• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Akira Fujita
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Matheus Machado (Presidente)
Gentil, Paulo Roberto Viana
Santiago, Paulo Roberto Pereira
Tricoli, Valmor Alberto Augusto
Título em português
Efeito da instrução verbal na atividade eletromiográfica durante o exercício de remada sentada com e sem pré exaustão muscular
Palavras-chave em português
Ativação muscular
Eletromiografia
Foco de atenção
Pré-ativação
Recrutamento muscular
Resumo em português
Há necessidade de esclarecimento sobre o efeito do método pré exaustão muscular na atividade eletromiográfica, visto que a literatura aponta resultados controversos sobre seu efeito no músculo específico. Em relação a instrução verbal, os estudos apontam resultados positivos em cargas até 60%1RM, mas há controvérsias a 80%1RM. O presente estudo verificou o efeito da instrução verbal em condições com e sem pré exaustão muscular sobre os domínios temporal e espectral do sinal eletromiográfico nas repetições iniciais, intermediárias e finais do exercício remada sentada. Foram coletados dados de 20 adultos jovens (19,80 ± 1,54 anos, 71,92 ± 9,39 kg e 177,28 ± 7,07 cm) com pouca (4,78 ± 1,30 meses) ou nenhuma experiência no treinamento de força. Todos estavam sem treinar há pelo menos 12 meses. Inicialmente houve o teste de quantificação de cargas, posteriormente nos testes 1 e 2, o sinal eletromiográfico foi registrado nos músculos: bíceps braquial, deltoide posterior, latíssimo do dorso e redondo maior. No Teste 1, uma série com e outra sem pré exaustão muscular foi realizada de forma randomizada com repetições máximas na intensidade de 70% de 1RM. O Teste 2 seguiu os mesmos procedimentos de coleta sendo acrescentada apenas a instrução verbal: "Concentre-se em estender o ombro, puxe com as costas". Os resultados apontaram que os voluntários aumentaram 7,44% (p = 0,049) a amplitude da atividade eletromiográfica do latíssimo do dorso nas repetições iniciais. Neste mesmo intervalo o redondo maior aumentou 15,63% (p = 0,020) na condição de instrução verbal com pré exaustão e os demais músculos não modificaram sua atividade. Nos intervalos intermediário e final os voluntários não alteraram a amplitude da atividade eletromiográfica com a instrução verbal em nenhum músculo analisado. Além disso, os voluntários não modificaram a frequência mediana do sinal em nenhum músculo durante toda série com instrução verbal. Em relação a pré exaustão, não houve alteração da amplitude da atividade eletromiográfica em nenhum músculo analisado. Os resultados mostram que a pré exaustão reduz 11,21% (p < 0,002) a frequência mediana no redondo maior e 8,58% (p < 0,002) no deltoide posterior no intervalo inicial. No intervalo intermediário esse padrão se repetiu, houveram reduções de 5,85% (p < 0,002) e 4,57% (p < 0,002) para os músculos redondo maior e deltoide posterior respectivamente. Os demais músculos não apresentaram modificações, assim como no intervalo final. Por fim os resultados mostraram que a pré exaustão muscular reduziu o número de repetições na remada sentada
Título em inglês
Effect of verbal instruction on electromyographic activity during seated row exercise with and without muscular pre exhaustion
Palavras-chave em inglês
Electromyography
Focus of attention
Muscle activation
Muscle recruitment
Pre-activation
Resumo em inglês
There is a need for clarification on the effect of the pre-exhaustion method on electromyographic activity, since the literature points out controversial results on its effect on the specific muscle. Regarding verbal instruction, studies point to positive results in loads up to 60% 1RM, but there are controversies at 80% 1RM. The present study verified the effect of verbal instruction in conditions with and without muscular pre-exhaustion on the temporal and spectral domains of the electromyographic signal in the initial, intermediate and final repetitions of the seated row exercise. Data were collected from 20 young adults (19.80 ± 1.54 years, 71.92 ± 9.39 kg and 177.28 ± 7.07 cm) with little (4.78 ± 1.30 months) or no experience in strength training. Everyone was untrained for at least 12 months. Initially, there was the load quantification test, later in tests 1 and 2, the electromyographic signal was recorded in the muscles: biceps brachii, posterior deltoid, dorsal and major round. In Test 1, a series with and without muscle pre-exhaustion was performed in a randomized fashion with maximal repetitions at the intensity of 70% of 1RM. Test 2 followed the same collection procedures, adding only the verbal instruction: "Focus on extending the shoulder, pull with the back". The results showed that the volunteers increased 7.4% (p = 0.049) the amplitude of the electromyographic activity of the latissimus dorsi in the initial repetitions. In this same interval the teres major increased 15.63% (p = 0.020) in the verbal instruction condition with pre-exhaustion and the other muscles did not modify its activity. In the intermediate and final intervals, the volunteers did not alter the amplitude of the electromyographic activity with the verbal instruction in any muscle analyzed. In addition, volunteers did not modify the median frequency of the signal in any muscle during any verbal instruction series. Regarding pre-exhaustion, there was no change in amplitude of electromyographic activity in any muscle analyzed. The results show that the pre-exhaustion reduces the median frequency in the teres major 11.21% (p < 0.002) and 8.58% (p < 0.002) in the posterior deltoid in the initial interval. In the intermediate interval this pattern was repeated, there were reductions of 5.85% (p < 0.002) and 4.57% (p < 0.002) for the major round and posterior deltoid muscles respectively. The other muscles did not change, as did the final interval. Finally, the results showed that the pre muscular exhaustion reduced the number of repetitions in the seated row
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
segunda.pdf (3.13 Mbytes)
Data de Publicação
2019-06-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.