• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.103.2015.tde-12112015-152426
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Galera Soler
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Landim, Maria Isabel Pinto Ferreira (Presidente)
Bruno, Maria Cristina Oliveira
Higuchi, Horácio
Título em português
Musealização da zoologia: narrativas evolutivas construídas com animais
Palavras-chave em português
Animais
Evolução
Exposições
Musealização
Museus de história natural
Resumo em português
Os museus de história natural são instituições multifacetadas. Constituem-se como espaços privilegiados para discussão da teoria evolutiva, uma vez são instituições de pesquisa científica, repositórios de material comparativo e meios de comunicação, especialmente por meio de suas exposições. Neste trabalho, o animal é entendido como interface entre duas áreas: museologia e zoologia. Discute-se, então a musealização da zoologia, ou seja, os processos que tornam um animal objeto de museu (musealia) e o seu uso em narrativas evolutivas de exposições de museus de história natural. Para tanto, foram analisadas exposições de três museus de história natural latino-americanos: "Las Aves" - Museo de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia; "Tiempo y materia. Laberintos de la evolución" - Museo de La Plata; e "Conchas, corais e borboletas" - Museu Nacional do Rio de Janeiro. A heterogeneidade de acervos e recursos expográficos exigiu o desenvolvimento de uma metodologia objetiva e replicável para descrição das exposições, estruturada em: (i) fichas; (ii) matrizes conceituais; e (iii) planta baixa. A partir do detalhamento das exposições realizou-se a análise comparativa, considerando três aspectos: presença de conceitos evolutivas nas narrativas; (ii) abordagem da teoria evolutiva; e (iii) concepção de museologia. Tais análises demonstraram que "Las Aves" e "Conchas, corais e borboletas" são exposições mais semelhantes, tanto nos conceitos evolutivos presentes na narrativa, como na abordagem sistemática da teoria evolutiva na exposição. "Tiempo y materia" mostrou-se como uma exposição diferenciada, pois sua narrativa foi construída a partir do conceito de evolução e não de grupos zoológicos, acumulando o maior número de conceitos evolutivos presentes na narrativa e uma abordagem voltada aos mecanismos evolutivos. Contudo, quanto à concepção de museologia, nas três exposições há o distanciamento entre o visitante e o conteúdo proposto, sendo que a teoria evolutiva é apresentada como fato corroborado pelo acervo, textos e outros recursos expográficos. Quanto a comunicação da teoria evolutiva e o papel comunicacional dos animais em exposições, observou-se que a construção teórica das narrativas está restrita aos textos e que os animais emprestam suas estruturas para ilustração e demonstração de conceitos evolutivos apresentados textualmente, servindo como "comprovação" da realidade e materialidade da teoria.
Título em inglês
Musealization of zoology: evolutionary narratives built with animals.
Palavras-chave em inglês
Animals
Evolution
Exhibits
Musealization
Natural history museum
Resumo em inglês
Natural history museums are multifaceted institutions. They constituted a privilege venue for discussion of the Theory of Evolution, as they are institucions of scientific research, and also a commucation medium especially due to its exhibitions. For this study, animals are understood as an interface between two fields: museology and zoology. Submitted for discussion is the musealisation of zoology, that is, the processes that make animals a museum object (musealia) and its use on evolutionary narratives on natural historical museums exhibitions. For this purpose, exhibition in three Latin American natural history museums were analyzed: "Las Aves" - Museo de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia (Buenos Aires, Argentina); "Tiempo y materia. Laberintos de la evolución" - Museo de La Plata (La Plata, Argentina); e "Conchas, corais e borboletas" - Museu Nacional do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Brazil). Heterogeneous collections and exhibitions resources demanded the development of an objective and replicable methodology for describing those exhibits, structured in (i) data sheets; (ii) conceptual matrixes; and (iii) ground plan of the facilities. Detailed description of the exhibitions led to a comparative analysis around three items: (a) the presence of evolutionary concepts in their narratives; (b) their approaches on evolutionay theory; and (c) their museological conceotualisation. Analyses demonstrated that "Las Aves" and "Conchas, corais e borboletas" were more similar to each other, both in the evolutionary concepsts presents and in their systematics-oriented approach on evolutionary theory. On the other hand, "Tiempo y material" had its own narrative built on the notion of evolution itself and not on animal taxonomic work. As for their museological conceptualization, in all three exhibitions there is a gap between the visitor and the proposed content, and evolutionary theory is presented as a corroborated fact by the objects, texts and others exhibitions resources. Upon reflecting on the one communication of the evolutionary theory and the communication role of animals in exhibition, one can notice the the theoretical construction of narratives is restrict to the associated texts, and the animal themselves lend their own structures for the illustration and demonstration of textually presented evolutionay concepts, serving as "proof" of the reality and materiality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.