• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2006.tde-05072006-113923
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda de Simoni
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Victoria Filho, Ricardo (Presidente)
Christoffoleti, Pedro Jacob
Pitelli, Robinson Antonio
Título em português
Influência da intensidade de chuva em diferentes épocas e da palha de cana-de-açúcar sobre a eficácia de herbicidas aplicados em pré-emergência no controle da tiririca (Cyperus rotundus L.)
Palavras-chave em português
cana-de-açúcar
chuva
herbicida
palha
tiririca
Resumo em português
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar os efeitos da intensidade de chuva e diferentes quantidades de palha de cana-de-açúcar sobre a eficácia de herbicidas aplicados em pré-emergência no controle da tiririca. Foram realizados dois experimentos, ambos conduzidos em casa-de-vegetação. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados, com 4 repetições, para os dois experimentos. No primeiro experimento os tratamentos foram distribuídos em um esquema fatorial 3 x 3 x 2 x 2, constituídos pela combinação entre quantidades de cobertura morta de palha de cana-de-açúcar que foram adicionadas à superfície do solo (0, 10, 20 t/ha), herbicidas aplicados em pré-emergência (sulfentrazone a 0,8 kg i.a./ha e imazapic a 147 g i.a./ha) e um tratamento sem aplicação de herbicida, intensidades de chuva (10 e 20 mm), e épocas em que foram simuladas chuvas após a aplicação dos herbicidas (24 e 168 horas). No segundo experimento os tratamentos foram distribuídos em um esquema fatorial 2 x 3 x 5, constituídos pela combinação entre quantidades de cobertura morta de palha de cana-de-açúcar (0, 15 t/ha), herbicidas aplicados em pré-emergência (sulfentrazone a 0,8 kg i.a./ha e imazapic a 147 g i.a./ha) e um tratamento sem aplicação de herbicida, e épocas em que foi simulada chuva após a aplicação dos herbicidas (0, 3, 6, 9 e 12 dias). Em ambos experimentos foram avaliados: o número de plantas por vaso, biomassas secas da parte aérea e das estruturas do sistema subterrâneo, e número de tubérculos e bulbos sadios. A partir da análise dos resultados, para o primeiro experimento conclui-se que, para o herbicida sulfentrazone, a presença de 20 t/ha de palha de cana-de-açúcar diminuiu a eficácia do herbicida. O herbicida imazapic teve um bom desempenho tanto na ausência quanto na presença de palha, e causou redução das variáveis estudadas independente da intensidade de chuva. A intensidade de chuva de 10 mm, não foi suficiente para transpor o herbicida sulfentrazone na quantidade de 20 t/ha de palha. Já a intensidade de 20 mm foi suficiente para lixiviar o herbicida até mesmo na maior quantidade de palha. O herbicida sulfentrazone suporta mais a permanência na palha, pois apresentou melhor eficácia em relação ao imazapic, quando a chuva foi simulada 168 horas após a aplicação dos herbicidas. Para o segundo experimento pode-se concluir que, as épocas em que foram simuladas as chuvas, não afetaram as variáveis estudadas, não havendo, portanto, diferença se a chuva ocorreu no dia em que foi aplicado o herbicida, ou se ocorreu um período sem chuva de 12 dias. Os herbicidas sulfentrazone e imazapic reduziram o número de plantas, o número de tubérculos, biomassa seca de bulbos, biomassa seca de rizoma e raiz, e biomassa seca da parte aérea, independente da presença de palha.
Título em inglês
Identification of proteins from the cambial region of Eucalyptus grandis by bidimensional electrophoresis and mass spectrometry
Palavras-chave em inglês
Cyperus rotundus
imazapic
intensity of rain
sugar cane mulch residue
sulfentrazone
Resumo em inglês
The present work was developed with the objective of assessing the effects of the intensity of rain and different quantities of sugar cane mulch residue on the efficacy of herbicides applied in pre-emergence for the purple nutsedge control. Two experiments were performed, both conducted in greenhouses. The experiments were performed by randomly choosing blocks with four repetitions. In the first experiment, the treatments were distributed in a factorial scheme 3 x 3 x 2 x 2, constituted by the combination between quantities of dead coverage of sugar cane mulch residue which were added to the soil surface (0, 10, 20 t/ha), herbicides applied in preemergence (sulfentrazone at 0,8 kg i.a./ha and imazapic at 147 g i.a./ha) and a treatment without the application of herbicides, rain intensities (10 and 20 mm), and seasons in which were simulated rains after the application of herbicides (24 and 168 hours). In the second experiment, the treatments were distributed in a factorial scheme 2 x 3 x 5, constituted by the combination between quantities of dead covering of sugar cane mulch residue (0, 15, t/ha), herbicides applied in pre-emergence (sulfentrazone at 0,8 kg i.a./ha and imazapic at 147 g i.a./ha), a treatment without the application of herbicides and seasons in which were simulated rains after the application of herbicides (0, 3, 6, and 12 days). It was evaluated in both experiments: the number of plants per vase, dry biomasses from the aerial parts, from the underground system structures and the number of healthy tubers and bulbs. From the analysis of the results of the first experiment, it may conclude that, to the herbicide sulfentrazone, the presence of 20 t/ha of sugar cane mulch residue diminished its efficacy. The herbicide imazapic had a good performance with the absence as well as with the presence of the mulch residue, and caused a reduction in the varieties studied independently of the intensity of rain. The intensity of rain of 10 mm, wasn’t sufficient to overpass the herbicide sulfentrazone in the quantity of 20 t/ha of mulch residue. But the intensity of 20 mm was enough to lixiviate the herbicide even in the biggest quantity of mulch residue. The herbicide sulfentrazone endures more the abiding on the mulch residue, because it presented a better efficacy in relation to the imazapic, when the rain was simulated 168 hours after the application of the herbicides. From the second experiment it may conclude that the season in which was simulated rains, it didn't affect the varieties studied, therefore there was no difference when the rain occurred on the day when the herbicide was applied, or if it occurred on a 12 day period without rain. The herbicides sulfentrazone and imazapic reduced the number of plants, the number of tubers, dry biomass of bulbs, dry biomass of rhizoma roots and dry biomass of the aerial parts, independently of the presence of mulch residue.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FernandaSimoni.pdf (408.80 Kbytes)
Data de Publicação
2006-07-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.