• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.108.2016.tde-17062016-101520
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Mora Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Yara Maria de (Presidente)
Fratucci, Maristela Vilas Boas
Junqueira, Simone Rennó
Título em português
A educação interprofissional e o Pró PET-Saúde USP-Capital 2012/2014: a percepção de tutores, preceptores e estudantes
Palavras-chave em português
Educação interprofissional
Formação em saúde
Integração ensino-serviço
Mestrado interprofissional
Prática colaborativa
Pró PET-Saúde
Resumo em português
Nos últimos trinta anos, pesquisadores da área da saúde tem dado especial atenção ao tema da educação interprofissional (EIP), por esta estar relacionada com uma maior satisfação dos usuários e a oferta de uma assistência em saúde mais resolutiva e satisfatória. A necessidade de adotarmos a EIP como uma ferramenta para a formação de profissionais da saúde surge a partir do momento que percebemos que nosso sistema de saúde presta cuidados fragmentados e pouco resolutivos. Atualmente, estudos científicos comprovam que a prática colaborativa e um cuidado ofertado com qualidade é facilmente alcançável se os profissionais trabalharem em equipe com objetivos comuns, sendo imprenscindível o desenvolvimento de habilidades de comunicação interprofissional e prática colaborativa desde o início da graduação. Desta forma, este estudo tomou como objeto de investigação a educação interprofissional, no contexto da atenção primária a saúde e na perspectiva da integração do ensino com os serviços públicos de saúde, por meio do programa Pró PET-Saúde USP-Capital 2012/2014. A escolha do programa para o presente estudo foi devido a natureza interprofissional do projeto, visto que engloba estudantes, preceptores e tutores de diversos cursos da área da saúde e por este ter constituído um espaço privilegiado de aprendizado e aperfeiçoamento na formação em saúde, dando origem a outras iniciativas interprofissionais na Universidade de São Paulo (USP). A coleta de dados ocorreu de duas formas, sendo a primeira por meio de questionários individuais destinado aos profissionais de saúde (preceptores) e estudantes, com trechos da obra de Lewis Carroll "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas", e por meio de um roteiro de entrevista destinado aos docentes (tutores) participantes do programa. Os dados obtidos foram analisados através da análise temática proposta por Minayo. Os resultados mostram que assim como a personagem Alice do livro de Carroll, muitas vezes ficamos confusos sobre quais opções escolher para aperfeiçoar a nossa formação em saúde. Se não soubermos onde queremos chegar, qualquer caminho se torna o certo, porém as evidências comprovam que a escolha por oportunidades de educação interprofissional na graduação e na pós graduação em saúde podem minimizar estereótipos e preconceitos formados pelos estudantes em relação as outras categorias profissionais e desenvolver habilidades de comunicação interprofissional e resolução de conflitos que contribuirá para uma prática colaborativa e a melhor assistência em saúde. Como produto do mestrado profissional foi elaborado um plano de aula destinado aos estudantes da USP com a finalidade de problematizar e permitir uma breve experiência da educação interprofissional.
Título em inglês
Interprofessional education and the Pró PET-Saúde USP-Capital 2012/2014: the tutors, preceptors and students perception
Palavras-chave em inglês
Collaborative practice
Integration teaching and service
Interprofessional education
Interprofessional master's degree
Pró PET-Saúde
Training in health
Resumo em inglês
For the last thirty years, healthcare researchers were giving special attention to the interprofessional education subject (IPE), for it being related to a more positive feedback from the user and a more accurate and satisfactory health care assistance. The need to adopt the IPE as a tool for the formation of professionals on the health area comes from moment where we realize that our health system is delivering a fragmented and less accurate health care. Nowadays, scientific studies show that collaborative practice and the quality of the offered care is more likely if professionals work in a team with common aim, being necessary to develop interprofessional communication skills and collaborative practice since the beginning of the course. Thus, this study took as investigation object the interprofessional education, in the context of the primary health care and the perspective of the integration between education and the public health services, through the program Pró PET-Saúde USP-Capital 2012/2014. The choice of the program for this study was due the interprofessional nature of the project, since it includes students, preceptors and tutors from many healthcare courses and for it being structured in a privileged space for learning and improvement in health training, promoting development to other interprofessional initiatives at Universidade de São Paulo (USP). Data collection occurred in two ways, the first one being through an individual questionnaire with quotes from the book of Lewis Carroll "Alice in Wonderland" designed for the students who attended to the program, another individual questionnaire intended for health professionals (preceptors) and an interview script destined the professors (tutors) who participated on the program. The data collected were analyzed by the researcher using the thematic analysis proposed by Minayo. Results show that likewise the character Alice from "Alice in wonderland", often we get confused about which options should we chose in order to improve our health training. If we don't know where we want to get to, any path would suffice, however, evidences show that a choice for an opportunity in interprofessional education while in health training could minimize the stereotypes and prejudices formed by students in relation to other professional categories and develop interprofessional communication abilities and conflict management, which will contribute to a collaborative practice and a better health care. As result of the professional master's degree, it was developed a class plan for the students at USP in order to problematize and allow a brief interprofessional education experience.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.