• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2007.tde-02082007-101747
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Vinícius da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2007
Orientador
Banca examinadora
Balieiro, Fabiano de Carvalho
Mello, Sergio Luís de Miranda
Poggiani, Fabio
Título em português
Desenvolvimento de raiz fina em povoamentos monoespecíficos e mistos de Eucalyptus grandis e Acacia mangium
Palavras-chave em português
Acácia
Adubação
Eucalipto
Fixação de nitrogênio
Nodulação
Sistema radicular
Resumo em português
Raramente plantações de eucalipto respondem à adubação nitrogenada. Contudo, por se tratar de povoamentos monoespecíficos, com baixa capacidade de fixação de N, depois de algumas rotações de cultivo a probabilidade de resposta a este nutriente aumenta, devido ao esgotamento das reservas naturais de nitrogênio do solo acumuladas no ecossistema anterior. O presente estudo teve como objetivos avaliar i) o crescimento, o desenvolvimento de raízes finas de Eucalyptus grandis e de Acacia mangium em povoamentos monoespecíficos e mistos; ii) a nodulação da A. mangium nestes povoamentos. As árvores foram plantadas em maio de 2003 no espaçamento 3m x 3m. O delineamento experimental foi o de blocos completamente aleatorizados (4 blocos), sendo avaliados 3 tratamentos: povoamentos monoespecíficos de E. grandis e A. mangium e um povoamento em que essas espécies foram consorciadas (1100 plantas por ha de E. grandis e 550 árvores por ha de A. mangium). Quando consorciada, a A. mangium foi plantada no meio da distância entre as árvores de E. grandis na mesma linha de plantio. Foram amostradas raízes finas vivas (≤3 mm) em 5-16 posições (dependendo do tratamento), de uma árvore de área basal média em doze parcelas (3 tratamentos x 4 blocos), até 1 m de profundidade aos 6 e 12 meses pós-plantio e até 2 m de profundidade aos 18 e 30 meses pós-plantio, por meio de uma sonda de aço com 4,5 cm de diâmetro interno. O E. grandis foi diferente da A. mangium quanto ao desenvolvimento radicular nos diferentes períodos de amostragem, principalmente na camada superficial do solo (0-10 cm). No povoamento misto, aos 30 meses pós-plantio, o E. grandis foi 64% maior em altura do que a A. mangium e 75% maior em área basal, produzindo 94% mais biomassa do que esta leguminosa. A assimetria do crescimento radicular foi elevada entre as espécies, reflexo da grande competição por luz na parte aérea. Não houve clara estratificação de exploração das camadas do solo pelo sistema radicular das espécies. O E. grandis apresentou maior exploração radicular em todas as camadas do solo, fazendo com que o desenvolvimento radicular da A. mangium ficasse restrito a proximidade da árvore. O elevado grau de assimetria no desenvolvimento radicular entre as espécies resultou, aos 30 meses, na camada 0-10 cm, numa diferença de 91% na densidade de raízes finas (drf) entre as espécies. A nodulação foi sensível a competição com o E. grandis, aparentemente, devido à variação de umidade e temperatura sazonal. Aos 18 meses, no povoamento monoespecífico, houve tendência de maior densidade de nódulos na linha de plantio, camada 0-10 cm. Aos 30 meses os nódulos foram encontrados próximos às árvores. No misto, aos 18 e 30 meses ocorreu diminuição da densidade de nódulos na camada 10-30 cm e aumento entre 30 e 50 cm.
Título em inglês
Fine root development in monoespecific and mixed stands of Eucalyptus grandis and Acacia mangium
Palavras-chave em inglês
Acacia
Eucalipts
Fertilization
Nitrogen fixation
Nodules
Radicular system
Resumo em inglês
Eucalypts plantations rarely answer to the nitrogen fertlization. However, for being of monospecific stands, with low capacity of N fixation, after some cultivation rotations the answer probability to this nutritious one increases, due to the exhaustion of the natural reservations nitrogen of the soil accumulated in previous ecosystem. The present study had as objectives to evaluate i) the growth, the development of Eucalyptus grandis and Acacia mangium fine-root in monospecific and mixed stands; ii) the A. mangium nodulation in these stands. The trees were planted in may of 2003 in the spacing 3m x 3m. The experimental design was it of completely randomized blocks (4 blocks), between assessed 3 treatments: Monospecific stands of E. grandis and A. mangium and a stand in that those species were mixed (1100 plants for ha of E. grandis and 550 trees for ha of A. mangium). When mixed, to A. mangium was planted in the middle of the distance among the trees of E. grandis in the same plantation line. They were sampling live fine-root (≤ 3 mm) in 5-16 positions (depending on the treatment), of a tree of medium basal area in twelve portions (3 treatments x 4 blocks), until 1 m of depth to the 6 and 12 months powder-plantation and until 2 m of depth to the 18 and 30 months powder-plantation, by means of a sledgehammer with 4,5 cm of internal diameter. The E. grandis was different from the A. magium with relationship to the roots development in the different sampling periods, mainly in the superficial layer of the soil (0-10 cm). In the mixed stand, between 29 and 30 months after plantation, E. grandis was 64% larger in height than at A. mangium and 75% larger in basal area, producing 94% more biomass than this leguminous. The asymmetry of the root growth was elevated between the species, reflex of the great competition for light in the aerial part. There was not clear stratification of exploration of the layers of the soil for the roots system of the species. The E. grandis presented larger roots exploration radicular in all the layers of the soil, doing with that the roots development of the A. mangium was restricted in the proximity of the tree. The high asymmetry degree in the roots development between the species, resulted to the 30 months in the layer 0-10 cm, a difference of 91% in the density of fine roots (dfr) between the species. The nodulation was sensitive the competition with the E. grandis , seemingly, due to the humidity variation and seasonal temperature. To the 18 months, in the monospecific stands, there was tendency of larger density of nodules in the plantation line, layer 0-10 cm. To the 30 months the nodules were found close to the trees. In the mixed, to the 18 and 30 months it happened decrease of the density of nodules in the layer 10-30 cm and increase between 30 and 50 cm.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EduardoSilva.pdf (570.03 Kbytes)
Data de Publicação
2007-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.