• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Anani Morilha Zanini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Ricardo Ribeiro (Presidente)
Martinelli, Luiz Antonio
Silva, Edson José Vidal da
Vieira, Simone Aparecida
Título em português
Estoque de carbono em restaurações florestais com 5 anos de idade na Mata Atlântica
Palavras-chave em português
Biomassa
Carbono
Mudanças climáticas
Restauração florestal
Serviço ecossistêmico
Solo
Resumo em português
A mudança no uso do solo, principalmente o desmatamento nas regiões tropicais, é a terceira maior fonte de emissões de gases do efeito estufa. A restauração florestal é uma importante ferramenta de mitigação das mudanças climáticas, pois o sequestro do carbono decorre do crescimento das árvores e consequente acúmulo de biomassa. Assim, torna-se necessário estudos que quantifiquem esses serviços em diferentes situações ambientais e metodologias de restauração ecológicas. Com isso, o presente estudo buscou compreender os processos de estocagem de carbono em áreas de restauração florestal com 5 anos de idade, avaliando as diferenças no estoque de carbono pelos compartimentos (biomassa viva, biomassa morta e solo), em diferentes metodologias de restauração ecológica (restauração ativa, assistida e passiva), contribuindo assim, para uma quantificação mais precisa dessas estimativas. Na primeira parte do estudo, foi quantificado o estoque de carbono na biomassa viva acima do solo de áreas em processo de restauração florestal, através de métodos diretos, encontrando valores de incremento médio adequados para a idade, e recomendando um modelo alométrico de ajuste para estimativas de biomassa de áreas em restauração florestal. Na segunda parte do trabalho, foram quantificados os valores do estoque de carbono entre todos os compartimentos (arbóreo, herbáceo, regenerantes, serapilheira, madeira morta, raiz e no solo), nos tratamentos (diferentes metodologias de restauração florestal com 5 anos), comparando ainda com um fragmento remanescente e um pasto limpo em uso. E os resultados, foram que todos os compartimentos têm efetiva contribuição no estoque de carbono total dos ecossistemas em processo de restauração florestal e que essas áreas em restauração ecológica, principalmente a metodologia de restauração ativa, estão desempenhando sua função mitigadora sobre o aquecimento global. Assim concluímos que o presente estudo evidência a importância das áreas em processo de restauração florestal para mitigação das mudanças climáticas, e que há relevância na quantificação de todos os estratos florestais. Recomendamos ainda que o monitoramento dessas áreas seja mantido, para predizer em quantos anos essas novas florestas estarão cumprindo seu papel de sequestro de carbono, na mesma eficiência que os fragmentos de floresta nativa remanescentes.
Título em inglês
Carbon stock on 5-year-old Atlantic Forest areas under restoration
Palavras-chave em inglês
Carbon stock
Climate change
Ecossystemic services
Forest restauration
Resumo em inglês
Changing soil use classes, mainly for deforestation in tropical areas is the third main source of greenhouse gases. Forest restauration is an important tool to mitigate global warming, since carbon sequestration comes from tree growing and biomass accumulation in ecosystems. This way, it is necessary to quantify carbon sequestration in different environmental conditions and implementation methodologies towards more efficient procedures. The goal of this study is to understand carbon stocks mechanisms in 5-year-old forest restauration areas by assessing carbon stock on the following pools: alive and dead biomass and soil, varying the treatments (active restoration, passive restoration and assistive restoration). This study was divided into 2 parts: for the first part, carbon stock in alive biomass above ground was quantified on forest restauration areas by in situ measurements and the average increment found was considered adequate for that age. An alometric model was recommended to estimate biomass for areas under restoration. On the second part of this study carbon stock was quantified on all pools (trees, herbaceous, litter, dead wood, roots and soil) on the different treatments and values were compared to a remaining area stablished into a pasture. The results show that all pools give significant contributions on the carbon stock for the area and that the restored areas, mainly the treatment active restoration are in process of establishment and performing a great environmental service, which is mitigate global warming. One concludes that this study shows the importance of restored areas on mitigating global warming and that all pools are significant on carbon stocking. It is recommended that carbon stock assessment should be made from time to time, so it is possible to know the carbon sequestration dynamic for that particular area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.