• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2001.tde-30072002-151746
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Kolm
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Banca examinadora
Poggiani, Fabio (Presidente)
Feigl, Brigitte Josefine
Goncalves, Jose Leonardo de Moraes
Título em português
Ciclagem de nutrientes e variações do microclima em plantações de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden manejadas através de desbastes progressivos.
Palavras-chave em português
ciclagem de nutriente
decomposição
desbaste
ecologia florestal
eucalipto
microclima
Resumo em português
O presente trabalho aborda a ciclagem de nutrientes e aspectos do microclima em plantações de Eucalyptus grandis de 20 anos, manejadas pelo método CCT, em 3 intensidades de desbaste (T0 = 0%, T1 = 67% e T2 = 83% de desbaste). As áreas de estudo localizam-se na Fazenda Santa Terezinha, propriedade da empresa Eucatex S.A., no município de Bofete – SP. O clima da região é do tipo Cwa, segundo a classificação de Köpen, e o solo é classificado como Latossolo Vermelho-Amarelo transição para Areia Quartzosa. Em relação aos aspectos microclimáticos, verificou-se que os tratamentos desbastados (T1 e T2) interceptaram menos luz que os tratamento testemunha (T0). Seus valores de radiação fotossinteticamente ativa e ILR (%) foram, em geral, maiores que os do T0. As temperaturas mensais variaram pouco entre os tratamentos. O T2 apresentou a maior amplitude térmica, e as temperaturas médias foram ligeiramente superiores às dos demais tratamentos. Em todas as profundidades (0-5, 6-30 e 31-60 cm), o T0 manteve os maiores teores de umidade do solo. A deposição de serapilheira (estudada de outubro de 1998 a setembro de 1999) foi estatisticamente semelhante entre os tratamentos, embora os tratamentos com desbaste (T1 e T2) tenham depositado quantias ligeiramente maiores. Os teores de nutrientes e a sua transferência, pela deposição mensal de serapilheira, foram em geral mais altos nos tratamentos com desbaste. As taxas de deposição anual nos tratamentos T0, T1 e T2 foram de 10,2; 10,9; 10,4 t/ha/ano, respectivamente. A biomassa de serapilheira acumulada sobre o solo foi de 18,1 t/ha no T0, 13,4 t/ha no T1 e 14,8 t/ha no T2. Nos tratamentos com desbaste, os teores médios anuais de nutrientes da serapilheira acumulada foram geralmente iguais ou maiores que os do T0; porém, seus estoques foram inferiores aos do T0. A decomposição da serapilheira foi mais rápida nos tratamentos com desbaste, provocando menores acúmulos desta sobre o solo. Os estoques de P, K, Ca e Mg no solo foram superiores nos tratamentos desbastados (principalmente no T1). Devido à sua lenta velocidade de decomposição e imobilização dos nutrientes na camada de serapilheira, o T0 apresentou os menores estoques de nutrientes no solo (exceto para N). A aplicação de desbastes progressivos em povoamentos de eucaliptos, quando manejados em regimes de ciclos mais longos do que usualmente vem sendo aplicados atualmente (5 - 6 anos), podem favorecer a reciclagem dos nutrientes que entram no ecossistema, conservando mais eficientemente seus estoques no sistema (solo + serapilheira) e contribuindo para manter a produtividade do sítio.
Título em inglês
Nutrient cycling and variations of microclimate within a eucalyptus grandis hill ex maiden plantation of a progressive thinning management.
Palavras-chave em inglês
decomposition
eucalyptus
forest ecology
microclimate
nutrient cycling
thinning
Resumo em inglês
This study characterizes nutrient cycling and microclimate conditions within a 20-year-old Eucalyptus grandis plantation with three thinning intensity treatments of Correlated Curve Trend (CCT) management method (T0 = 0%, T1 = 67% and T2 = 83% of thinning intensity). This project was located in Bofete – SP, in the Santa Terezinha Farm, of Eucatex S.A. The climate of site is Cwa, according to Köpen classification, and the type soil is a Haplustox with a transition to Quartz Psamment. In respect to microclimate measurements, the thinned treatments (T1 and T2) intercepted less light than the non-thinned treatment (T0). Its photosynthetic radiation and IRL (%) were generally higher then the T0’values. Montly temperature fluctuations were minimal among the treatments. T2 presented the highest thermical fluctuation, and their temperatures were higher than the other treatments. At all soil depths (0-5, 6-30 and 31-60 cm), the moisture contents were greater in T0. Litter production (measured from October, 1998 to September, 1999) was similar among the treatments, but there was somewhat more litterfall in thinned treatments (T1 and T2). Annual litterfall in treatments T0, T1 and T2 were 10.22, 10.87 and 10.39 t/ha/year respectively. The concentration of nutrients and their return through litterfall were generally greater in thinned treatments. Biomass of forest floor litter was 18.13 t/ha in T0, 13.43 t/ha in T1 and 14.83 t/ha in T2. Thinned treatments had equal to or higher than annual concentrations of forest floor litter when compared with T0. However, the amount of nutrients was less than T0. Litter decomposition was faster in the thinned treatments, and there was less forest floor litter in thinned treatments. Soil P, K, Ca and Mg contents were higher in thinned treatments, especially in T1. Due to its slow forest floor litter decomposition and its consequent nutrient immobilization, T0 had lower soil nutrient contents, except for N. The use of thinning practices in long rotation can improve nutrient cycling of atmospheric input, conserve the amount of nutrients in the soil-litter system and improve the site productivity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
luciana.pdf (693.67 Kbytes)
Data de Publicação
2002-08-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.