• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2007.tde-02032007-112133
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Zanetti Albertini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Lanna, Dante Pazzanese Duarte (Presidente)
Medeiros, Sérgio Raposo de
Torres Junior, Roberto Augusto de Almeida
Título em português
Consumo, eficiência alimentar e exigências nutricionais de vacas de corte na lactação e terminação
Palavras-chave em português
Alimentação animal
Bioenergética
Bovinos de corte
Crescimento animal
Cruzamento animal
Lactação animal
Produção animal
Raças animais
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi estimar as exigências e a eficiência energética de vacas de corte lactantes e não gestantes, bem como do par vaca/bezerro. Posteriormente foi correlacionada a eficiência do par vaca/bezerro durante a lactação com a eficiência das mesmas vacas durante a terminação. Na fase de lactação os pares vaca/bezerro foram avaliados desde após o nascimento (17±5, d DP) até a desmama (210 d). Após a desmama foi conduzido o ensaio de terminação (67 d) e abate somente das matrizes. Foram avaliadas 10 vacas adultas ½ Caracu x Nelore (CN) e 10 ½ Angus x Nelore (AN), acasaladas com touros Red Angus (RA) e Canchim (CC), respectivamente. Na lactação o oferecimento da dieta (2,30 Mcal EM/kg e 12,4% PB) variou individualmente ao longo do período com objetivo de manter constante o peso das matrizes ao longo da lactação. A mesma dieta foi oferecida a vontade para a progênie. Durante o ensaio de terminação em confinamento a dieta (2,37 Mcal EM/kg e 10,5% PB) foi fornecida à vontade. A ingestão de matéria seca das matrizes foi de 92,4 g MS/kg PM0,75 (CV=3,2%; P=0,458). Vacas AN apresentaram produção de leite corrigida para gordura 12% superior (P<0,05). A concentração energética do leite (Mcal/kg) das vacas CN foi 9,4% superior (P<0,05). A eficiência (Mcal leite/Mcal EM ingerida) não foi diferente. A exigência de energia metabolizável de lactação (EMl) foi maior (P<0,05) para vacas AN em relação as CN, 90,1 e 74,2 (EMl, kcal EMl/kg PM0,75), respectivamente. Bezerros ½CC¼AN¼NE apresentaram ingestão de energia metabolizável (IEM) proveniente do leite 11,3% (P<0,05) superior. Bezerros ½RA¼CR¼NE foram 10,7% mais eficientes (g GP210d/Mcal IEM leite+dieta sólida). Não houve diferença para eficiência dos pares vaca/bezerro, contudo houve considerável variação individual, onde a eficiência média foi 35,3 g GP210d/Mcal IEM par (CV=11,5%). A eficiência do par foi positivamente relacionada ao ganho do bezerro (r=0,79; P<0,01) e negativamente relacionada à IEM do par (r=-0,58; P<0,05). Vacas CN ao abate apresentaram EGS 29% menor, AOL 13% maior e maior proteína no corpo vazio (P<0,05). Vacas AN apresentaram 14,7% maior proporção de órgãos internos relativo ao peso vazio e maior peso dos intestinos (P<0,01). As correlações fenotípicas demonstraram associação entre as eficiência de secreção do leite das vacas nas fase de lactação e de ganho de peso na fase de terminação (r=0,43; P=0,09). A eficiência de secreção de leite das vacas na lactação apresentou correlação com a eficiência do par (r=0,68; P<0,01). O consumo alimentar residual (CAR) das vacas na terminação foi correlacionado com o CAR das vacas em lactação (r=0,53; P<0,05) e com o CAR dos pares (r=0.62; P<0.01). Isso indica que vacas de corte mais eficientes durante a terminação são também mais eficientes no período de cria.
Título em inglês
Intake, feed efficiency and nutritional requirements of lactating and fattening beef cows
Palavras-chave em inglês
Bioenergetics
Breed difference
Cow-calf
Crossbreeding
Efficacy
Feed conversion efficiency
Finishing
Genetic group
Growth
Milk production
Net feed intake
Selection
Resumo em inglês
This study estimated the requirements and feed efficiency of non-pregnant lactating beef cows, as well as cow calf pairs. It also correlated the efficiency of the cows and their progeny during lactation to efficiency determined for the same cows in a finishing trial after weaning. In the lactating phase cow calf pairs were evaluated from just after birth (17±5, d) to weaning at 210 d. The finishing trial for the mature cows started after weaning and lasted 67 d after wich cows were slaughtered. Twenty adult cows were evaluated, 10 ½ Caracu x Nelore (CN) and 10 Angus x Nelore, bred to Red Angus (RA) and Canchim (CC) bulls, respectively. During lactation the diet (2.30 Mcal ME/kg and 12.4% CP) was offered in variable amounts to maintain individual live weight and condition score constant. The same diet was offered ad libitum to the calves. During the finishing phase cows were fed ad libitum (2.37 Mcal ME/kg e 10.5% CP). The dry matter feed intake of cows was 92,4 and SD 2,9 g DM/kg BW0,75. AN cows had fat corrected milk 12% higher compared to CN cows (P<0.05). However, milk energy content (Mcal/kg) was 9.4% higher (P<0.05) for CN cows. Efficiency of milk production (Mcal milk/Mcal ME intake) was not different. Metabolizable energy for lactation (MEl) was higher (P<0.05) for AN cows in comparison to CN, respectively 90.1 and 74.2 (MEl, kcal MEl/kg BW0,75). ME milk intake was 11.3% (P<0.05) higher for ½CC¼AN¼NE calves. Rates of gain were not different between calves, but ½RA¼CR¼NE were 10.7% more efficient (g LWG210d/Mcal MEI milk+solid diet). There was no difference in cow calf pairs efficiency, but there was a great individual variability with a mean of 35,31 g and SD of 4,08 g LWG210d/Mcal EM for the pair. Cow/calf pair efficiency was positively related to calf weight gain (r=0.79; P<0.01) and negatively to the pair metabolizable energy intake (r=-0.58; P<0.05). At slaughter CN cows presented backfat thickness 29% lower, longissimus muscle area 13% higher and higher empty body weight protein (P<0,05). AN cows had 14.7% higher relative internal organ weight and higher total intestine weight (P<0.01). The phenotypical correlations between efficiency indexes indicate moderate association between cow efficiency measured during lactation and in a short finishing period after weaning (r=0.43; P=0.09). Exist correlations between cow efficiency lactation and efficiency of the pair (r=0.68; P<0.01). Residual Feed Intake (RFI) during the finishing phase was moderately correlated to the RFI calculated during the lactation period for the cow calf pairs RFI (r=0.62; P<0.01) and the cows (r=0.53; P<0.05) indicated that beef cows more efficient in feed conversion during the finishing phase are more efficient during the lactation period.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TiagoAlbertini.pdf (864.08 Kbytes)
Data de Publicação
2007-03-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.