• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2008.tde-13102008-144042
Documento
Autor
Nome completo
Jakeline Vieira Romero
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2008
Orientador
Banca examinadora
Santos, Flavio Augusto Portela (Presidente)
Abdalla, Adibe Luiz
Bittar, Carla Maris Machado
Título em português
Compostos nitrogenados e de carboidratos em pastos de capim-elefante (Pennisetum purpureum) cv. Cameroon manejados com intervalos de desfolhação fixo e variáveis
Palavras-chave em português
Capim elefante
Carboidratos
Compostos de nitrôgenio
Desfolha
Pastagens.
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo a caracterização das frações protéicas e de carboidratos em pastagem de capim-elefante (Pennisetum purpureum cv. Cameroon), manejada com altas taxas de lotação no período das águas. O experimento foi realizado nas instalações do Departamento de Zootecnia da Esalq/USP. A forragem foi coletada nas estações do outono/2006, primavera/2006 e verão/2006-07, adotando-se intervalos de desfolhação fixos de 27 dias e variáveis, onde a entrada dos animais ocorreu quando o capim atingiu 1,05 m de altura (95 % IL). Foi determinada a composição bromatológica, frações protéicas e de carboidratos tanto por métodos químicos quanto pelo método de degradação in situ da forragem. A pastagem também foi avaliada quanto à massa de forragem (kg de MS por ha-1), composição morfológica e alturas do dossel na entrada e saída dos animais. Para as determinações no pasto utilizou-se o delineamento inteiramente aleatorizado com medidas repetidas no tempo. Para as frações protéicas A, B e C, foi realizado ensaio de degradabilidade in situ utilizando-se 4 garrotes castrados e canulados no rúmen. As amostras de forragem secas e moídas a 5 mm foram acondicionadas em sacos de nylon e incubadas no rúmen por 0, 3, 6, 12, 24, 48, 60, 72, 96 e 120 horas. O delineamento experimental foi em quadrados latinos 2x2 replicados. A duração do intervalo entre desfolhas não diferiu entre os tratamentos (P>0,05), em nenhuma das estações avaliadas. As alturas do dossel no pré-pastejo foram maiores (P<0,05) nos tratamentos com ID variável. Para altura do dossel em pós-pastejo, houve efeito somente da estação (P<0,05), com menores alturas na primavera (0,43 e 0,51 m), e maiores no verão (0,56 e 0,57 m) para os tratamentos com ID fixo e variável. Não foi verificada diferença (P>0,05) para produção de forragem entre os tratamentos. Apenas os teores de PB da forragem foram afetados pelos tratamentos (P<0,05), com menores valores para ID variável. Os teores de MS, FDN, FDA, lignina e PIDA não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. Somente a fração protéica B2 foi afetada, com maiores valores para ID variável (P<0,05). As frações A e B3 diferiram nas estações do ano (P<0,05), com o outono apresentando menores valores de A e maiores da B3. Não houve diferença para as frações B1 e C (P>0,05). No verão, a fração A+B1 dos carboidratos apresentou os menores valores dentre as estações (13,80 e 16,22 % para ID fixo e variável), e a fração B2, os maiores valores (76,59 e 73,42 %) (P<0,05). Não houve diferenças (P>0,05) para as variáveis de degradabilidade da MS e MO. Na degradabilidade da FDN, diferenças significativas foram observadas apenas para variável de DP e DE com taxa de passagem de 2 %/h no tratamento com ID fixo. A correção da contaminação microbiana resultou em aumento nos valores da fração protéica A e redução na B. Não houve efeito (P>0,05) para as variáveis da PB corrigida pela contaminação, exceto para a fração B, onde os valores foram maiores no outono (73,3 e 73,69%) e menores na primavera com ID variáveis (55,87%).
Título em inglês
Nitrogen and carbohydrate fractions in elephant grass pastures (Pennisetum purpureum cv. Cameroon), managed with fixed and variable defoliation intervals
Palavras-chave em inglês
Carbohydrate
Defoliation
Lephant grass
Nitrogen compounds
Pasture.
Resumo em inglês
The present study designed to characerize the protein and carbohydrate fractions of elephant grass pasture (Pennisetum purpureum) cv. Cameroon, intensively grazed at high stocking rate during the rainy season. The experiment was carried in the Animal Sciences Department of the University of São Paulo (USP/ESALQ). Forage samples were collected during autumn and spring/2006 and summer/2006-07. Two defoliation intervals (DI) were adopted, fixed and variable. For the fixed DI treatment experimental animals had access to the paddocks every 27 days, and for the variable DI treatment experimental animals had access to the paddocks when the sward reached 1,05m height, corresponding to 95% light interception. Forage samples were analyzed for chemical composition and protein and carbohydrate fractions by chemical methods and with "in situ" degradation technique. Pasture was also analyzed for pre-grazing forage mass (kg DM ha-1) , morphologic composition, pre and post grazing sward heights. A completely randomized design with repeated measures was used for pasture determinations. For protein fractions (A, B, C) determinations, an in situ trial was developed using four rumen canulated steers. 5mm ground forage samples were conditioned in nylon bags and incubated in the rumen for 0, 3, 6, 12, 24, 48, 60, 72, 96 and 120 hours. The experimental design was a replicated 2x2 Latin square. The defoliation interval length did not differ (P>0,05) among treatments, in any season. Pre-grazing sward heights were higher (P<0,05) for the variable DI treatment. A season effect (P<0,05) was observed for post-grazing heights, with lower values observed on spring (0,43 and 0,51m) and higher on summer (0,56 and 0,57m) for both treatments. No differences (P>0,05) were observed among treatments for total forage mass. Only forage CP content was affected by treatments, with lower values (P<0,05) for variable DI. DM, NDF, ADF, lignin and ADIN were not different (P>0,05) among treatments. Protein B2 fraction was affected, showing higher values (P<0,05) for variable DI treatment. Fractions A and B3 were different among seasons, with lower fraction A and higher fraction B3 values during autumn (P<0,05). No differences were observed for fractions B1 and C (P>0,05). During summer carbohydrate fractions A + B1 showed the lowest values among seasons (13,80 and 16,22% for fixed and variable DI), and B2 fraction showed the highest values (76,59 and 73,42 %) (P<0,05). No differences were observed for DM and OM degradabilities variables (P>0,05). For NDF degradability significant differences were observed only PD and ED variables with 2%/h passage rate for fixed DI treatment. Microbial contamination adjustment resulted in higher protein A and lower protein B fraction values. No effects were observed (P>0,05) for microbial contamination adjusted CP variables, except for B fraction that showed higher values during autumn (73,3 and 73,69%) and lower during spring with variable DI (55,87%).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Jakeline_Romero.pdf (764.71 Kbytes)
Data de Publicação
2008-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.