• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2013.tde-15032013-092954
Documento
Autor
Nome completo
Kalinca Léia Becker
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Kassouf, Ana Lucia (Presidente)
Bacchi, Mirian Rumenos Piedade
Ferro, Andrea Rodrigues
Santos, Marcelo Justus dos
Spolador, Humberto Francisco Silva
Título em português
Uma análise econômica da relação entre a educação e a violência
Palavras-chave em português
Ambiente escolar
Crime
Educação - Gastos
Problemas sociais
Violência
Resumo em português
O objetivo geral desta tese é analisar a relação entre a educação e a violência através de dois ensaios. Embora estes ensaios sejam independentes quanto à abordagem teórica e à metodologia empregada, são complementares ao responder o problema desta pesquisa que é analisar se a educação e a escola podem contribuir para reduzir o crime e a violência. No primeiro ensaio buscam-se evidências de que a atuação pública na área da educação pode contribuir para reduzir o crime no médio e longo prazo, uma vez que a educação é uma variável que compõe o modelo tradicional do crime e que pode ser afetada por políticas públicas. Dessa forma, para mensurar o impacto do gasto público em educação na redução da taxa de homicídios, foi estimado um modelo utilizando dados em painel dos estados brasileiros, nos anos de 2001 a 2009 e empregando a metodologia GMM-SYS, que permite introduzir defasagens aos regressores. Os resultados das estimativas mostraram uma elasticidade negativa de aproximadamente 0,1 entre o crime e os gastos públicos em educação, na primeira defasagem, indicando que políticas públicas educacionais podem contribuir para reduzir a criminalidade, porém é necessário um período para que os resultados sejam observados. Já no segundo ensaio, são analisados alguns fatores do ambiente escolar e do seu entorno que podem contribuir para a manifestação do comportamento violento dos alunos, com base na teoria da interação social que estabelece que as ações dos indivíduos são influenciadas tanto pelas redes sociais que eles formam quanto pelas ações de seus antecessores. Para isso, foi estimado um modelo logit de efeito fixo, utilizando dados da Prova Brasil, nos anos de 2007 e 2009. Os resultados mostraram que a possibilidade de observar um ato agressivo de um aluno é maior em ambientes escolares com traços da violência, onde foi observada uma ação violenta de um professor ou ocorreram crimes contra patrimônio, contra a pessoa, tráfico de drogas ou atuação de gangues. De forma geral, os resultados desta tese indicaram que políticas públicas na área de educação podem ser usadas como forma de combater a violência no médio e longo prazo e, para isso, é necessário que a escola funcione como um espaço para desenvolver conhecimento, habilidades e noções de moralidade e civilidade.
Título em inglês
An economic analysis of the relation between education and violence
Palavras-chave em inglês
Crime
Education Spending
School Environment
Violence
Resumo em inglês
The main objective of this thesis is to analyze the relation between education and violence in two papers. Although these papers are independent concerning their theoretical approach and methodology, they are complementary to answer the research problem, which is to examine whether school education can contribute to reduce crime and violence. In the first paper we searched evidence that public action towards education can help reduce crime in the medium and long term, since education is a variable of the traditional crime model which may be affected by public policy. Thus, to measure the impact of public spending on education in reducing homicide rate, we estimated a Brazilian states panel data, from 2001 to 2009, using the GMM-SYS methodology, which allows introducing lags for regressors. The estimation results showed a negative elasticity of approximately 0.1 between crime and public spending on education in the first lag, indicating that educational policies can contribute to crime reduction, but a period is needed so that results can be observed. In the second paper we analyze some factors of the school environment and its surroundings that may contribute to student violent behavior, based on the social interaction theory which establishes that the actions of individuals are influenced by their social networks and the actions of their predecessors. For this, we estimated a fixed effect logit model, using Prova Brasil data, of 2007 and 2009. The results showed that the possibility of observing an aggressive student act is higher in school with traces of violence, where one could witness a teacher's violent action, crime against property, against a person, drug dealing or gang activity. Generally, the results of this thesis indicate that public policies in education can be used as a way to fight violence in the medium and long term and, thus, it is necessary that school works as a space to develop knowledge, skills and notions of morality and civility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Kalinca_Leia_Becker.pdf (1,013.92 Kbytes)
Data de Publicação
2013-03-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.