• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2003.tde-11072003-140924
Documento
Autor
Nome completo
Umberto Antonio Sesso Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Guilhoto, Joaquim Jose Martins (Presidente)
Barros, Alexandre Lahoz Mendonca de
Crocomo, Francisco Constantino
Marques, Pedro Valentim
Zylbersztajn, Decio
Título em português
O setor supermercadista no Brasil nos anos 1990.
Palavras-chave em português
Brasil
supermercados.
Resumo em português
O setor supermercadista no Brasil passou por profundas transformações na década de 1990 tais como o processo de consolidação das maiores empresas, automação comercial e uso de transferência eletrônica de informações. O objetivo do estudo foi analisar o impacto das modificações deste setor sobre a economia utilizando a teoria insumo-produto. Para tanto, o novo setor Supermercados foi desagregado do setor Comércio na matriz de insumo-produto do Brasil para os anos de 1990, 1995 e 1999 e os indicadores econômicos referentes à geração de emprego, renda, produção e impostos e índices de ligações intersetoriais foram calculados para todos os setores da economia. Para os anos de 1995 e 1999 também foi aplicada uma nova metodologia para análise setorial do varejo, a qual consiste em incorporar os valores a preços básicos das mercadorias comercializadas como custos operacionais do setor supermercadista. Além disso, foi estimado o produto interno bruto setorial do novo setor Supermercados para os anos indicados anteriormente. As principais conclusões da pesquisa são de que o setor Supermercados apresenta grande importância na geração de emprego, renda, produção e imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS) para o período 1990-1999 e o PIB setorial é de aproximadamente 5% do produto interno bruto nacional. Para o ano de 1999, valores obtidos pela nova proposta metodológica, os supermercados eram capazes de gerar 154 empregos totais, cerca de R$ 400 mil em salários e R$ 110 mil em impostos (ICMS) para uma variação da demanda final de um milhão de reais. O maior impacto da variação da produção dos supermercados em termos de geração de emprego, renda e produção ocorre sobre os setores Agropecuária, Outros produtos alimentares, Beneficiamento de produtos vegetais, Indústria de laticínios, Comércio, Serviços prestados às famílias e Aluguel de imóveis. O impacto sobre a Agropecuária e indústria de alimentos ocorre principalmente por efeito indireto e sobre os setores de serviços por efeito induzido. Outras indústrias passam a indicar maior influência das vendas dos supermercados sobre sua produção, emprego e renda, principalmente Artigos plásticos, Artigos do vestuário e Serviços prestados às empresas. Isto indica a diversificação dos produtos comercializados pelos supermercados com itens não-alimentos, principalmente com a abertura de hipermercados, e maiores gastos com propaganda e outros serviços prestados às empresas.
Título em inglês
The supermarket sector in Brazil in the years 1990.
Palavras-chave em inglês
Brazil
supermarkets.
Resumo em inglês
The Supermarket sector in Brazil went through deep transformations in the decade of 1990, such as: a) the process of consolidation of the largest companies; b) commercial automation; and c) use of electronic transfer of information. The objective of the study is to analyze the impact of the modifications occurred in this sector on the economy, using the input-output theory. To do so, the new Supermarkets sector were extracted from the Trade sector of the input-output matrix of Brazil for the years 1990, 1995 and 1999 and the economic indicators referring to the employment, income, production, taxes, and inter-sector linkages were calculated for all the sectors of the economy. For the years 1995 and 1999 a new methodology was also applied for sectorial analysis of the supermarket sector, which consists of incorporating the values, at basic prices, of the goods traded as operational costs in the Supermarket sector. Besides, the sectorial gross domestic product (GDP) of the new Supermarket sector was estimated for the years indicated previously. The main conclusions of the research are that the Supermarket sector is an important one in generating employment, income, production and sales taxes (ICMS) for the period 1990-1999. The GDP of the Supermarket complex is of approximately 5% of the national GDP. For the year of 1999, values obtained using the new methodology show that the supermarkets were capable to generate, for a variation of R$ 1 million of the final demand: a) 154 new jobs; b) R$ 400 thousand in wages; and c) R$ 110 thousand in taxes (ICMS). The largest impact of the variation of the supermarkets production in terms of employment generating, income and production occurs on the following sectors: a) Agricultural; b) Other Food Products; c) Processing of Vegetable Products; d) Dairy Industry; e) Trade; f) Services Rendered to Families; and g) Rents. The impact on the Agricultural and Food industry happens mainly by indirect effect and on the sectors of services by induced effect. Other industries started to indicate a larger influence of the sales of the supermarkets on its production, employment and income, mainly in Plastic Goods, Clothing and Services Rendered to the Companies. This indicates: a) the diversification of the products marketed by the supermarkets, mainly non-food items, related with the opening of hypermarkets; and b) larger expenses with marketing and other services rendered to the companies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
umberto.pdf (944.33 Kbytes)
Data de Publicação
2003-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.