• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.106.2014.tde-20012015-220706
Documento
Autor
Nome completo
Camila Jericó Daminello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Sinisgalli, Paulo Antonio de Almeida (Presidente)
Adams, Cristina
Moretto, Evandro Mateus
Título em português
Identificação e valoração sociocultural dos serviços ecossistêmicos - o caso da comunidade de Marujá, Ilha do Cardoso - SP, Brasil
Palavras-chave em português
comunidade
participação local
Serviços ecossistêmicos
serviços ecossistêmicos culturais
valoração
Resumo em português
A intensa relação entre sistema econômico e ambiental é tema de discussões e análises de diversas áreas de estudo, mas foi com o surgimento da Economia Ambiental e, posteriormente, da Economia Ecológica que este tópico teve o seu destaque. Mesmo com diferenças substanciais ambas as áreas têm como um dos seus objetivos a identificação e quantificação dos recursos e processos naturais que apresentam utilidade humana, chamados atualmente de serviços ecossistêmicos, através da técnica de valoração ambiental. Dependendo de seu enfoque, a valoração ambiental pode apresentar cálculos e concepções diferentes. Basicamente, existem três esferas de valor dos serviços ecossistêmicos: a econômica, a ecológica e a sociocultural. Por questões metodológicas, de definição e, principalmente, de relutância em discutir questões socioculturais, a última esfera se apresenta pouco desenvolvida e aplicada. A motivação de modificar este quadro se encontra na busca de um melhor entendimento dos diferentes usos dos serviços ecossistêmicos, com destaque para os chamados serviços ecossistêmicos culturais, a fim de uma tomada de decisão que se baseie nas três esferas de valor. Assim, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da faceta sociocultural da valoração dos serviços ecossistêmicos, o presente estudo foi construído. Para isso, foi proposta e testada uma nova metodologia que permite a identificação (Free listing) e valoração sociocultural (Índice de Saliência de Smith) dos serviços ecossistêmicos através das respostas de comunitários quando submetidos a um questionário semi-estruturado específico. O estudo foi conduzido na Comunidade do Marujá, situada na Ilha do Cardoso, litoral sul do Estado de São Paulo. No total, 53 moradores tradicionais (representando 88% das famílias) foram questionados sobre suas relações, utilitárias, pessoais e comunitárias, com o ecossistema de praia que ladeia a comunidade. Ao todo, 18 serviços ecossistêmicos foram identificados, alguns descritos pela primeira vez, e classificados em três categorias, uma delas também criada neste estudo. Numa análise geral, Alimento, Trabalho e serviços ecossistêmicos culturais, como Identidade de Lugar apresentam os valores mais altos. A utilização de Free listing em conjunto com o Índice de Saliência de Smith se mostrou uma metodologia interessante para a identificação e valoração dos serviços ecossistêmicos a partir do envolvimento de uma população local. Seus resultados são consistentes e permitem a comparação com outros estudos, além de poderem ser utilizados, juntamente com valores de outras esferas, para a composição de um quadro mais completo de tomada de decisão.
Título em inglês
Socio-cultural identification and valuation of ecosystem services the case of Marujá community, Cardoso Island SP, Brazil
Palavras-chave em inglês
community
cultural ecosystem services
Ecosystem services
local involvement
valuation
Resumo em inglês
The intense relationship between economic and environmental systems has been discussed and analyzed in several areas of study, but it was with the advent of Environmental Economics and, subsequently, the Ecological Economics that this topic had its prominence. Even with substantial differences, both areas have as common objective, the identification and quantification of natural resources and processes that have human utility, also known as ecosystem services. This can be done by environmental valuation techniques. Depending on its approach, environmental valuation has different outcomes, methods and concepts. In general, there are three spheres of ecosystem services values: the economic, the ecological and the socio-cultural one. Because of methodological limitations, definition problems and, mainly, the reluctance in discussing cultural issues, the last sphere is poorly developed and applied. The motivation for modifying this situation is the search for a better understanding of ecosystem services' different uses, with emphasis on the so-called cultural ecosystem services in order to take decisions that are based on the three spheres of value. Thus, with the objective of contributing to the development of the cultural sphere of ecosystem services valuation, the present study was constructed. A new methodology was therefore proposed and tested: this methodology allows the identification (Free-listing) and sociocultural valuation (Smiths Salience Index) of ecosystem services through the response of a community when submitted to a semi-structured questionnaire. The study was conducted in Marujá community, situated on the Cardoso Island, south coast of Sao Paulo State. In total, 53 traditional residents (representing 88% of households) were asked about their relationship, utilitarian, personal and community, with the community beach ecosystem. In all, 18 ecosystem services were identified. Some were described for the first time, and classified into three categories, one of which was also first assessed in this study. In a general analysis, "Food", "Job" and cultural ecosystem services, such as "Sense of place" have the highest values. The use of Free-listing in conjunction with the Smiths Salience Index appeared to be an interesting methodology for the purpose of identification and valuation of ecosystem services through local population. The results are consistent and allow comparison with other studies. In addition, it can be used together with other sphere values in order to compose a more complete framework for decision-making purpose.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.