• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.14.2019.tde-04062018-122616
Documento
Autor
Nome completo
Vitor Lucas Sobottka Cavenaghi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Elis, Vagner Roberto (Presidente)
Gallas, Jose Domingos Faraco
Gandolfo, Otávio Coaracy Brasil
Título em português
Caracterização geoelétrica de alvos rasos no Sítio Controlado de Geofísica Rasa-II - IAG/USP através do uso de resistividade capacitiva
Palavras-chave em português
OhmMapper
Resistividade Capacitiva
SCGR-II.
Resumo em português
O presente trabalho teve como objetivo determinar as vantagens e limitações do método geofísico de resistividade capacitiva na identificação de materiais enterrados de diferentes tamanhos e propriedades físicas e em diversas profundidades, localizados no Sítio Controlado de Geofísica Rasa II (SCGR-II), em frente ao IAG-USP. Para isso, a COMGAS, em parceria com o IAG-USP adquiriu o equipamento OhmMapper, possibilitando a aquisição de dados através do método capacitivo. Anteriormente à aquisição dos dados de campo, foram adquiridos os valores de resistividade aparente referentes ao background da área, para então realizar a instalação dos alvos. Após a instalação do sítio controlado, determinou-se a melhor técnica de aquisição em relação ao objetivo proposto, mostrando-se a técnica de aquisição contínua, com marcação de posição a cada 10m a mais adequada para o projeto em questão. Com a definição da melhor técnica de aquisição de dados, foi realizada a modelagem sintética dos alvos para que os resultados fossem confrontados com os obtidos em campo; a modelagem demonstrou que o método sintético utilizado (descrito no item 6.2) é capaz de definir contrastes de resistividade em profundidades inferiores a 0,8m e em alvos que apresentem dimensões de no mínimo 10cm. Para a avaliação do método capacitivo, realizou-se após a aquisição dos dados, uma análise 2D e 3D das anomalias. A análise dos dados reais demonstrou boa correlação com os ensaios sintéticos, exceto para alvos metálicos que apresentaram forte anomalia condutiva, enquanto que os mesmos alvos apresentaram anomalias resistivas no modelo criado. A análise das seções 2D do SCGR-II demonstrou boa resposta do método capacitivo utilizado para a caracterização geoelétrica de tambores de plástico cheios de água, tambores de aço vazios , cano metálico e tubos de cerâmica e PVC com água anomalias condutivas, tambores de plástico vazios, manilhas de concreto de grande diâmetro e vazias, caixa de areia acoplada a tubo vertical de PVC, vasos de cerâmica vazios, caixa com material cerâmico, caixa com brita de granito, tubos de PEAD vazios e tubos de polietileno e PVC de pequeno diâmetro e em até 0,5m de profundidade anomalias resistivas. Os dados 3D sumarizam as anomalias apresentadas nas diversas seções 2D, auxiliando na visualização dos contornos condutivos e resistivos do SCGR-II. Recomenda-se que a caracterização dos alvos pontuais seja, sempre que possível, realizada com o uso mútuo de no mínimo dois equipamentos distintos em suas técnicas e métodos, de forma a se evitar a interpretação precipitada das anomalias observadas e a reduzir os erros implícitos a interpretação, garantindo boa correlação com os dados diretos de campo.
Título em inglês
Capacitive resistivity applied to geoelectric characterization of shallow targets at Sítio Controlado de Geofísica Rasa - II - IAG/USP.
Palavras-chave em inglês
Capacitive Resistivity
OhmMapper
SCGR-II.
Resumo em inglês
The present work had as objective to determine the advantages and limitations of the capacitive resistivity method in the identification of buried materials with different dimensions, physical properties and located at different depths, at the Shallow Controlled Geophysical Site II (SCGR-II) IAG-USP. For this, the enterprise COMGAS, in partnership with the IAG-USP, acquired the capacitive equipment OhmMapper, enabling a data acquisition through the capacitive method. Previously to the acquisition of field data for the SCGR-II targets, the background apparent resistivity of the area were acquired, and then the targets were installed. After the installation of the targets, several acquisitions of test data were performed to define the best acquisition technique for the proposed objective, showing the technique of continuous acquisition, with mark spacing every 10m, the most appropriate for the project. After setting the best technique data acquisition, a synthetic modeling of the targets was done so that the results were compared with the field data; The modeling showed that the synthetic method used (described in item 6.2) is able to define resistivity contrasts in depths lower than 0.8m and in targets that have dimensions of at least 10cm. For the evaluation of the capacitive method, a 2D and 3D analysis of the anomalies was performed with the field data. The results showed a good correlation with the synthetic model, except to metallic targets that presented strong conductive anomaly, whereas the same targets at the modeling presented resistive anomalies. The analysis of the 2D sections at SCGR-II demonstrated that the capacitive method used for the geoelectric characterization got good responses for water filled plastic drums, empty steel drums, metal pipe and ceramic and PVC pipes with water - conductive anomalies, empty plastic drums, empty concrete sleeves with large diameter, sandbox coupled with a vertical PVC pipe, empty ceramic pots, box with ceramic material, box with crushed granite, empty PEAD pipes and tubes of polyester and small diameter PVC that is located up to 0.5m depth - resistive anomalies. The 3D data summarized the anomalies presented in the 2D sections, contributing to a better evaluation of the conductive and resistive contours observed on the sections of SCGR-II. It is recommended that the characterization of punctual targets, whenever possible, carried out with the mutual use of at least two different equipments which work with distinct techniques and methods, in order to avoid a hasty interpretation of the observed anomalies and to reduce the implicit errors in the interpretation, improving the geophysical correlation with direct field data.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.