• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Marcio Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Goncalves, Antonio Natal (Presidente)
Almeida, Marcilio de
Oliveira, Antonio Luiz de
Scarpare Filho, Joao Alexio
Sena, Janete Apparecida Desidério
Título em português
Propagação via estacas apicais, caracterização morfológica e molecular de jabuticabeiras (Myrciaria spp).
Palavras-chave em português
estacas (plantas)
genética molecular vegetal
jabuticaba
morfologia vegetal
mudas
propagação vegetal
variação genética vegetal
Resumo em português
Com o objetivo de avaliar a influência de diferentes tipos de substratos, valores de pH e concentrações de AIB (Ácido Indolbutírico) no enraizamento de estacas apicais de jabuticabeiras (Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg), e caracterizar morfológica e molecularmente espécies de jabuticabeiras, foram realizados dois experimentos. No primeiro, foram coletadas estacas apicais de matrizes de jabuticabeiras da espécie Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg, e submetidas às condições de enraizamento. O delineamento adotado foi o de subparcelas subsubdivididas 2x4x5, onde os substratos areia grossa e vermiculita constituíram as subparcelas ou unidades inteiras, os pHs (3.5; 4.5; 5.5 e 6,5) constituíram os quatro valores, e as concentrações de AIB (0; 1000; 2000; 4000 e 6000 mg.L -1 ) as subsubparcelas. O substrato areia grossa, quando interagiu com os pHs 4.5 e 5.5 proporcionou uma maior taxa de enraizamento nas estacas apicais de jabuticabeiras, já pHs elevados (6.5) e baixos (3.5), para os dois substratos, inibiram a emissão de raízes na base das estacas. As diferentes concentrações de AIB não influenciaram no enraizamento das estacas apicais. No segundo experimento, foram caracterizadas plantas de jabuticabeiras dos pomares do Setor de Horticultura do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ-USP-Piracicaba-SP e do pomar de fruticultura da FAFRAM (Faculdade “Dr. Francisco Maeda” de Ituverava-SP). Para a caracterização das espécies, foram comparadas as características anatômicas do caule, características morfológicas através da comparação com os espécimes de herbários, revisão de literatura especializada e análise molecular através do uso de marcadores (RAPD-PCR). Foram identificados 4 grupos distintos, sendo que as espécies foram: Myrciaria phytrantha (Kiaersk.) Mattos, Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg, Myrciaria coronata Mattos, Myrciaria cauliflora (Mart.) O. Berg. A técnica de marcadores moleculares aliado ás técnicas de marcadores morfológicos (morfologia externa e interna), mostrou ser uma ferramenta importante na identificação de espécies de jaboticabeiras.
Título em inglês
Apical cuttings propagation, morphologic and molecular characterization of jabuticaba trees (Myrciaria spp).
Palavras-chave em inglês
cutting (plant)
jabuticaba
seedling
vegetable genetics variation
vegetable molecular genetics
vegetable morphology
vegetable propagation
Resumo em inglês
Two experiments were conducted with de main objective to verify the influence of different types of substracts, pH levels and IBA concentrations on rooting of jabuticaba trees, cuttings (Myrciaria jaboticbal (Vell.) O. Berg) and characterize 4 jabuticaba trees’ species using morphological and molecular tools. In the first experiment, jabuticaba trees’ apical cuttings were collected and put on rooting condictions. The estatistic delineation used was split plot (2 x 4 x 5), in which thick sand and vermiculite were considered subparcels or entire units, pH (3.5; 4.5; 5.5 e 6.5) were considered the four levels and IBA concentrations (0; 1000; 2000; 4000 e 6000 mg.L -1 ) were considered subsubparcels. The interaction between thick sand and 4.5 and 5.5 pH levels provided the best rooting taxes for jabuticaba trees’ apical cuttings, while 6.5 e 3.5 pH levels, had inhibited the emission of roots. IBA different concentrations had not influenced the rooting of apical cuttings. The second research was carried on two orchards: one located in Horticulture Sector of Vegetal Production Departament from ESALQ-USP, Piracicaba, SP, and another from College “Dr. Francisco Maeda” (FAFRAM), Ituverava, SP. To the species characterization, stem anatomical and morphological characteristics were compared using herbarium search, specialized literature revision and molecular analysis by the use of biological markers (RAPD-PCR). Four different groups were identified: Myrciaria phytrantha (Kiaersk) Mattos; Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg; Myrciaria coronata Mattos e Myrciaria cauliflora (Mart.) O. Berg. The molecular markers technique connected with morphological markers (external and internal morphology) showed to be an important tool used to identify jabuticaba tree species.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marcio.pdf (2.14 Mbytes)
Data de Publicação
2004-03-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.