• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2006.tde-09102006-124905
Documento
Autor
Nome completo
Gilberto Ramos Domingues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Parra, José Roberto Postali (Presidente)
Bento, José Maurício Simões
Sa, Luiz Alexandre Nogueira de
Título em português
Controle de Phthorimaea operculella (Zeller, 1873) (Lepidoptera: Gelechiidae) com Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner, 1983 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) em batata, em condições de campo e no armazém
Palavras-chave em português
armazenamento agrícola
batata
controle biológico
inseto – parasitoide
traças
tricogramatideo
Resumo em português
A batata (Solanum tuberosum L.) é uma importante fonte de alimentação, sendo o 4º alimento mais consumido no mundo, depois do arroz, trigo e milho. Várias são as doenças e pragas que atacam esta cultura, com a necessidade de um alto investimento com produtos fitossanitários para se obter uma boa produção. Dentre as principais pragas, destaca-se a traça-dabatata, Phthorimaea operculella (Zeller, 1873) (Lepidoptera: Gelechiidae). Esta praga pode causar grandes perdas na produção de batata, podendo causar danos tanto no campo como durante o armazenamento da batata-semente. Devido à presença de populações resistentes da traça aos produtos químicos comumente utilizados para seu controle, além do impacto ambiental causado por agroquímicos, a procura por métodos de controle alternativos está cada vez maior. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a eficiência do parasitóide de ovos, Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner, 1983 (Hymenoptera: Trichogrammatidae), no controle de P. operculella, em batata em condições de campo, bem como fornecer dados básicos para sua utilização no controle da traça durante o período de armazenamento. Foram realizados ensaios em campo e semi-campo, utilizando-se gaiolas dentro de casa de vegetação. Os resultados obtidos mostraram que T. atopovirilia apresenta alto potencial para o controle de P. operculella, em batata, em condições de campo. No campo, sua capacidade de dispersão, 24 horas após a liberação, é de 8,5 m (raio de ação), sendo a sua área de dispersão de 97,6 m2. Com base nestes resultados foi possível concluir que são necessários 100 pontos de liberação de T. atopovirilia por hectare, para uma distribuição homogênea em toda a área e um controle efetivo de P. operculella, no campo. Observou-se também que a quantidade de 400.000 parasitóides por hectare, distribuídas em duas liberações semanais, se mostrou adequada para o controle de P. operculella, em campo, uma vez constatada a infestação pela praga. Em relação aos estudos do controle da praga em caixas de batatas armazenadas, ficou demonstrado que o tamanho das mesmas interfere no comportamento de P. operculella e T. atopovirilia. Observou-se que P. operculella oviposita, preferencialmente, na camada localizada entre 5,0 e 20,0 cm de profundidade, em caixas de batatas utilizadas para armazenamento e que T. atopovirilia apresenta pouca mobilidade horizontal e movimentação ascendente nas mesmas e parasita, principalmente, ovos de P. operculella na camada superior da caixa de armazenamento. Considerando-se o local de postura de P. operculella e a dispersão de T. atopovirilia atopovirilia em caixas de batatas utilizadas no armazenamento, concluiu-se que existe potencial de controle de P. operculella com T. atopovirilia em armazéns, sendo que a forma de liberação do parasitóide deve ser aprimorada.
Título em inglês
Control of Phthorimaea operculella (Zeller, 1873) (Lepidoptera: Gelechiidae) by Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner, 1983 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) in potato, under field and storage conditions
Palavras-chave em inglês
agricultural storage
biological control
insect - parasitoid
months
potato
tricogramatideo
Resumo em inglês
Potato (Solanum tuberosum L.) is an important food source, being the 4th most consumed food after rice, wheat and maize. Potato is attacked by many insect pests and diseases; therefore, demanding high investments in pesticides in order to get a good production. Among the major insect pests, the potato tuber moth, Phthorimaea operculella (Zeller, 1873) (Lepidoptera: Gelechiidae), is one of the most important. It causes severe losses in potato production, both in field and storage. Due to both the appearance of resistant populations to commonly used pesticides and the environmental impact caused by them, the demand for alternative control methods has increased in recent years. Thus, this study aimed at evaluating the efficacy of the egg parasitoid Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner, 1983 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) in controlling P. operculella in field, besides providing initial information concerning its utilization to control the potato tuber moth in storage. Trials were carried out under field and semifield conditions, by the utilization of cages inside a greenhouse. The results showed that there is great potential in the use of T. atopovirilia for controlling P. operculella in field. The dispersion capacity of T. atopovirilia 24 hours after release was 8.5 m, with a dispersion area of 97.6 m2. Based on these results, a minimum of 100 release points per hectare is necessary for uniform dispersal of T. atopovirilia and, consequently, an effective control of P. operculella. The quantity of 400,000 parasitoids per hectare, released twice a week, after the presence of the pest was observed, proved to be adequate for controlling P. operculella in field. Regarding the trials for controlling the moth in potato boxes, in storage, it was observed that the size of the potato boxes has an effect on P. operculella and T. atopovirilia behavior P. operculella oviposited, preferably, in the layer ranging from 5.0 to 20.0 cm of depth, in the potato boxes used. T. atopovirilia showed little horizontal mobility and ascending movement, parasitizing mainly the eggs of P. operculella found on the top layer in potato boxes. Taking into account the oviposition site of P. operculella and the dispersal of T. atopovirilia in in potato boxes used in storage, the present study points out the potential of using T. atopovirilia for controlling P. operculella in storage, and that further studies on release techniques, in storage, should be carried out in order to obtain optimal control.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GilbertoDomingues.pdf (1.74 Mbytes)
Data de Publicação
2006-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.