• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.16.2019.tde-17012019-183428
Documento
Autor
Nome completo
Wellington Tohoru Nagano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Gonçalves, Fabio Mariz (Presidente)
Devecchi, Alejandra Maria
Silva, Jonathas Magalhães Pereira da
Título em português
A experiência paulistana na implantação dos parques lineares. Estudo do Parque Linear Itaim
Palavras-chave em português
Espaço público
Espaços livres
Parques
Resumo em português
Entre 2007 e 2013, a Prefeitura de São Paulo implantou 20 parques lineares, principalmente em áreas periféricas. Estes espaços livres para lazer, circulação, drenagem e preservação ambiental tornaram, em sua maioria, os principais espaços públicos dos bairros, abrigando desde ações cotidianas até eventos comunitários. A diferença existente entre o acesso livre do parque linear e o acesso controlado do parque tradicional exige novos métodos de gestão dos espaços livres, mais suscetíveis a fatores externos. Em áreas periféricas, onde a presença do Estado e da esfera pública são menores que em áreas centrais ou de interesse público, o parque linear é exemplo de como os conflitos sociais, a desigualdade, o crime e a precariedade de serviços públicos estão ainda presentes no cotidiano desses moradores. O espaço púbico é local de mediação de conflitos, encontros, negociações, diálogos, reconhecimento do outro, diversidade e pluralidade, no qual o gestor público é o mediador dessas ações. Essas qualidades do espaço público ganham mais importância a partir da proposta da Prefeitura de conceder os parques municipais para gestão privada, pois o interesse público pode ser sucedido pela intenção privada de usar o espaço público como forma de geração de renda.
Título em inglês
Dado não fornecido pelo autor.
Palavras-chave em inglês
Open spaces
Parks
Public space
Resumo em inglês
Between 2007 and 2013, the City of São Paulo implemented 20 linear parks throughout the city, mainly on the outskirts areas. Those open spaces created for leisure, circulation, drainage and environmental protection became, mostly, the main public spaces of the districts, used for daily activities and community events. The difference between the linear park free access and the traditional park controlled access requires new management methods of the open spaces, more susceptible to external factors. On the outskirts areas, where the State presence, public interests and the public life are less frequent than on the central areas, the linear park is an example of how the social conflicts, the inequality, the crime and the lack of public services are still present in the dwellers' life. The public space is the place for mediation of conflicts, meetings, agreements, dialogues, recognition of the other, diversity and plurality, where the public manager is the mediator of those actions. Those public spaces qualities acquire more relevance from the City of São Paulo's plans to transfer the municipal parks to private management, because the public interest can be displaced by the private interest to use the public space as a way to revenues.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.