• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2013.tde-12022014-163743
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Campi Prearo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Gouvea, Maria Aparecida (Presidente)
Donaire, Denis
Farina, Milton Carlos
Favero, Luiz Paulo Lopes
Romeiro, Maria do Carmo
Título em português
Os serviços públicos e o bem-estar subjetivo da população: uma modelagem multigrupos baseada em mínimos quadrados parciais
Palavras-chave em português
Análise multigrupos
Análise multivariada
Bem-estar subjetivo
Felicidade
Modelagem de equações estruturais
Políticas públicas
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo principal relacionar a avaliação dos serviços públicos municipais com o bem-estar subjetivo (BES) dos indivíduos residentes na região do Grande ABC Paulista. Inicialmente foram levantados cinquenta estudos realizados nos últimos dez anos que apresentaram estudo quantitativo para entendimento dos possíveis discriminantes da felicidade, aqui operacionalizada a partir do termo bem-estar subjetivo. Esses serviram como base teórica para o entendimento sobre os possíveis determinantes do BES e para a construção do referencial teórico sobre a temática do BES. Não obstante, não foram encontrados trabalhos com proposição semelhante a este estudo, mas sim apenas pequenos fragmentos de avaliações específicas dos serviços públicos em contextos mais amplos de avaliação. Foram encontradas 114 variáveis possíveis preditoras do BES, com destaque para idade, renda familiar, gênero, estado civil, ocupação e escolaridade, relacionadas em mais de 50% dos textos e selecionadas como moderadoras do relacionamento entre a Avaliação dos Serviços Públicos Municipais (ASPM) e o Bem-Estar Subjetivo (BES). O construto ASPM foi operacionalizado a partir de 22 variáveis e o construto BES a partir de 4 variáveis. A pesquisa de campo foi realizada na Região do Grande ABC Paulista, por meio de amostragem probabilística de conglomerados bifásica, considerando margem de erro de 3% e nível de confiança de 95%, resultando em uma amostra de 1.070 casos. A análise dos resultados deu-se por meio de estatísticas descritivas, bivariadas e por meio da aplicação da técnica de Modelagem de Equações Estruturais baseada em mínimos quadrados parciais (PLS). Os resultados sugerem um fraco, porém estatisticamente significante relacionamento entre o ASPM e BES, moderado por todas as cinco variáveis propostas, sugerindo que os serviços públicos influem na qualidade do bem-estar dos indivíduos, especialmente quando essa avaliação é realizada em estratos específicos. Sugere-se a realização de estudos subsequentes com o foco apenas em usuários dos serviços públicos avaliados.
Título em inglês
Public services and subjective well-being of the population: a multigrupos modeling based on partial least squares
Palavras-chave em inglês
Happiness
Multigroup analysis
Public politics
Structural equation modeling
Subjective well-being
Resumo em inglês
This study aimed to relate the evaluation of municipal utilities with subjective wellbeing (SWB) of individuals living in the Grande ABC Paulista. Initially raised fifty studies in the last ten years presented a quantitative study for understanding the possible discriminant of happiness, here operationalized as the term subjective well-being. These served as the theoretical basis for the understanding of the possible determinants of the SWB and the construction of the theoretical framework on the subject of SWB. Nevertheless, no studies were found with similar proposition in this study, but only small fragments of specific evaluations of public services in the wider contexts of evaluation. Found 114 possible variables predictive of SWB, especially age, family income, gender, marital status, occupation and education, related in more than 50 % of the texts and selected as moderators of the relationship between the Evaluation of Municipal Utilities (ASPM) and Subjective Well - Being (SWB). The construct was operationalized ASPM from 22 variables and construct SWB from 4 variables. The field research was conducted in the Region of the Grande ABC Paulsita, by sampling a probabilistic cluster biphasic considering margin of error of 3 % and a confidence level of 95 %, resulting in a sample of 1,070 cases. The analysis was performed by using descriptive statistic, bivariate and by applying the technique of Structural Equation Modeling based on partial least squares (PLS). The results suggest a weak but statistically significant relationship between the SWB and ASPM, moderated by all five variables proposed, suggesting that public services affect the quality of the well- being of individuals, especially when evaluation is performed in specific strata. It is suggested to carry out subsequent study with focus only on users of public services evaluated.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.