• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Jéssica Dellalibera dos Santos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Batistoni, Samila Sathler Tavares (Presidente)
Cachioni, Meire
Pinto, Juliana Martins
Ribeiro, Pricila Cristina Correa
Título em português
Participação social e propósito de vida na velhice: associações com variáveis sociodemográficas, de saúde e mobilidade
Palavras-chave em português
Idosos
Metas
Participação social
Qualidade de vida
Resumo em português
Introdução: Paradoxalmente, a literatura gerontológica utiliza indicadores de participação social como parâmetros de avaliação de uma boa velhice ao mesmo tempo em que apresenta tendências de afastamento social como normativos. Compreender os fatores que se associam à manutenção da participação pode lançar luz sobre esse aparente paradoxo. A manifestação de propósito de vida na velhice tem sido sugerida como uma das variáveis explicativas da manutenção em participação social, porém pouco testada empiricamente. Objetivo: Descrever indicadores de participação social entre idosos comunitários. Testar se há associações diretas e indiretas com as variáveis sexo, idade, escolaridade, número de doenças e mobilidade mediadas por propósito de vida. Método: Estudo realizado a partir de dados de 109 idosos (média= 78,48 [+4,30] anos; 63,3 % feminino) participantes do estudo de seguimento FIBRA (Fragilidade em Idosos Brasileiros) em Ermelino Matarazzo. Características sociodemográficas e econômicas, preservação de mobilidade, saúde, respostas à Escala de Propósito de Vida e ao Inventário de participação em atividades sociais foram selecionados do banco de dados. Foi utilizada a estratégia de Análise de Equações Estruturais (Path Analysis) para testar o modelo explicativo da participação social, com destaque para a variável, propósito de vida como mediadora dessas relações. Resultados: Houve maior manutenção em atividades sociais com interação face-a-face e associações diretas entre escolaridade, mobilidade e propósito de vida e participação social e indireta entre idade e participação social, mediada por propósito de vida. Conclusão: Os dados sugerem uma realocação da frequência em atividades sociais na velhice, sem que isso represente desengajamento social. Embora alterações de mobilidade e baixa escolaridade relacionem-se com menor participação, propósito de vida potencialmente amplia as possibilidades de manutenção das atividades sociais mesmo com o avanço da idade
Título em inglês
Social participation and life purpose in old age: associations with sociodemographic variables, health and mobility
Palavras-chave em inglês
Goals
Quality of life
Seniors
Social participation
Resumo em inglês
Introduction:. Paradoxically, the gerontological literature uses indicators of social participation as parameters of evaluation of a good old age while it presents tendencies of social withdrawal as normative. Understanding the factors associated with maintaining participation can shed light on this apparent paradox. The manifestation of life purpose in old age has been suggested as one of the explanatory variables of maintenance in social participation, but little empirically tested. Objective: To describe indicators of social participation among community elders. To test whether there are direct and indirect associations with the variables sex, age, schooling, number of diseases and mobility mediated by purpose of life. Method: Data from 109 elderly (mean = 78.48 [+4.30] years, 63.3% female) were enrolled in the follow-up FIBRA (Fragility in Brazilian Elderly) study in Ermelino Matarazzo. Socio-demographic and economic characteristics, mobility preservation, health, Life Purpose Scale responses and Social participation participation were selected from the database. The analysis of Path Analysis was used to test the explanatory model of social participation, with emphasis on the variable life purpose as a mediator of these relationships. Results: There was greater maintenance in social activities with face-to-face interaction and direct associations between schooling, mobility and life purpose, and social and indirect participation between age and social participation, mediated by life purpose. Conclusion: The data suggest a reallocation of the frequency in social activities in old age, without this representing social disengagement. Although mobility changes and low schooling are associated with less participation, life purpose potentially broadens the possibilities of maintaining social activities even with advancing age
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.