• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2002.tde-30122002-082625
Documento
Autor
Nome completo
Stella Consorte Cáto
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Terra, Maurilo Monteiro (Presidente)
Pires, Erasmo Jose Paioli
Scarpare Filho, Joao Alexio
Título em português
Efeito do anelamento e de doses de ácido giberélico na frutificação das uvas 'Niagara Rosada' e 'Vênus' nas regiões noroeste e da alta paulista do Estado de São Paulo.
Palavras-chave em português
ácido giberélico
praticas culturais (Fitotecnia)
reguladores de crescimento vegetal
Resumo em português
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o efeito do ácido giberélico em doses crescentes, isoladamente ou em conjunto com o anelamento de ramos e/ou com o desponte de cachos sobre as características dos cachos, bagos e engaços das cultivares de uvas de mesa Niagara Rosada e Vênus. Foram realizados dois experimentos para cada cultivar nas regiões noroeste e da alta paulista do Estado de São Paulo, e os delineamentos estatísticos utilizados foram em blocos ao acaso, com cinco repetições sendo quatorze e dezoito tratamentos para 'Niagara Rosada' e vinte e oito tratamentos para cada experimento com 'Vênus'. Para todos os experimentos, o ácido giberélico nas doses de 0; 10; 22,5; 35; 47,5; 60 e 72,5ppm, fo i aplicado quinze dias após o pleno florescimento, através da imersão total dos cachos, com exceção de um experimento com 'Niagara Rosada', no qual foi acrescido mais duas doses de 85 e 97,5ppm. O anelamento nos ramos produtivos foi realizado também nesta mesma época. No primeiro experimento com 'Niagara Rosada' detectou-se que não houve influência do anelamento de ramos sobre a massa e o tamanho médio dos bagos. Também, a dose de 35ppm de ácido giberélico sendo aplicada isoladamente originou incrementos na massa e tamanho médio dos cachos e bagos. Esta mesma dose quando aplicada conjuntamente com o anelamento de ramos proporcionou incrementos no teor de sólidos solúveis totais do mosto. No segundo experimento com 'Niagara Rosada', maiores incrementos no tamanho e massa dos bagos, assim como no diâmetro médio dos pedicelos foram obtidos com a aplicação de 60ppm de ácido giberélico conjuntamente com o anelamento de ramos. Já, os maiores incrementos na massa e na largura dos cachos e no número médio de bagos por cacho foram obtidos com a dose de 35ppm aplicada conjuntamente com a prática do anelamento. Já, com a cultivar Vênus no ciclo vegetativo de 1999 verificou-se que quanto maior a dose de ácido giberélico, maior foi o comprimento, a largura e a massa dos bagos. Também, o anelamento realizado isoladamente ou conjuntamente com o desponte de cachos proporcionou o aumento destas mesmas características. No experimento com a cultivar 'Vênus' no ciclo vegetativo de 2000 notou-se que quanto maior a dose de ácido giberélico, maior foi o comprimento e a largura dos cachos e engaços. A dose de 35ppm de ácido giberélico, aplicada conjuntamente com o anelamento de ramos isoladamente ou com o desponte de cachos, proporcionou as maiores massas de cachos e engaços e o maior número médio de bagos por cacho. Maiores bagos foram obtidos com a aplicação de 60ppm de ácido giberélico realizada conjuntamente com o anelamento de ramos isoladamente ou em conjunto com o desponte de cachos. A maior massa de bagos foi obtida com a aplicação isolada de 47,5ppm de ácido giberélico. Também, obteve-se menores teores de sólidos solúveis totais com doses maiores do regulador vegetal aplicadas conjuntamente com a técnica de incisão anelar.
Título em inglês
Effect of girdling and gibberellic acid on the fruit set of 'Niagara Rosada' and 'Venus' grapevines growing in the northwest area of São Paulo state.
Palavras-chave em inglês
crop management
gibberellic acid
plant growth regulator
Resumo em inglês
The present work was developed to evaluate the effect on the cluster, berries and raquis characteristics of Niagara Rosada and Venus table grapes of increasing doses of gibberellic acid associated or not with branch girdling and/or cluster blunt. Two experiments, for each cultivar, were accomplished in the northwest area of São Paulo State, Brazil, in a randomized block design, with five replications, being fourteen and eighteen treatments for 'Niagara Rosada' and twenty-eight treatments for 'Venus'. The gibberellic acid in the doses of 0; 10; 22,5; 35; 47,5; 60 and 72,5ppm, was applied, through the total immersion of the clusters, fifteen days after the full flowering, except for the second experiment with 'Niagara Rosada', in which was added up two more doses of 85 and 97,5ppm. The girdling in the productive branches was also accomplished in this same time. In the first experiment with 'Niagara Rosada' no effect of girdling was detected on the berry mass and size. Also, gibberellic acid (35ppm) alone increased cluster and berry mass and size. This same dose when associated with girdling provided increase in the soluble solids. In the second experiment with 'Niagara Rosada', larger increments on berry size and mass, as well as, pedicels diameter were obtained with gibberellic acid (60ppm) associated with branch girdling. The largest increments on cluster mass and width and on the berry number per cluster, were obtained applying gibberellic acid (35ppm) associated with girdling. In the first experiment with 'Venus' seedless table grape in 1999 it was detected that the higher the concentrations of gibberellic acid, the larger were berry length, width and the mass. Also, girdling associated or not with cluster blunt increased these same characteristics. In the second experiment with 'Venus' cultivar it was noticed that the higher the concentrations of gibberellic acid, the larger were cluster and raquis length and width. Gibberellic acid (35ppm) associated with girdling only or with cluster blunt provided the largest increase on cluster and raquis masses and the largest berry number per cluster. Larger berries were obtained with gibberellic acid (60ppm) associated with girdling only or with cluster blunt. The largest berry mass was obtained with gibberellic acid (47,5ppm). Also, it was detected a decrease in soluble solids with higher concentrations of the vegetable regulator associated with girdling.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
stella.pdf (636.08 Kbytes)
Data de Publicação
2003-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.