• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Martin Benavidez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Jorge, Luis Antonio (Presidente)
Andrade, Carlos Roberto Monteiro de
Guerra Neto, Abílio da Silva
Título em português
Navegar na contracorrente: uma leitura da metrópole fluvial.
Palavras-chave em português
Delijaicov -Alexandre Carlos Penha
Infraestrutura
Metrópole fluvial
São Paulo
Urbanismo
Resumo em português
"Navegar na contracorrente: uma leitura da Metrópole Fluvial" aborda o imaginário de São Paulo como Metrópole Fluvial, objetivado no trabalho de Alexandre Delijaicov, entendido como um discurso singular no horizonte da urbanística contemporânea.A questão que motiva esta pesquisa é o descompasso existente entre a escala e a complexidade dos problemas inerentes às aglomerações urbanas contemporâneas, e a dimensão epistemológica da urbanística como disciplina que procura enfrentá-los. Um olhar da história recente da urbanística sugere que quanto mais eficientes se tornaram as nossas condições técnicas de atuar no território, mais dificilmente temos nos aproximado da possibilidade de fazer uso delas como ferramenta para fundar ou refundar as nossas cidades com o vigor que a escala dos seus problemas demanda. A difícil arte de construir coletivamente o lugar para a vida neste planeta parece hoje infinitamente menos desenvolvida do que os meios técnicos com que poderíamos encarar essa tarefa. Nesse contexto, a urbanística contemporânea parece ter assumido uma posição de retaguarda no campo do discurso social, pois, preocupada em responder à lógica do presente, ela parece incapaz de questionar a sua natureza.Assumindo que esta problemática se vincula tanto a uma dimensão objetiva do modo de produção do espaço contemporâneo, quanto aos desdobramentos ideológicos no campo das urbanísticas que acompanharam as viragens do capitalismo do último meio século, o trabalho procura problematizar esse ponto de encontro a partir da leitura do imaginário da Metrópole Fluvial entendida não como um receituário de soluções, senão como modo de problematizar a urbanística contemporânea.
Título em inglês
Cross-current navigation: a reading of the Fluvial Metropolis.
Palavras-chave em inglês
Delijaicov -Alexandre Carlos Penha
Fluvial Metropolis
Infraestructure
São Paulo
Urbanism
Resumo em inglês
"Cross-current navigation: a reading of the Fluvial Metropolis" approaches São Paulo as a Fluvial Metropolis, following Alexandre Delijaicov's paper and understanding it as a singular discourse within the horizon of contemporary urbanism. The subject matter of this research arises from the lack of parallelism between the scale and complexity of problems inherent to contemporary urban agglomerations and the epistemological dimension of urban planning as a discipline that seeks to address them. A look back at the recent history of urbanism suggests that the more efficient the technical conditions to operate in the territory became, the harder we came to the possibility of using them as tools to found or re-found our cities with the vigor the scale of their problems demands. The difficult art of collectively building a place to house life on this planet seems today much less developed than the technical means we could face said task with. In this context, contemporary urban planning seems to have taken a rear position within the field of social discourse since, concerned with responding to the logic of the present, it seems incapable of questioning the nature of its implications. Assuming that this issue is connected both to an objective dimension linked to the way of production of contemporary space, and to its ideological dimension within the field of the urban planning trends that followed the turn to capitalism of the last half century, this paper tries to question that meeting point, from the reading of the imaginary of the Fluvial Metropolis, understood not as a prescription with solutions, but as a unique way of challenging contemporary urbanism.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.