• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2018.tde-15102018-113337
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Santos de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Haddad, Eduardo Amaral (Presidente)
Azzoni, Carlos Roberto
Féres, José Gustavo
Vale, Vinicius de Almeida
Título em português
Mudanças climáticas no Brasil: efeitos sistêmicos sobre a economia brasileira provenientes de alterações na produtividade agrícola
Palavras-chave em português
Brasil
Economia Regional
Mudanças Climáticas
Produtividade Agrícola
Resumo em português
Este trabalho mede o impacto econômico que as mudanças climáticas projetadas para as regiões brasileiras podem ter até o final do século. Em particular, estima o impacto direto que essa mudança no padrão climático terá sobre a produtividade das principais culturas agrícolas do país e o impacto indireto dessas mudanças na economia brasileira como um todo. Ademais, constrói um índice de vulnerabilidade que permite detectar quais são as regiões brasileiras mais vulneráveis em termos de mudanças climáticas para o período estudado. Por fim, utiliza metodologia proposta na literatura a fim de tratar da incerteza dos resultados de maneira explícita. A análise é realizada com dados de soja, cana-de-açúcar, milho, feijão café e laranja entre 1994 e 2015. Essas culturas representam cerca de 82% área de cultivo agrícola do país. Além disso, o modelo inter-regional de EGC usa os dados mais recentes disponíveis em sua calibragem e capta a interdependência regional dos 27 Estados brasileiros. Por fim, o trabalho usa as projeções para o padrão regional de mudanças climáticas fornecido pelo 5º Assessment Report do IPCC (AR5). Os resultados apontam para um impacto econômico bastante heterogêneo entre as regiões brasileiras. Em termos diretos, as perdas agrícolas totais até o final do século variam de 9,7% a 55,6% do PIB brasileiro até o final do século. Sob o aspecto regional, os Estados que apresentam maiores perdas são São Paulo, Paraná e Minas Gerais em todos os cenários. Os impactos de 2ª ordem derivados dessas perdas de produtividade variam de R$2,2 trilhões à R$ 9,2 trilhões a depender dos cenários e se estão mais concentrados nos Estados da região Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
Título em inglês
Climate change in Brazil: systemic effects on the Brazilian economy coming from changes in agricultural productivity
Palavras-chave em inglês
Agricultural productivity
Brazil
Climate change
Regional economics
Resumo em inglês
This study measures the impact Brazil has to have until the end of the century. In particular, estimating the impact that does not refer to a climate model on the Brazilian economy as a whole. In addition, construct the index of vulnerability that could detect those that are the most vulnerable regions in terms of climatic changes for the studied period. Finally, in the critical analysis, in order to treat the uncertainty of the results explicitly. The analysis is performed with data on soybean, sugarcane, corn, beans and orange between 1994 and 2015. The 6 countries represent 86% of the country's agricultural area. In addition, the CGE interregional model uses the most recent data on its calibration and capture in a regional interdependence of the 27 Brazilian states. Finally, the paper uses as projections for the regional pattern of change control by the IPCC's 5th Assessment Report (AR5). The results point to a very heterogeneous economic impact among the Brazilian regions. In direct terms, as the successive exchange rates until the end of the year, they vary from 9.7% to 55.6% of Brazilian GDP by the end of the century. Under the regional aspect, the states of which are most important are São Paulo, Paraná and Minas Gerais in all scenarios. The second-highest ratings ranged from R $ 2.2 trillion to R $ 9.2 trillion from the scenarios and are more concentrated in the states of the South, Southeast and Midwest
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidoBruno.pdf (20.54 Mbytes)
Data de Publicação
2018-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.