• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.101.2018.tde-09082018-155954
Documento
Autor
Nome completo
Pietro Carlos de Souza Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Amâncio Jorge Silva Nunes de (Presidente)
Lazzarini, Sérgio Giovanetti
Pereira, Anthony Wynne
Ribeiro, Daniela Campello da Costa
Título em inglês
Firms, institutions and foreign policy: the political economy of Brazilian multinationals
Palavras-chave em inglês
Business groups
Foreign direct investments
Foreign policy
Institutions
Internationalization
Resumo em inglês
This thesis explores the relations between foreign policy and the internationalization of Brazilian firms. The main argument is that, since the 2000s, Brazil has benefited from the activities of national companies abroad to project itself internationally. In addition, foreign policy has been an intermediary instrument to foster business opportunities and to protect Brazilian multinationals against political risks. Our argument begins by recovering the relationship between state and business in Brazil and the way companies were considered not only on its connections with governmental institutions, but also as part of the development policies since the 1930s. We analyze how Brazilian multinationals became a central agent of Brazil's international political strategy and what are the consequences on the internationalization strategies. To measure the international involvement of countries, we developed the Foreign Policy Index, a tool that allowed us to evaluate some of the most important interpretations of changes in Brazil's foreign policy between 1998 and 2014. This index consists in information about the convergence in diplomatic positions, participation in international cooperation projects, among other data depicting countries' foreign policy activities. With this, it was possible to demonstrate the relevance of domestic and systemic political factors to changes in the orientation of foreign policy. Finally, we argue that foreign policy should be considered in the international business literature in order to better understand business decisions while internationalizing. Exploring the Brazilian case, we found evidence that foreign policy played an important role in locational decisions of Brazilian outward direct investments.
Título em português
Empresas, instituições e política externa: a economia política das multinacionais brasileiras
Palavras-chave em português
Empresariado
Instituições
Internacionalização de empresas
Investimento externo direto
Política externa
Resumo em português
Esta tese explora as relações entre a política externa e a internacionalização de empresas brasileiras. O principal argumento é que, desde os anos 2000, o Brasil tem se beneficiado das atividades de suas empresas no estrangeiro para se projetar internacionalmente. Além disso, a política externa tem sido instrumento intermediador de oportunidades de negócios e que protege multinacionais brasileiras contra os riscos políticos. Nossa argumentação começa recuperando o percurso das relações entre Estado e empresariado no Brasil e o modo como as empresas foram consideradas, tanto em contato com as instituições governamentais quanto como parte das políticas de desenvolvimento a partir da década de 1930. Analisamos como as multinacionais brasileiras se tornaram um agente central da estratégia política internacional do Brasil e quais foram as consequências sobre seu padrão de internacionalização. Para medir o envolvimento internacional dos países, desenvolvemos o Índice de Política Externa, uma ferramenta que nos permite avaliar algumas das mais importantes interpretações sobre as mudanças na política externa do Brasil entre 1998 e 2014. Este índice é composto por informações sobre convergência em posições diplomáticas, participação em projetos de cooperação internacional, entre outras. Com isso, é possível demonstrar a contribuição de fatores políticos, domésticos e sistêmicos, para mudanças na orientação da política externa. Finalmente, sugerimos que a política externa deve ser levada em consideração na literatura de negócios internacionais para entender melhor as decisões das empresas enquanto se internacionalizam. Explorando o caso brasileiro, encontramos evidências de que a política externa desempenhou um papel importante nas decisões de localização dos investimentos brasileiros no exterior.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-08-08
Data de Publicação
2018-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.