• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2004.tde-23112004-172112
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Corsato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Scarpare Filho, Joao Alexio (Presidente)
Bueno, Silvana Catarina Sales
Kluge, Ricardo Alfredo
Leonel, Sarita
Mourao Filho, Francisco de Assis Alves
Título em português
Fenologia e carboidratos de reserva do caquizeiro (Diospyros kaki L.) 'Rama Forte' em clima tropical.
Palavras-chave em português
caqui
carboidratos
climatologia tropical
fenologia
Resumo em português
A década de 90 foi caracterizada por uma grande expansão no mercado Brasileiro e mundial de frutas, em especial nas frutas de outono, como o caqui Diospyros kaki L.). Embora a quase totalidade da produção nacional de caqui seja destinada ao mercado interno, o Brasil vem se consolidando nos últimos anos como país exportador dessa fruta para países do continente americano e europeu. Por essa razão, o cultivo dessa fruteira vem se constituindo numa importante atividade agrícola para pequenos produtores no Brasil. O conhecimento da fenologia e de como varia o conteúdo em carboidratos de reserva do caquizeiro em clima tropical é de grande importância para o estudo do desenvolvimento dessa espécie nessas condições. A falta informações dessa natureza para o caquizeiro cultivado no Brasil motivou o presente estudo com a variedade Rama Forte, a mais cultivada e consumida no país. O trabalho conduzido em um pomar localizado na área experimental, setor de horticultura, da escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ) em Piracicaba – SP, no período 2002/2003. A fenologia foi caracterizada desde a brotação das gemas até a abscisão foliar. A variação dos teores de carboidratos de reserva em ramos e em raízes é descrita tendo por base os diferentes períodos de coleta de material no campo, e discutidos em função dos estádios fenológicos da planta e das estações do ano. As plantas estudadas passaram pelos estádios de dormência, brotação, elongação, florescimento, frutificação, senescência e abscisão foliar. As curvas de crescimento do fruto exibiram o padrão sigmoidal duplo, sendo que o crescimento em diâmetro se antecipou em relação ao acúmulo de massa. O crescimento do cálice se estabilizou ao final do último estágio de desenvolvimento dos frutos. Da brotação das gemas no final do inverno até a maturação dos frutos no início do outono passaram-se 199 dias. Após o florescimento foram produzidos apenas frutos sem sementes, com duração de 161 dias até a sua maturação. Ocorreram dois picos no abortamento de frutos. Os primeiros sintomas de senescência das folhas foram registrados a partir do último estágio de desenvolvimento dos frutos, dois meses e meio após a formação da copa ter sido concluída. Da brotação das gemas até o completo desfolhamento somaram-se 287 dias no decorrer de toda a primavera, verão e outono. A análise dos teores dos carboidratos de reserva mostrou que ocorreram variações significativas (P ≤0,05) no teor de amido e de açúcares solúveis totais nos órgãos amostrados. O amido se constitui numa importante fonte de material de reserva a ser mobilizada durante o ciclo do caquizeiro. Em relação aos açúcares solúveis totais, o amido mostrou maiores variações significativas, tanto no ramo como na raiz ao longo do período estudado. A recomposição no estoque de carboidratos de reserva nos ramos e nas raízes ocorreu durante o período de atividade fotossintética.
Título em inglês
Fenology and carbohydrate reserves in persimmon (Diospyros kaki L.) rama forte in tropical climate.
Palavras-chave em inglês
carboydrate
persimmon
phenology
tropical climate
Resumo em inglês
The decade of 90 was characterized by a great expansion in the Brazilian and world-wide market of fruits, in special in the autumn fruits, as persimmon (Diospyros kaki L.). Although almost the totality of the national production of persimmon either destined to the domestic market, Brazil comes if consolidating in the last years as exporting country of this fruit for countries of the American and European continent. Therefore, persimmon crop comes if constituting in an important agricultural activity for small growers in Brazil. The knowledge of the phenology of persimmon tree and how their reserve in carbohydrate content varies in tropical climate is of great importance for the study of persimmon´s tree in these conditions. The lack of information of this nature for the persimmon cultivated in Brazil motivated the present study with the ‘ Rama Forte’ variety, the most cultivated and consumed in the country. The work was lead in an orchard located in the sector of horticulture, in the Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), in Piracicaba, SP, during 2002/2003 growing cicle. The phenology of tree was characterized from budbreak to leaf fall, and carboydrate reserves in stems and roots was described for different times of plant material collected in the field, and argued based on phenological stages. The mixed buds had passed the stages of dormancy, budbreak, shoot elongation, bloom, fruition, leaf senescence and leaf fall successively. The curves of growth of the fruit had shown the double sigmoidal standard and growth of fruit diameter preceded that of fresh and dry weight. Calyx growth stabilized in the end of the last stage of fruit development. From budbreak, in the end of winter to the maturation of fruits, in the beginning of autumn was recorded 199 days. Only seedless fruits were produced. From flowering to fruit maturity 161 days was registered. Two peaks in the abortion of fruits had occurred. The first symptoms of leaf senescence had been registered from the last stage of fruit development, two months after the canopy have been concluded. From budbreak to the complete leaf fall 287 days was recorded during all the spring, summer and autumn growing seasons. Starch and total soluble sugars content fluctuated in roots and stems throughout (P≤0,05) phenologycal stages of persimmons tree. Starch fluctuations showed to be more prone to significant variations in relation to the total soluble sugars in the stems as in the root. Two peaks of starch depletion was registered. The stem and root tissue started to accumulate starch during the net exporting photoassimilates by leaf photosynthesis. These results indicate that root and stem tissues play a role as a carbohydrate reserve pools to be mobilized for shoot elongation, flowering and for the maintenance of the tree during the lack of photosynthesis activity of persimmon tree.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
carlos.pdf (631.87 Kbytes)
Data de Publicação
2004-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.