• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2003.tde-05012004-153828
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Gerdes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Mattos, Herbert Barbosa de (Presidente)
Herling, Valdo Rodrigues
Pedreira, Carlos Guilherme Silveira
Silva, Sila Carneiro da
Werner, Joaquim Carlos
Título em português
Introdução de uma mistura de três espécies forrageiras de inverno em pastagem irrigada de capim-aruana.
Palavras-chave em português
aveia preta
azevém
forragem
irrigação
ovinos
produção vegetal
trevo branco
valor nutritivo.
Resumo em português
No Instituto de Zootecnia, Nova Odessa, SP, em uma pastagem de capim-aruana (Panicum maximum Jacq. cv. Aruana) utilizada com ovinos em sistema intensivo de produção (irrigação, adubação e lotação rotacionada), foram sobre-semeadas as espécies forrageiras de inverno: aveia preta (Avena strigosa Schreb cv. Comum), azevém anual (Lolium multiflorum Lam. cv. Comum) e trevo branco (Trifolium repens L. cv. Zapicán) com o objetivo de suprir o déficit e melhorar o valor nutritivo da forragem no período crítico do ano. A sobre-semeadura foi efetuada em 14/04/00 e 07/06/01 no primeiro e segundo anos do experimento, respectivamente. Nos dois anos (14/04/00 a 18/01/01 e 07/06/01 a 22/02/02) foram avaliados, em seis períodos de pastejo: massa total de forragem pré-pastejo, sua composição botânica e porcentagem de lâminas foliares, massa de forragem pós-pastejo, acúmulo de forragem (AF) e taxa média diária de acúmulo de forragem (TMDAF) em cada período de rebrotação, altura do dossel forrageiro pré e pós-pastejo, características químicas: proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), lignina e digestibilidade “in vitro” da matéria seca (DIVMS), nas amostras da massa total de forragem e nas dos componentes botânicos (aruana, aveia preta e azevém) pré-pastejo. O delineamento experimental foi o de blocos completos casualizados (quatro), com duas repetições dentro do bloco e dois tratamentos: 1) capim-aruana exclusivo (AE) e 2) sobre-semeadura da mistura das três espécies forrageiras de inverno (MFI). Os blocos eram pastejados pelo mesmo lote de animais, em sequência, por dois a três dias, até atingir 10 a 15 cm. O trevo-branco não se estabeleceu em ambos os anos. No primeiro ano, a pastagem MFI apresentou maior massa total de forragem do que a pastagem AE no segundo período e na média dos seis períodos. A aveia apresentou a maior contribuição no segundo período e o azevém no terceiro. As pastagens com a MFI apresentaram maiores AF e TMDAF que as pastagens de AE no segundo, quinto e na média dos seis períodos. A PB da forragem na pastagem de capim-aruana exclusivo foi maior em relação à sobre-semeada no terceiro período de pastejo e semelhante nos demais. A PB dos componentes aveia e azevém, no terceiro período, foi menor em relação aos do primeiro e segundo. FDN, FDA e lignina da forragem no tratamento exclusivo foram mais elevados em relação aos do tratamento sobre-semeado, na média dos seis períodos. Aveia e azevém apresentaram FDN mais baixos nos períodos iniciais de crescimento, com aumento no último. A digestibilidade da forragem foi semelhante nos dois tratamentos, em todos os períodos de avaliação. No segundo ano, a massa total de forragem apresentou quantidades semelhantes entre as duas pastagens ao longo dos seis períodos e na sua média. A aveia esteve mais presente no primeiro período e o azevém no terceiro. Não houve diferença entre tipos de pastagem para AF e TMDAF em nenhum dos seis períodos, nem na sua média. Para o componente aruana a porcentagem de lâminas foi semelhante entre os dois tipos de pastagem e para a aveia e azevém, as menores porcentagens ocorreram no período final dos seus ciclos vegetativos, em ambos os anos. O teor de PB da massa total de forragem da pastagem de capim-aruana exclusivo foi maior que o da pastagem sobre-semeada, no quarto período mas semelhante nos demais e na média dos períodos. Os teores de PB da aveia e do azevém decresceram ao longo dos períodos de pastejo. Os teores de FDN, FDA, lignina e DIVMS da forragem foram semelhantes entre as duas pastagens na média e ao longo dos seis períodos, exceto para FDN no segundo período. A aveia e o azevém apresentaram os maiores teores de FDN, FDA e lignina no último período de pastejo. A DIVMS do azevém manteve-se constante nos dois primeiros períodos de pastejo diminuindo no último. Pastos de capim-aruana convenientemente adubados e irrigados, que recebam sobre-semeadura com espécies forrageiras de inverno, produzem mais forragem no período crítico mas com valor nutritivo semelhante em relação a pastos não sobre-semeados, nas condições do Estado de São Paulo. Pastos deste capim, não sobre-semeados, mas que recebam adubação e irrigação também apresentam boa produção e valor nutritivo nesta época.
Título em inglês
Introduction of a mixture of three winter forage species in an irrigated aruanagrass pasture.
Palavras-chave em inglês
black oat
forage
herbage yield
irrigation
italian ryegrass
nutritive value
sheep
white clover.
Resumo em inglês
At Instituto de Zootecnia, Nova Odessa, SP, in a pasture of aruanagrass (Panicum maximum Jacq. cv. Aruana), grazed by sheep in an intensive production system (irrigation, fertilization and rotational stocking), it was introduced a three winter forage species: black oat (Avena strigosa Schreb. cv. Common), italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam. cv. Common) and white clover (Trifolium repens L. cv. Zapican) with the objective of increasing the forage supply and its nutritive value during the dry winter period. The mixture was broadcasted sown over the grass on 04-14-00 and 06-07-01 in two years of experiment. From 04-14-00 to 01-18-01 and 06-07-01 to 02-22-02 it was evaluated, in six annual grazing periods, the forage mass, its botanical composition and leaf blades percentage pre grazing, residual mass post grazing, forage accumulation (FA) and mean forage accumulation daily rate (MFADR) in each regrowth period and sward heigth pre and post grazing, the chemical characteristics: crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), lignin and in vitro dry matter digestibility (IVDMD) in the forage on offer and in its botanical components. The experimental design was a completely randomized block (four) with two replications within the block. The treatments were: 1) grass alone and 2) the grass oversown with the mixture of the winter forages. The blocks were grazed by the same group of sheep in sequence for two or three days until the sward height reached to 10-15 cm. The white clover did not establish. In the first year the oversown treatment presented higher total forage mass than the control in the second periods and in the mean of the six periods. The black oat presented higher contribution in the second period and italian ryegrass in the third. The oversown pastures presented higher FA and MFADR than the single aruanagrass pastures, in the second, fifth and in the mean of the six periods. The CP in the forage from the grass pasture alone was greater than the one of the oversown pasture in the third period, and similar in the others. Oat and ryegrass CP was lower in the third period than the ones of the first and second ones. NDF, ADF and lignin in the forage from the grass pasture alone were greater than the ones of the oversown pasture. Oat and ryegrass NDF was lowest in the initial growth periods, increasing in the final. Forage IVDMD from the two treatments were similar in all evaluation periods. In the second year, the total forage mass was similar in the two pasture treatments in all grazing periods and in their means. The black oat contribution was higher in the first period and the one of italian ryegrass in the third. The FA and the MFADR were similar in the two pasture systems. The leaf blades percentage of aruanagrass was similar in the two pastures in all periods and the ones of black oat and italian ryegrass were lower in the final period compared to the preceeding ones, in the two years. The CP in the forage from the grass pasture alone was greater than the one of the oversown pasture in the fourth period, and similar in the others. Oat and ryegrass CP decreased along the grazing periods. NDF, ADF, lignin and IVDMD of the forage from the two treatments were similar in all evaluation periods. Oat and ryegrass NDF, ADF and lignin were greater in the last grazing period. Ryegrass IVDMD from the first two periods were similar and decreased in the final. For the São Paulo State conditions, adequately fertilized and irrigated aruanagrass pastures, when oversown with winter annual forages, yield more than single aruanagrass ones during the dry winter period but with similar nutritive value. Single aruanagrass pastures when fertilized and irrigated present also good forage yields with good nutritive value during this time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
luciana.pdf (219.50 Kbytes)
Data de Publicação
2004-02-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.