• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2004.tde-29112004-153023
Documento
Autor
Nome completo
Luís Fernando Sanglade Marchiori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Camara, Gil Miguel de Sousa (Presidente)
Beauclair, Edgar Gomes Ferreira de
Bernardes, Marcos Silveira
Casagrande, Ailto Antonio
Rossetto, Raffaella
Título em português
Influência da época de plantio e corte na produtividade da cana-de-açúcar.
Palavras-chave em português
cana-de-açúcar
época de colheita
época de plantio
mudas
Resumo em português
O planejamento de colheita na cultura da cana-de-açúcar busca otimizar o retorno econômico, baseado no conceito de que a cana tem uma época, durante o ano, onde ocorre máxima concentração de sacarose nos colmos. Realizaram-se neste trabalho estudos enfocando as influências dos fatores edafo-climáticos sobre o rendimento e açúcares totais recuperáveis. Foram testadas as hipóteses de que há interação entre as épocas de plantio e corte, bem como a hipótese de que há interação do tratamento muda inteira e picada com cada época de plantio. Utilizaram-se dados de pesquisa conduzida, no Campo de experimentação da COPERSUCAR – Piracicaba/SP, num solo Latossol Vermelho Eutrófico. O delineamento utilizado foi blocos ao acaso, com parcelas subdivididas em faixas e sub-subparcelas dentro das faixas. Os tratamentos foram épocas de plantio (Novembro, Janeiro, Março, Maio), as faixas foram épocas de corte (Maio, julho, Setembro, Novembro), e os sub-subtratamentos foram mudas picada e inteira. Mediram-se as variáveis: toneladas de colmos (TCH) e toneladas de açúcar por hectare (TAH), e açúcar total recuperável (ATR). A soqueira foi avaliada da mesma forma que o 1º corte, aos (12) meses de idade. Foram instalados três experimentos, cada um com uma variedade, SP 70-1143, NA 56-79 e SP 71-1406. Os experimentos foram instalados e repetidos em três anos-safra, 1983/84, 1984/85 e 1985/86, com colheitas nas safras dos anos de 1985 até 1988, obtendo-se assim, rendimentos de estágios iguais em anos diferentes e estágios diferentes no mesmo ano. Concluiu-se que as épocas de plantio afetaram TCH, ATR e TAH do 1º corte; épocas de plantio interagiram com os tipos de mudas na cana planta; épocas de corte afetaram TCH, ATR e TAH nas canas planta e soqueiras; ATR sempre evoluiu do início para o final da safra, com os picos nos meses de setembro e novembro; plantios tardios atrasam a maturação; os valores de TAH acompanham as curvas de ATR sendo influenciados por TCH. Para a variedade SP 70-1143 no primeiro corte o clima influenciou os resultados de épocas de plantio e de tipos de mudas; os menores valores de TCH foram obtidos nas épocas de plantio Maio com mudas de cana picada e nas demais épocas de plantio não houve diferenças, indicando que se podem plantar mudas de cana inteiras em qualquer época; nos dois cortes estudados, os maiores valores de ATR foram obtidos na colheita de Setembro e os menores valores foram obtidos na época de plantio de Maio indicando que o pico de maturação ocorre no mês de setembro. Para a variedade NA 56-79 os valores de TCH das mudas picadas e inteiras não mostraram diferenças indicando que se pode plantar cana inteira; os maiores valores de ATR e TAH foram obtidos a partir das colheitas de Julho. Para a variedade SP 71-1406, no primeiro corte, houve superioridade para mudas picadas sendo o melhor manejo, os menores valores de TCH foram obtidos no plantio de Maio e o maior valor de ATR foi obtido na colheita de Novembro; nos dois cortes os valores de TAH e de ATR indicaram que a colheita deve ser feita partir de setembro.
Título em inglês
Influence of planting and harvesting season on sugarcane productivity.
Palavras-chave em inglês
harvesting season
planting season
seedlings
sugarcane
Resumo em inglês
Harvest planning in sugarcane attempts to optimize the crop's economic return based on the concept that sugarcane presents, along the cropping season, a period during which the maximum concentration of sucrose occurs in the stalks. This work consisted of studies that focused on the influences of edaphic-climatic factors on yield and total recoverable sugars. The hypothesis was tested that an interaction exists between the planting and harvesting seasons, as well as the hypothesis that an interaction exists between the whole-stalk and the bud seedling treatments with each planting season. Data from a research conducted at COPERSUCAR’s Experimental Field – Piracicaba/SP, in a Red Eutrophic Latosol, were used. A random blocks design with strip split-plots was used, where sub-subplots were allocated within strips. Treatments were planting seasons (November, January, March, May), with harvesting seasons represented by strips (May, July, September, November), while sub-subtreatments consisted of bud and whole-stalk seedlings. The variables measured were: tons of sugarcane stalks (TSS) and tons of sugar per hectare (TSH), and total recoverable sugar (TRS). The ratoon (second cut) was evaluated in the same manner as the 1st cut, when sugarcane was 12 months old. Three experiments were installed, each consisting of one variety: SP 70-1143, NA 56-79, and SP 71-1406. The experiments were installed and replicated in three cropping years: 1983/84, 1984/85, and 1985/86, with harvests in the cropping seasons from 1985 through 1988; therefore, yields for the same stage in different years, and yields for different stages in the same year were obtained. It was concluded that planting seasons affected TSS, TRS, and TSH in the 1st cut; planting seasons interacted with seedling types in one-year-old sugarcane; harvesting seasons affected TSS, TRS, and TSH in one-year-old and ratoon sugarcane; TRS always progressed from the beginning to the end of the cropping season, with peaks in the months of September and November; late plantings delayed maturation; TSH values followed the TRS curves, and were influenced by TSS. In the first cut of variety SP 70-1143, climate influenced the planting season and seedling type results; the smallest TSS values were obtained in the May planting seasons with bud seedlings, while no differences were observed in the other planting seasons, indicating that whole-stalk seedlings can be planted in any season; in both cuts under study, the highest TRS values were obtained for the September harvesting, and the smallest values were obtained for the May planting season, indicating that peak maturity occurs in the month of September. In variety NA 56-79, the TSS values for bud and whole-stalk seedlings did not show differences, indicating that whole-stalk cane can be planted; the highest TRS and TSH values were obtained from harvests made in July. In the first cut of variety SP 71-1406, the best management consisted of bud seedlings, which were superior; the smallest TSS values were obtained for the May planting and the highest TRS value was obtained for the November harvesting; in both cuts, the TSH and TRS values indicated that harvesting should be done beginning in September.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
luis.pdf (2.62 Mbytes)
Data de Publicação
2004-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.