdução: Os antirretrovirais (ARV) levam ao desenvolvimento de alterações metabólica, composta por dislipidemias, intolerância à glicose, resistência insulínica, hipertensão e lipodistrofia, associadas ao aumento do risco de doenças cardiovasculares. O cromo é um mineral essencial envolvido no metabolismo dos carboidratos e lipídeos. Ele está relacionado com a melhora da sensibilidade insulínica, das anormalidades metabólicas e da composição corporal. Objetivo: Avaliar o efeito da suplementação com cromo em pessoas HIV-positivo com lipodistrofia em TARV em marcadores do metabolismo da glicose, do metabolismo dos lipídeos, de inflamação e de estresse oxidativo. Materiais e Métodos: Neste estudo de intervenção, duplo-cego, placebo foi avaliado 41 voluntários HIV-positivo com lipodistrofia em TARV. Os voluntários foram randomizados em 2 grupos, 19 no grupo placebo e 22 no grupo cromo. O grupo cromo recebeu 200µg/dia de cromo (Cr3+) quelato 10% por 3 meses. Antes e após intervenção, todos os voluntários foram submetidos às avaliações clínica, nutricional e bioquímica. As variáveis analisadas foram: resistência insulínica, perfil lipídico, composição corporal, marcadores de inflamação e de estresse oxidativo. Resultados: Os participantes tinham idade (média ± DP) de 47,09 ± 8,15 anos. A composição corporal e os marcadores de inflamação e estresse oxidativo não sofreram alterações após intervenção. Glicemia, insulina, triglicerídeos e o colesterol total e frações, também, não sofreram alterações significativas após 3 meses de suplementação com cromo. No entanto, os participantes que apresentam LDL colesterol alterado (>= 130mg/dL), a suplementação com cromo foi capaz de reduzir 31,2 mg/dL (p = 0,049, de 176,6 (43,2) mg/dL para 145,4 (32,10) mg/dL). Apesar de não significativo (p = 0,27, de 244,1 (47,1) mg/dL para 220,8 (32,5) mg/dL), a média do colesterol total reduziu 23,8 mg/dL no grupo cromo com colesterol alterado (CT > 200mg/dL). Conclusão: A suplementação de cromo por 3 meses reduziu os níveis de LDL colesterol nos voluntários com hiperlipidemia. Esses resultados sugerem que o tratamento com cromo pode beneficiar indivíduos HIV-positivo com lipodistrofia, sobretudo, aqueles com LDL colesterol aumentado.
Título em inglês
Effect of chromium supplementation on insulin resistance, dyslipidemia, inflammation and oxidative stress of HIV-positive peoples with lipodystrophy
Palavras-chave em inglês
Chromium
Dyslipidemias
HIV
Inflammation
Insulin Resistance
Lipodystrophy
Oxidative Stress
Resumo em inglês
Introduction: Antiretroviral therapy (HAART) leads to the development of metabolic changes, including dyslipidemia, glucose intolerance, insulin resistance, hypertension and lipodystrophy, associated with an increased risk of cardiovascular diseases. Chromium is an essential mineral involved in the metabolism of carbohydrates and lipids. The role of chromium is associated to the improvement of insulin sensitivity, metabolic abnormalities and body composition. Objective: Evaluate the effect of chromium supplementation in HIVpositive peoples with lipodystrophy on HAART in glucose metabolism, lipid metabolism, inflammation and oxidative stress markers. Materials and Methods: The current study is a randomized, double-blind, placebo-controlled trial, with subjects receiving 200 ?g / day of chromium (Cr3+) chelate 10% or placebo for 3 months. Forty-one (n = 41) HIV-positive 41 HIV-positive volunteers with lipodystrophy on HAART were randomized into 02 groups, placebo (n = 19) and Chromium (n = 22). Before and after intervention, all volunteers were submitted to clinical, nutritional and biochemical evaluations. Analyzed variables: insulin resistance, lipid profile, body composition, markers of inflammation and oxidative stress. Results: The volunteers' average age were 47.09 ± 8.15 (mean ± SD) years. Body composition, inflammatory and oxidative stress markers did not change by the intervention. In addition, glycemia, insulin, triglycerides and total cholesterol and fractions did not change after 3 months of chromium supplementation. Although, in subjects with altered LDL cholesterol (>= 130 mg/dL), chromium supplementation were able to reduce 31.2 mg / dL (P = 0.049, from 176.6 (43.2) mg/dL to 145, 4 (32.10) mg/dL). Even if not significant, mean total cholesterol (p = 0.27, from 244.1 (47.1) mg/dL to 220.8 (32.5) mg/dL) decreased 23.8 mg/dL Chromium group with altered cholesterol (TC > 200 mg/dL). Conclusion: Chromium supplementation for 3 months reduced LDL cholesterol levels in subjects with hyperlipidemia. These results suggest that chromium treatment may benefit HIV-positive individuals with lipodystrophy, especially those with increased LDL cholesterol.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.