• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.100.2014.tde-18112014-204042
Documento
Autor
Nome completo
Rosana Fernandes dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Aulicino, Madalena Pedroso (Presidente)
Gimenes Minasse, Maria Henriqueta Sperandio Garcia
Yasoshima, José Roberto
Título em português
A gastronomia e a Feira Kantuta: cultura e identidade de imigrantes bolivianos em São Paulo
Palavras-chave em português
Bolivianos
Cultura
Gastronomia
Imigração
Resumo em português
Se em tempos idos a alimentação era utilizada para nutrir e saciar o ser humano e relacionava-se apenas à vida doméstica, hoje essa relação ultrapassa esse limite e avança para os restaurantes, praças de alimentação e feiras gastronômicas. Nesse sentido entende-se que os alimentos e consequentemente a gastronomia constituem-se em um processo histórico, carregado de simbolismos e dizem muito da estrutura econômica e social estabelecidas em uma determinada comunidade, a qual encontra em suas expressões culturais uma forma de manutenção de sua identidade. Este é o contexto social em que esta pesquisa se insere. Um mundo aparentemente sem fronteiras, que parece ter-se rendido ao capitalismo e no qual as identidades culturais entre os países vêm-se tornando mais difusas. O desemprego abrange parte significativa da população mundial e a economia informal é responsável por boa parte da produção. Países com economias mais frágeis tornam-se pólos de emigração para países em que, aparentemente, a economia está mais equilibrada. As culturas locais são influenciadas e influenciam as culturas dominantes. Este estudo busca refletir sobre algumas implicações geradas pela utilização da gastronomia enquanto forma de trabalho, cultura e lazer na vida de um grupo de imigrantes bolivianos residentes no Brasil, verificando possíveis reflexos nas vivências associadas ao campo da cultura. Enquanto procedimento metodológico optou-se por uma abordagem qualitativa, combinando os enfoques bibliográfico e de campo. Como objetivo, buscou-se responder à seguinte questão: O que representa, para os integrantes da Associação Gastronômica, Cultural e Folclórica Padre Bento, as atividades gastronômicas desenvolvidas na Feira Kantuta: oportunidade de trabalho, lazer e/ou ambiente para reprodução de sua cultura em terra estrangeira? Elaborou-se algumas hipóteses sobre o problema descrito e considera-se: que a gastronomia é utilizada como forma de renda; que as atividades gastronômicas, para além do trabalho, são percebidas como forma de reprodução de sua cultura e possibilidade de lazer e por último que a Feira possibilita o desenvolvimento de redes de suporte para os imigrantes que chegam. Desenvolveu-se uma coleta de dados por meio de documentação direta, realizando entrevistas através da metodologia/técnica da história oral (entrevistas temáticas) e tendo como recorte os imigrantes bolivianos que residem no Município de São Paulo e trabalham ou visitam a Feira Kantuta. Realizou-se visitas sistemáticas à Feira e desenvolveu-se conversas com seus integrantes e visitantes, posteriormente escolheu-se dez associados e quatro visitantes para as entrevistas. A Feira acontece todos os domingos na Praça Kantuta, localizada no Bairro do Pari no Município de São Paulo. Como principais considerações percebeu-se que os sujeitos entrevistados, num primeiro momento, pouco reconhecem a importância da gastronomia para a preservação de sua cultura e manutenção de suas identidades. A gastronomia aparece como forma de geração de trabalho e renda, entretanto quando indagados sobre sua representação e levados a refletir sobre o seu papel, percebem-na também como uma das formas de expressão cultural, assim como as danças e festividades ali apresentadas. A Feira Kantuta efetivamente serve de rede de apoio aos imigrantes bolivianos, que chegam à Cidade de São Paulo. Conclui-se que a cultura permeia a ação desses imigrantes e que lhes possibilita uma afirmação identitária, entretanto eles não se veem como protagonistas dessa produção cultural
Título em inglês
Gastronomy and Kantuta Fair: culture and identity of Bolivian immigrants in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Bolivians
Culture
Gastronomy
Immigration
Resumo em inglês
If in ancient times nutrition was used to nourish and satiate the human being and was just related to the domestic life, nowadays this relation exceeds that threshold and reaches restaurants, food courts and gastronomy fairs. In this sense, it is understood that food and consequently gastronomy are inserted in a historical process, laden with symbolism, and say a lot of the economic and social structure established in a particular community, which is, in its cultural expressions, a way of maintaining their identity. This is the social context where this research takes place. A seemingly borderless world, which seems to have surrendered to capitalism, in which cultural identities among countries are becoming more diffuse. Unemployment covers significant portion of the world population and the informal economy accounts for much of the production. Countries with weaker economies become centers of emigration to countries where, apparently, the economy is more balanced. Local culture is influenced and influence the dominant culture. This study aims to think over some implications generated by the use of gastronomy as a way of working, expressing culture and promoting leisure in the lives of a group of Bolivian immigrants living in Brazil, checking possible reflections on experiences related to the culture field. As a methodological procedure, we have chosen a qualitative approach, combining literature and field data. As a goal, we sought to answer the following question: What do the gastronomic activities in Kantuta Fair mean for members of the Padre Beneditos Gastronomic, Cultural and Folk Association: job opportunity, leisure and / or environment for reproduction of their culture in a foreign land? We have developed some hypotheses about the addressed issue and concluded that gastronomy is used as a source of income, that the gastronomic activities, other than work, are perceived as a form of reproduction of their culture and an opportunity to promote leisure, and lastly that the Fair enables the development of support network for the arriving immigrants. We have developed a data collection through direct documentation, conducting interviews that made use of the method/technique of oral history (thematic interviews) which took as a sample the Bolivian immigrants living in São Paulo and working in or visiting the Kantuta Fair. We have conducted systematic visits to the Fair where conversations were developed with its members and visitors. Subsequently we have picked up ten associated and four visitors to the interviews. The Fair takes place every Sunday in Kantuta Square, located in the neighborhood of Pari in São Paulo. As main considerations, we have noticed that the individuals interviewed, at first, had little acknowledgement of the importance of gastronomy for the preservation of their culture and maintenance of their identities. Gastronomy appears as a means of generating employment and income, yet when asked about their representation and led to reflect on their role, they have also perceived it as a form of cultural expression, as well as are the dances and festivities shown at the Fair. The Kantuta Fair effectively serves as a support network to Bolivian immigrants who arrive in the city of São Paulo. We have come to the conclusion that culture permeates the action of these immigrants, allowing them an affirmation of their identity, however they do not see themselves as protagonists of this cultural production
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
gastronomia.pdf (5.01 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.