• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Eliana Gialain
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Fleury, Maria Tereza Leme (Presidente)
Dutra, Joel Souza
Tanure, Betania
Título em português
Expatriação e gênero: um referencial para multinacionais brasileiras
Palavras-chave em português
Empresas multinacionais
Gêneros (Grupos sociais)
Internacionalização de empresas
Política de recursos humanos
Resumo em português
Este estudo de caráter exploratório teve como objetivo a identificação, análise e discussão de teorias e práticas de Recursos Humanos que possam oferecer às empresas brasileiras em processo de internacionalização suporte para o tratamento das questões de gênero na gestão de processos de expatriação. Este estudo originou-se da motivação em se obter uma melhor compreensão quanto à influência do gênero nos processos de expatriação, especialmente em função da constatação de que a participação de mulheres em expatriações ainda é muito menor do que a dos homens, e em função da relevância que a gestão de expatriações passou a ter diante do desafio de internacionalização que empresas brasileiras vêm enfrentando recentemente, o que as caracteriza como entrantes tardios no cenário competitivo global. No desenvolvimento do referencial teórico observou-se que a investigação da influência do gênero nos processos de expatriação representa uma parte menor dos estudos internacionais realizados a respeito dos processos de expatriação, e no âmbito nacional, não foram encontrados estudos específicos sobre a relação entre expatriação e gênero. Considerando tais descobertas iniciais, optou-se então pela realização de duas etapas de pesquisa. Na primeira etapa foi realizado um levantamento bibliográfico das principais pesquisas acadêmicas internacionais que relacionam gênero e processos de expatriação, além da análise de uma pesquisa brasileira sobre percepção de expatriados cujos dados puderam ser tratados a partir de um recorte de gênero. Na segunda etapa foi desenvolvida uma pesquisa empírica através da realização de um estudo de caso na Vale, uma empresa brasileira cujo recente processo de internacionalização a caracteriza como entrante tardia. Para tanto, foram realizadas quinze entrevistas semiestruturadas com profissionais de RH e com expatriados e repatriados brasileiros, homens e mulheres, todos relacionados ao projeto da empresa em Moçambique, além da realização de análises documentais. Os resultados das duas etapas da pesquisa foram submetidos à análise de conteúdo, categorizados e comparados. Os resultados encontrados na análise das pesquisas acadêmicas evidenciaram a inexistência de práticas de RH que suportassem adequadamente os processos de expatriação nas suas diferentes etapas, e que oferecessem suporte específico para os casos de expatriações de mulheres; a principal dificuldade parece encontrar-se na participação da mulher na etapa inicial do processo de expatriação, ou seja, na etapa de seleção. Em contrapartida, o desenvolvimento do estudo de caso na Vale contribuiu para a identificação de processos, políticas e práticas de RH destinadas à gestão das expatriações, porém sem a indicação de tratamento específico para os casos de expatriações de mulheres. Considerando-se as limitações decorrentes da realização de uma pesquisa qualitativa, sobretudo quanto ao método do estudo de caso, e quanto à utilização da técnica de entrevista, pode-se concluir que este foi um estudo inicial a respeito da relação entre gênero e expatriação. Os resultados contribuíram tanto para a indicação da necessidade do desenvolvimento, no âmbito nacional, de maiores estudos sobre o tema, como para o caso de empresas brasileiras que estão se internacionalizando, com a ilustração de políticas e práticas de RH destinadas a tratar estruturadamente os processos de expatriação em suas diferentes fases.
Título em inglês
Expatriation and gender: a reference to Brazilian multinationals
Palavras-chave em inglês
Genders (social groups)
Human resources policy
Internationalization of companies
Multinational companies
Resumo em inglês
This exploratory research aimed the identification, analysis and discussion of theories and practices of Human Resources that can offer, to the Brazilian companies which are driving their internationalization processes, support for the treatment of gender issues in the management of expatriation processes. This study was originated from the motivation to understand the gender influence in the expatriation process, especially due the fact that womens participation in expatriations is significantly smaller than the mens participation, and also due to the expatriation managements relevance to the recent internationalization of Brazilian companies, which characterizes them as late movers in the global competitive scenario. During the theoretical referential development it was noted that the investigation of gender influence in the expatriation processes consists in a minor part of the international studies regarded to the expatriation processes and, at a national sphere, were not found specific studies about the relation between gender and expatriations. Whereas these initial discoveries, the decision was for the development of a two stages research. The first stage consisted of a literature review of the key international academic researches related to gender and expatriations, as well as the analysis of a Brazilian research about expatriates perceptions whose data could be reorganized from a gender perspective. In the second stage was developed an empirical research through a case study in Vale, a global late mover Brazilian company. Thus, fifteen semi-structured interviews were conducted with HR professionals and with Brazilian expatriates and repatriates, women and men, all related to the companys project in Mozambique, in addition to the realization of documents analysis. The results of these two research stages were subjected to content analysis, and were categorized and compared. The results of literature review stage showed the absence of HR practices to support adequately the expatriation processes in its different phases, and also to provide specific support for womens expatriations; the main difficulty seems to be the participation of women in the expatriation process initial phase the selection phase. In contrast, the case study development in Vale contributed to the identification of HR processes, policies and practices related to the expatriations management, however with no indications about the need for womens expatriations specific treatments. Considering the limitations deriving from qualitative researches, particularly regarding to the case study method, and also to the use of interviews, this study was an initial one about the relationship between gender and expatriations. The results contributed to indicate the need for development, at a national sphere, of broader studies about this subject, and also contributed, in the case of Brazilian companies internationalization processes, with illustration of HR policies and practices to manage, in a structured way, expatriation processes in its different phases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EGialain_FEA_2009.pdf (5.56 Mbytes)
Data de Publicação
2009-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.