• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2003.tde-20022003-174506
Documento
Autor
Nome completo
Luciane Conte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Cyrino, Jose Eurico Possebon (Presidente)
Scorvo Filho, João Donato
Shirota, Ricardo
Título em português
Produtividade e economicidade da tilapicultura em gaiolas na região sudoeste do estado de São Paulo: estudos de casos.
Palavras-chave em português
região sudeste
rentabilidade
São Paulo (SP)
tanque-rede
tilápia-do-Nilo
tilapicultura
Resumo em português
Por causa da carência de dados sobre a produtividade de tilápias em tanques-rede em escala comercial, produtores e empresários rurais relutam em investir neste sistema de produção. Este estudo objetivou determinar as funções de produção da tilápia do Nilo em tanques-rede; a biomassa econômica de sistemas de produção comercial de tilápias em tanques-rede de diferentes volumes (300 a 400 peixes/m 3 e 500 a 600 peixes/m 3 ); e analisar a influência das condições ambientais no desempenho dos peixes em tanques-rede. Foram estudados 2 casos na região Sudoeste do Estado de São Paulo: (1) represa do Chapadão, 3,3 ha de espelho d’água e profundidade média de 4,00 m, onde foram instaladas nove gaiolas, totalizando 94,50 m 3 de volume útil de produção; e (2) represa da Colônia Nova, 8,8 ha de espelho d'água e profundidade média de 2,60 m, que alojou 27 gaiolas com volume útil total de 235,70 m 3 , ambas localizadas na Usina Paredão, Oriente, SP. De setembro de 2001 a abril de 2002, foram monitorados diariamente o consumo de ração, a mortalidade de cada gaiola e a temperatura da água das represas nos horários das alimentações; pH, oxigênio dissolvido e transparência pelo disco de Secchi foram monitorados quinzenalmente. Foram realizadas biometrias mensais nas gaiolas das duas represas, compreendendo 3% do lote de peixes de cada gaiola. Os peixes foram alimentados com ração extrusada comercial com 32% de proteína bruta, 3 vezes ao dia (09h00m, 13h00m e 17h00m), 7 dias por semana. A taxa de alimentação foi ajustada com base nas biometrias e mortalidade de cada gaiola. Os dados de desempenho foram analisados por análise de variância e regressão. Para a determinação das funções de produção a partir dos dados de campo, foram utilizadas as funções Logística e de Mitscherlich. Não houve diferença de desempenho em relação à biomassa acumulada e peso médio unitário em função do tempo, na densidade de 300 a 400 peixes/m 3, para ambas as represas (P<0,05), possivelmente porque os dois ambientes apresentaram variações dos parâmetros de qualidade de água muito similares e dentro dos limites aceitáveis para a espécie considerada. A densidade de 500 a 600 peixes/m 3 apresentou maior biomassa acumulada e maior eficiência alimentar que a densidade de 300 a 400 peixes/m 3. Não houve diferença significativa (P<0,05) entre o peso médio unitário dos peixes nas duas densidades, mostrando que o aumento na densidade de estocagem não influenciou o crescimento individual dos peixes. Para a densidade de 500 a 600 peixes/m 3, a biomassa que maximizou a lucratividade da produção (biomassa econômica - BE) foi 145 kg/m 3, ponto em que os peixes devem ser despescados ou remanejados. Para a densidade de 300 a 400 peixes/m 3 , a BE foi de 121 kg/m 3. Para a obtenção de peixes com peso médio unitário de 283g, considerando a BE de 145 kg/m 3 , a densidade de 500 a 600 peixes/m 3 possibilitou otimização do espaço e tempo de produção, melhor eficiência alimentar, maior produção por m 3 de tanque-rede, sendo portanto mais rentável economicamente que a de 300 a 400 peixes/m 3.
Título em inglês
Productivity and economy of tilapicultura in cages in são paulo state south-west region: cases.
Palavras-chave em inglês
cage culture
nile tilapia
productivity
profitability
south-west region
Resumo em inglês
Cage farming of tilapia is an excellent alternative to utilize lakes, dams and reservoirs inadequate to conventional aquaculture. Low investment on cage or pond farming of tilapia is credited to the lack of reliable production and economical data for commercial scale farming. This study aimed to determine the production functions of Nile tilapia Oreochromis niloticus in cages; the economic biomass at stocking densities of 300-400 fish/m 3 and 500-600 fish/m 3 commercially produced tilapia in cages of different volumes; and the influence of environmental conditions in fish performance in cages. Two cases in São Paulo State south-west region were studied: (1) reservoir Chapadão (Usina Paredão , Oriente, SP), 3.3 ha of surface area, 4.00 m deep, with 9, 94.50 m 3 cages; and (2) reservoir Colônia Nova (Usina Paredão, Oriente, SP), 8.8 ha of surface area, 2.60 m deep, with 27, 235.70 m 3 cages. Feed intake, survival rate and water temperature were monitored daily during scheduled feedings from September 2001 - April 2002. Dissolved oxygen, pH and transparency of water were monitored each 15 days. Fish growth was evaluated by measuring and weighing 3% of fish of each cage. Caged tilapia fed on commercial, floating pellets (32% crude protein) at 0900, 1300 and 1700 h, 7 days for a week. Feeding rate was adjusted based on sample weight and survival rate. Data were analyzed statistically by ANOVA and regression analysis. The Logistic and Mitscherlich functions were chosen to elaborate the production functions. Carrying capacity of both stocking densities 300-400 fish/m 3 and 500-600 fish/m 3 was 200 kg/m 3. No differences were observed in fish performance regarding accumulated biomass and individual average weight over time between both reservoirs for the stocking density of 300-400 fish/m 3 . The stocking density of 500-600 fish/m 3 presented larger accumulated biomass and better feeding efficiency than the stocking density of 300-400 fish/m 3. No significant differences between individual average weight of fish of both densities were observed (P<0.05), meaning that increasing stocking density didn't influence the individual growth of fish. The biomass that maximized the profit to the stocking density of 500-600 fish/m 3 was 145 kg/m 3. Economic biomass (BE) for stocking density of 300-400 fish/m 3 , was 121 kg/m 3. This density had worse feed conversion than 500-600 fish/m 3. Stocking density of 500-600 fish/m 3 , up to individual average weight of 283 g, present many advantages: optimization of space and production time, better feed efficiency, higher fish production per m 3 of cages, and is more profitable than 300-400 fish/m 3.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
luciane.pdf (177.34 Kbytes)
Data de Publicação
2003-02-28
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CONTE, L., et al. Productivity and economics of Nile tilapia Oreochromis niloticus cage culture in south-east Brazil. Journal of Applied Aquaculture, 2008, vol. 20, p. 18-37.
  • CONTE, L., et al. Environmental conditions and performance of Oreochromis niloticus in cages. In World Aquaculture 2003, Salvador, BA, 2003. Proceedings of the World Aquaculture 2003, Book of Abstracts.Baton Rouge, LA, USA : World Aquaculture Society, 2003. Abstract.
  • CONTE, L., et al. Stocking densities and performance of Nile tilapia Oreochromis niloticus in cages. In World Aquaculture 2003, Salvador, BA, 2003. Proceedings of the World Aquaculture 2003, Book of Abstracts.Baton Rouge, LA, USA : World Aquaculture Society, 2003. Abstract.
  • CYRINO, J. E. P., e CONTE, L. Raising Nile tilapia in cages in South-East Brazil - stocking density, performance and economics. In Aqua Ciência 2004, Vitória, ES, 2004. Anais do I Congresso da Sociedade Brasilera de Aqüicultura e Biologia Aquática.Jaboticabal, SP : Sociedade Brasileira de Aqüicultura e Biologia Aquática, 2004. Resumo.
  • SONODA, D. Y., et al. Curvas de produção de tilápias em tanques-rede de 1998 a 2001 na Região Oeste do Estado de São Paulo. In XII Simpósio Brasileiro de Aquicultura, Goiânia, GO, 2002. Anais do XII Simpósio Brasileiro de Aquicultura.Goiânia,GO : Associação Brasileira de Aqüicultura, 2002. Resumo.
  • CYRINO, J. E. P., e CONTE, L. Tilapicultura em gaiolas: produção e economia. In José Eurico Possebon Cyrino, e Elisabeth Criscuolo Urbinati. Tópicos Especiais em Biologia Aquática e Aqüicultura. Organizador. Jaboticabal, SP : Sociedade Brasileira de Aqüicultura e Biologia Aquática, 2006{Volume}, p. 151-171.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20022003-174506/
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.