• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2006.tde-25112006-074910
Documento
Autor
Nome completo
Lucio Rodrigues Capelletto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Martins, Eliseu (Presidente)
Carvalho, Luiz Nelson Guedes de
Corrar, Luiz Joao
Niyama, Jorge Katsumi
Tombini, Alexandre Antonio
Título em português
Mensuração do risco sistêmico no setor bancário com utilização de variáveis contábeis e econômicas
Palavras-chave em português
Contabilidade - indicadores
Crise bancária
Crise financeira
Risco
Resumo em português
O nível de risco sistêmico no sistema financeiro tem sido objeto de constante preocupação no âmbito de organismos internacionais e autoridades de supervisão. As crises financeiras ocorridas em países da América Latina, do Sudeste Asiático, na Rússia, e em diversos outros, causaram vultosos prejuízos econômicos e custos sociais elevados. As pesquisas referentes ao assunto têm buscado encontrar características comuns que possam sinalizar antecipadamente a proximidade dessas crises. Até o momento, as variáveis utilizadas são de natureza econômica, como reservas internacionais, taxa de câmbio e endividamento externo de curto prazo. Frente a essa constatação, este estudo buscou mensurar o nível de risco sistêmico no setor bancário com a utilização de variáveis contábeis e econômicas. Por meio das variáveis econômicas, relativas às taxas de juros e de câmbio, e das variáveis contábeis, representativas da qualidade do crédito e da liquidez, foi possível construir indicadores de riscos que, juntamente com outros de natureza puramente contábil, foram submetidos à análise de regressão logística, a fim de verificar a significância estatística desses indicadores, bem como a existência de modelos capazes de aferir a probabilidade de determinado sistema bancário ser classificado como suscetível ou não à ocorrência de crise. Os resultados alcançados revelaram a existência de indicadores contábeis e de riscos capazes de discriminar os sistemas bancários dos países componentes da amostra pelo nível de risco. As variáveis contábeis e econômicas mais associadas à ocorrência de crises são relacionadas com a qualidade dos créditos, o volume de resultados e o nível de taxa de juros. Todos os indicadores construídos com base nessas variáveis foram identificados como relevantes no processo de classificação, destacando-se os relacionados à volatilidade da inadimplência, à volatilidade da rentabilidade e à volatilidade da taxa de juros, assim como à média da rentabilidade e à média do risco de crédito. Corroborando essa evidência, as equações compostas pelos indicadores citados apresentaram percentuais de acerto nas classificações superiores a 90%. Adicionalmente à correta separação dos grupos, as classificações dos países foram ponderadas pelo índice de risco sistêmico (IRS), que expressa a probabilidade de pertencer a determinado grupo. O ordenamento dos países pelo grau de risco sistêmico no setor bancário fornece parâmetro de comparação significativo para a tomada de decisão calibrada à exigência de cada situação. Por meio dele, é possível saber qual país apresenta maior ou menor risco sistêmico. Além disso, o acompanhamento dos IRS de um país no tempo expõe as tendências e os pontos críticos, os quais servem de subsídios à atuação das autoridades responsáveis pela estabilidade e funcionamento do sistema, tanto do país em foco como dos países relacionados.
Título em inglês
Systemic risk measurement in the banking sector with accounting and economic variables
Palavras-chave em inglês
Accounting - indicators
Banking crises
Financial crises
Risk
Resumo em inglês
The systemic risk in the financial system has been a constant concern for the international institutions and supervisory authorities. The financial crises occurred in Latin America, Southeast Asia, Russia, and other countries, have caused significant economic damages and high social costs. The related researches have tried to find common characteristics able to early warn the proximity of crises. Up to now, the variables that have been used come from economic features, like international reserves, foreign exchange rate, and external debt. Considering the high correlation between the financial system and the economic health, the objective of this study is to measure the systemic risk of the banking system, utilizing accounting and economic variables together. Through the volatilities of economic variables, like interest rate and foreign exchange rate, and accounting variables, representatives of credit quality and liquidity, it was possible to build indicators comprising risk factors. These indicators, added to simple accounting indicators, were submitted to logistic regression analysis, in order to test the statistic significance of them, and to verify the existence of a model to evaluate the probability of any banking system be classified as susceptible, or not, to financial crises. The results exposed the existence of accounting and risk indicators capable to discriminate banking systems according to the risk level. The accounting and economic variables most associated to financial crises are related to credit quality, earnings, and interest rate level. All of indicators composed by these variables showed to be relevant in the classification process, highlighting those related to the volatility of non-performing loans, profitability, and interest rate, as well those representatives of the profitability and credit risk means. Confirming that, the equations resulted in correct classification above 90%. In addition to the correct segregation between groups, the countries classifications were weighted by the systemic risk index (IRS), which expresses the probability to become to each group. The classification of countries by the level of systemic risk provides parameters for comparison of situations and to take actions adjusted to the severity of each one. Through these indexes (IRS), it is possible to recognize which country has more or less systemic risk, and to monitor trends and critical points, which are so important to the authorities responsible for the financial system stability.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LucioCapelleto.pdf (1.04 Mbytes)
Data de Publicação
2006-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.