• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2009.tde-11022009-081812
Documento
Autor
Nome completo
Murilo Sala Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2008
Orientador
Banca examinadora
Christoffoleti, Pedro Jacob (Presidente)
Ovejero, Ramiro Fernando Lopez
Victoria Filho, Ricardo
Título em português
Detecção, crescimento e manejo químico alternativo de biótipos das espécies de Buva Conyza canadensis e C. bonariensis resistentes ao herbicida glyphosate
Palavras-chave em português
Herbicida
Plantas daninhas.
Resumo em português
A seleção de biótipos de plantas daninhas resistentes ao herbicida glyphosate no Brasil vem crescendo a cada ano em conseqüência principalmente da dependência dos principais sistemas de produção a este herbicida. Este fenômeno é evidente na citricultura brasileira, onde o glyphosate é o principal herbicida utilizado no controle de plantas daninhas há anos. As infestações da planta daninha conhecida como buva na citricultura é composta da mistura de duas espécies, Conyza canadensis e C. bonariensis, que apresentam ciclo de vida anual ou bianual, e são espécies altamente adaptadas a agroecossistemas com baixo distúrbio mecânico no solo, sendo nos sistemas de produção citrícolas altamente prolíficas. A suspeita de seleção de biótipos de buva resistente ao herbicida glyphosate motivou o desenvolvido desta pesquisa com o objetivo de comprovar a existência de biótipos resistentes, identificar suas principais características de crescimento e estudar alternativas de controle desses biótipos. A comprovação da existência dos biótipos resistentes ao glyphosate foi feita através de curvas dose-resposta, onde se verificou que o nível de resistência (GR50 do biótipo resistente (R) dividido pelo GR50 do biótipo suscetível (S)) está entre 6,15 a 10,79 para os biótipos da espécie Conyza canadensis e entre 1,52 a 14,75 para os biótipos da espécie Conyza bonariensis. Com relação ao estudo de herbicidas alternativos ao glyphosate no seu controle, comparando a aplicação dos herbicidas estudados em plantas de buva sob dois estádios fenológicos, verificou-se que os níveis de controle (%) em plantas com até 10 folhas de desenvolvimento foram de 88, 81,5 e 76,6% respectivamente para os tratamentos com glyphosate + bromacil + diuron (1.440 + 1.200 + 1.200 g ha-1), glyphosate + atrazina (1.440 + 1.500 g ha-1) e glyphosate + diuron (1.440 + 1.500 g ha-1), considerados como mais eficazes; já em plantas em estádio de desenvolvimento reprodutivo, as melhores alternativas de controle foram os tratamentos que continham o herbicida amônio glufosinato 400 g ha-1. O crescimento vegetativo, baseado na biomassa seca de raízes e parte aérea e área foliar, dos biótipos resistentes de ambas as espécies comparados com o seu respectivo biótipo suscetível foi menor que o das plantas resistentes. A umidade demonstrou-se como o principal fator de interferência da germinação de buvas na região de Matão-SP. Dessa maneira, a presente pesquisa comprovou a resistência dos biótipos estudados ao herbicida glyphosate, destacando as diferenças de crescimento entre os biótipos; a eficácia dos herbicidas alternativos de manejo dos biótipos resistentes de buva ao glyphosate é dependente do estádio fenológico de desenvolvimento da planta daninha, sendo o herbicida amônio-glufosinato excelente alternativa de controle do biótipo resistente ao glyphosate.
Título em inglês
Identification, growth and management of biotypes of the horseweed species Conyza canadensis and Conyza bonariensis resistant to the herbicide glyphosate
Palavras-chave em inglês
Herbicide
Weeds.
Resumo em inglês
The selection of weed biotypes resistant to glyphosate in Brazil has been increasing each year, as a consequence of the over reliance of the main cropping systems to this herbicide. This phenomenon is observed in citrus production systems, where glyphosate is the main herbicide used for weed control for several years. The infestation of the weed known as horseweed is composed by the mixture of two species, Conyza canadensis and Conyza bonariensis, that present annual or biannual life cycle, and adaptation to agroecossystems with low mechanical disturbance in the soil, being in the citrus production systems highly prolific. The suspicion of glyphosate resistant biotypes of horseweed motivated the development of this research with the objective of detecting the existence of resistant biotypes, identifying the main characteristics of growth and development and studying alternatives of control of these resistant biotypes. By using dose-response curves it was possible to verify that the level of resistance (GR50 of the resistant biotype (R) divided by the GR50 of the susceptible biotype (S)) is between 6,15 and 10,79 for the biotypes of the species Conyza canadensis and between 1,52 and 14,75 for the biotypes of the species Conyza bonariensis. With regard to the best control herbicide alternatives of control, comparing horseweed plants at different phonological stages, it was observed that the control level (%) in plants at 10 leaves of development were of 88.0, 81.5 and 76.6% respectively for the treatments with glyphosate + bromacil + diuron (1,440 + 1,200 + 1,200 g ha-1), glyphosate + atrazina (1,440 + 1,500 g ha-1) e glyphosate + diuron (1,440 + 1,500 g ha-1), considered as the most effective treatments; for the plants at reproductive stage, the best alternatives of control were the treatments with ammonium glufosinate. The growth based on shoot and root dry biomass and leaf area of the resistant biotypes of both species compared to the susceptible biotype of the respective species were lower than of the resistant plants, but the resistant plants have higher seed production potential, The humidity was the main factor to interfere the germination on Matão-SP. Therefore, it is possible do conclude from this research that the biotypes studied are resistant to glyphosate, and they have the same competitiveness compared to the susceptible ones; the efficacy of the alternative herbicides for management of the resistant biotypes of horseweed to glyphosate depends on the development stage of the weed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Murilo_Moreira.pdf (522.36 Kbytes)
Data de Publicação
2009-03-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.