• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2009.tde-22062009-145504
Documento
Autor
Nome completo
Alessandro Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Scarpare Filho, João Alexio (Presidente)
Mourão Filho, Francisco de Assis Alves
Regina, Murillo de Albuquerque
Tecchio, Marco Antonio
Terra, Maurilo Monteiro
Título em português
Desenvolvimento da videira 'Itália' em clima tropical de altitude
Palavras-chave em português
Clima
Desenvolvimento vegetal
Fenologia
Poda
Reguladores de crescimento vegetal
Uva.
Resumo em português
A videira Itália (Vitis vinifera L.) é a cultivar de uva fina de mesa mais consumida no Brasil, sendo o Estado de São Paulo um dos principais produtores. Em função da diversidade climática presente em diferentes regiões paulistas, ocorre variações na duração do ciclo de produção da videira. Além disso, podas efetuadas em diferentes épocas na mesma região podem alterar a duração do ciclo. No momento da comercialização, a qualidade dos cachos é fundamental, sendo o tamanho das bagas, componente valorizado pelos consumidores. Uma das alternativas para incrementar o tamanho das bagas é o uso de biorreguladores. Com o objetivo de avaliar o desenvolvimento da videira Itália em clima tropical de altitude (Cwa) em diferentes épocas de poda e aplicação isolada ou conjugada de concentrações dos biorreguladores GA3 e CPPU sobre a qualidade dos cachos, dois experimentos foram realizados: O primeiro experimento avaliou seis ciclos de produção (poda-colheita) em dois talhões, sendo três ciclos por talhão, denominados de poda de inverno, poda de verão e poda de primavera. Realizaram-se avaliações visuais semanais a partir da poda até a colheita registrando-se a duração em dias do ciclo de produção e dos períodos poda-brotação, brotação-florescimento, florescimento-veraison e veraison-colheita. O crescimento de ramos, qualidade de produção e somatório térmico em graus-dia (GD) também foi realizado para todos os ciclos. O delineamento foi o inteiramente casualizado, com 25 repetições, sendo a unidade experimental constituída por uma única planta. O segundo experimento avaliou o efeito de concentrações de ácido giberélico (GA3) isolado ou conjugado com forchlorfenuron (CPPU), aplicados em cachos de uva Itália em três ciclos de produção, aos 25 dias após o florescimento em delineamento experimental inteiramente casualizado em fatorial 4X4 (0, 10, 20 e 30 mg.L-1 GA3 X 0, 5, 10 e 15 mg.L-1 CPPU) com oito repetições para o primeiro ciclo e fatorial 3X3 (0, 20 e 30 mg.L-1 GA3 X 0, 10 e 20 mg.L-1 CPPU) com dez repetições para o segundo e terceiro ciclos. Pelos resultados obtidos pode-se concluir que a duração dos ciclos de produção da videira Itália é influenciada pela época de poda. Podas efetuadas na primavera tendem a diminuir a duração do ciclo de produção, enquanto podas realizadas no verão tendem a aumentá-lo. O período do florescimento até o início da maturação das bagas (veraison) possui maior influência na duração do ciclo de produção. Utilizando-se de temperatura-base inferior de 10°C e superior de 30°C, o índice de somatório térmico em graus-dia (GD) é ajustado para período florescimento- veraison. Não há interações entre GA3 e CPPU para todos os ciclos estudados, porém a associação de 20 mg.L-1 de GA3 com 10 mg.L-1 de CPPU, aplicado durante o estádio de ervilha melhora a qualidade de cachos.
Título em inglês
Development of Itália grapevine in humid subtropical climate
Palavras-chave em inglês
Climate
Grapevine
Phenology
Plant development
Plant growth regulators
Pruning.
Resumo em inglês
Itália grapevine (Vitis vinifera L.) is the most consumed grapevine for fresh market in Brazil, with the State of São Paulo as the major producer. As a result of climate diversity through different regions of this State, grapevine production cycle varies widely. Besides, pruning in different periods of the year in the same region may alter the cycle duration. The cluster quality is determinant for commercialization, with berry size being highly valued by consumers. An alternative to improve berry size is the use of growth regulators. Two experiments were performed. Firstly, Itália grapevine development in humid subtropical climate (Cwa) was evaluated after pruning in different seasons. Secondly, cluster quality was evaluated after application of the growth regulators GA3 and CPPU at increasing concentrations, isolated or in association. The first experiment comprised six production cycles (pruning-harvest) in two experimental areas (three cycles per area), respectively, winter, summer and spring prunings. Visual evaluations were weekly performed from pruning to harvest, computing production cycle duration and intervals pruning-budburst, budburst-flowering, flowering-veraison and veraison-harvest. Cordon growth, fruit quality and determinate the degree-days were also evaluated for all periods. Experimental design was completely randomized with 25 replicates and one plant as plot. In the second experiment, gibberellic acid (GA3) and forchlorfenuron (CPPU) were applied isolated or in association on Itália grapevine clusters in three production cycles 25 days after flowering. Experimental design was a completely randomized 4X4 factorial (0, 10, 20 and 30 mg.L-1 GA3 X 0, 5, 10 and 15 mg.L-1 CPPU) with eight replicates for the first cycle and 3X3 factorial (0, 20 and 30 mg.L-1 GA3 X 0, 10 and 20 mg.L-1 CPPU) with ten replicates for the others cycles. Itália grapevine production cycle varies depending on pruning moment. Spring pruning usually decreases cycle duration while summer pruning increases the cycle duration. Flowering- veraison interval corresponds to the longest period of the production cycle regardless of pruning moment. Considering inferior and superior base temperatures of 10 and 30°C, degree-days was adjusted for flowering-veraison interval. There was no interaction between growth regulators GA3 and CPPU in all production cycles evaluated. The application of GA3 at 20 mg.L-1 associated with CPPU at 10 mg.L-1 in the pea stage improves cluster quality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
errata.pdf (9.74 Kbytes)
Data de Publicação
2009-07-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.