• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.100.2013.tde-10092014-224957
Documento
Autor
Nome completo
Cleber Possani Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Gonçalves, Carlos Henrique Barbosa (Presidente)
Haddad, Thomás Augusto Santoro
Rede, Marcelo Aparecido
Título em português
Ferramentas cognitivas nas escolas de escribas da Antiga Babilônia
Palavras-chave em português
Antiga Mesopotâmia
Cognição
Cultura escribal
Cultura material
História da matemática
Matemática babilônica
Resumo em português
A partir de uma avaliação crítica de propostas teóricas voltadas ao estudo histórico da cognição como as apresentadas por Jack Goody e Reviel Netz , este trabalho desenvolve uma possível aproximação entre novos modelos produzidos no campo das ciências cognitivas, em especial modelos de cognição corporalizada (embodied cognition), e as atuais interpretações dos textos matemáticos babilônicos. Propõe possíveis desenvolvimentos dessas interpretações através da identificação de um sistema cognitivo estendido específico da cultura escribal babilônica, fundado no uso de ferramentas cognitivas: as formas de produção da escrita cuneiforme, o repertório textual preservado pela tradição escribal e a própria instituição social escolar da eduba. Neste quadro, os conceitos matemáticos, as formas de percepção e ordenação da realidade material e a cognição escribal sobre o conceito de tempo se revelam dependentes da agência material dos tabletes cuneiformes, das práticas ligadas a eles e da posição social do escriba.
Título em inglês
Cognitive tools in Old Babylonian scribal schools
Palavras-chave em inglês
Ancient Mesopotamia
Babylonian mathematics
Cognition
History of mathematics
Material culture
Scribal Culture
Resumo em inglês
From a critical evaluation of theoretical proposals aimed at the historical study of cognition as those presented by Jack Goody and Reviel Netz this paper explores a possible connection between new models coming from cognitive sciences, particularly "embodied cognition models, and current interpretations of Babylonian mathematical texts. It proposes possible developments of these interpretations through the recognition of an extended cognitive system, specific of Babylonian scribal culture, based on the use of cognitive tools: forms of production of cuneiform writing, the textual repertoire preserved by scribal tradition and the social institution of the eduba school. In this context, mathematical concepts, forms of perception and ordering of material reality and scribal cognition of the concept of time reveal themselves dependent on the material agency of cuneiform tablets, the practices linked to them and the social position of the scribe.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao.pdf (1.44 Mbytes)
Data de Publicação
2015-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.