• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2002.tde-26082002-153456
Documento
Autor
Nome completo
Luís Fernando Faria
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Angulo Filho, Rubens (Presidente)
Frizzone, Jose Antonio
Testezlaf, Roberto
Título em português
Variação de vazão de gotejadores enterrados na irrigação de citros e café.
Palavras-chave em português
café
citricultura
gotejadores
irrigação localizada
Resumo em português
Este trabalho teve como objetivo obter informações sobre o desempenho de gotejadores enterrados (irrigação subsuperficial), quanto ao aspecto de variação de vazão em função da intrusão radicular das culturas de citros e café. O experimento foi conduzido em ambiente protegido (estufa plástica) durante o ano de 2001, na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" / USP, em Piracicaba SP. As mudas de café e laranja foram lantadas em vasos de cimento amianto com 100 L de capacidade, irrigadas por 14 modelos diferentes de gotejadores enterrados (autocompensantes e ormais), em duas profundidades (15 e 30 cm) e em dois níveis de depleção de água no solo (seco e úmido). Foram realizadas cinco determinações de vazões individuais dos emissores, em intervalo de 60 dias entre a primeira e a segunda e de 30 dias entre as demais leituras, utilizando-se um medidor de vazão magnético indutivo com 0,3% de precisão. Os dados de vazão dos emissores foram analisados a cada leitura, através dos parâmetros: a) vazão relativa (QR%), tendo como referência à vazão obtida na primeira leitura e b) coeficiente de variação de vazão (CVQ%) da amostra analisada. Concluiu-se que: a) a intrusão radicular é aleatória, não tendo havido um modelo de emissor que se destacasse quanto à penetração de raízes; b) os níveis de irrigação não apresentaram resultados conclusivos no período analisado, porém, observaram-se evidências de que o sistema radicular é mais agressivo tanto na camada superficial de solo (15 cm) para as plantas bem irrigadas, quanto nas camadas mais profunda de solo (30 cm) para as plantas sob déficit hídrico; c) variações de vazão foram mais evidentes para os emissores a 30 cm de profundidade no cafeeiro; e d) os emissores autocompensáveis apresentaram maior instabilidade de vazão, na presença de raízes e partículas de solo, enquanto os emissores normais tiveram desempenho mais estável. Distúrbios de vazão nos gotejadores ensaiados foram mais pronunciados em determinados modelos de alguns fabricantes, o que evidencia a diferença tecnológica entre as empresas de equipamentos de irrigação analisadas.
Título em inglês
Flow variation of emitters under subsurface drip irrigation in citrus and coffee crops.
Palavras-chave em inglês
citrus production
coffee
drippers
trickle irrigation
Resumo em inglês
This work aimed to quantify drippers performance under subsurface drip irrigation (SDI), regarding the flow variation due to root intrusion under citrus and coffee crops. The experiment was carried out inside a greenhouse during the year of 2001, at the University of Sao Paulo (ESALQ), in Piracicaba SP. Coffee seedlings and orange scions planted in vases with 100 liters of capacity, irrigated by fourteen different models of commercial drippers (self-compensated end regular devices), in two depths (15 and 30 centimeters) and in two soil water depletion levels (dry and humid). It was accomplished five determinations of individual flows, in intervals of 60 days between first and the second readiness and of 30 days among other readings, using an inductive magnetic flow meter with 0,3% of precision. The flow data of the emitters were analyzed for each reading, though the parameters: a) relative flow (QR%), having as reference the initial flow rate measured and b) Flow coefficient of variation (CVQ%) of the analyzed sample. It was concluded that the root intrusion is not related to a specifics model randomly distributed. The irrigation levels did not resulted conclusive results regarding the root intrusion; flow variations were more evident for emitters at 30 centimeters depth under coffee crop. Self-compensated emitters tended to be more unstable, increasing the average flow rate with root and soil particles presence. Regular emitters tended to be more stable, decreasing the average flow rate with root and soil particles presence.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Luis.pdf (1.64 Mbytes)
Data de Publicação
2002-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.