• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Tania Cristina do Ramo Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Nascimento, Luís Cláudio Portugal do (Presidente)
Busnardo Filho, Antonio
Held, Maria Silvia Barros de
Santos, Maria Alice de Paula
Título em português
Linguagem visual de estamparias têxteis:  análise comparativa de aspectos semânticos, simbólicos, sintáticos e plásticos em padronagens gráficas de tecidos para vestuário de usuárias das classes sociais média e alta
Palavras-chave em português
Classes média e alta
Desenho têxtil
Design de moda
Design de superfície
Estamparia têxtil
Resumo em português
Esta pesquisa objetivou identificar padrões formais, plásticos, sintáticos, semânticos e simbólicos eventualmente mais característicos de estamparias têxteis voltadas ao vestuário de usuárias das classes sociais média e alta. O estudo, de natureza mista, quantitativa e qualitativa, apresentou caráter essencialmente fenomenológico, buscando percepções de usuárias e especialistas (designers), ao comparar padronagens de estamparias gráficas utilizadas por mulheres das classes sociais média e alta. Do ponto metodológico, a pesquisa foi dividida em três estágios principais. Em um primeiro estágio foram selecionadas quatrocentas amostras de imagens de estampas voltadas para usuárias das classes média e alta, sendo duzentas amostras de cada classe. Estes dois grupos de duzentas amostras foram, então, reduzidos, aleatoriamente, a dois grupos de vinte amostras. Cada amostra, a partir deste ponto, foi minuciosamente isolada e abstraída do desenho da roupa, da pessoa que a estivesse trajando e de seu entorno, evitando-se variáveis contaminantes. No segundo estágio, as vinte amostras, já isoladas e abstraídas, foram individualmente apresentadas a especialistas (designers), com objetivo de estimulá-los a verbalizar categorias conceituais que pudessem ser utilizadas como norteadoras de um diferencial semântico a ser elaborado no terceiro estágio. Por fim, no terceiro estágio, sete amostras de cada um dos dois grupos foram reunidas, aleatoriamente, e apresentadas a dois grupos de respondentes (especialistas e usuárias) de maneira a atribuírem valores numéricos de 1 a 5 quanto a dez parâmetros (bipolarizados) induzidos a partir das análises obtidas dos dados oferecidos por especialistas no segundo estágio. Participaram do terceiro e último estágio 55 respondentes, sendo seis designers e 49 usuárias. Os resultados deste estudo foram, então, estratificados em vários quadros, entre os quais: amostras apenas da classe média, com respostas de especialistas e de usuárias; amostras apenas da classe alta, com respostas de especialistas e de usuárias; amostras da classe média e da classe alta, com respostas apenas de especialistas; amostras da classe média e da classe alta, com respostas apenas de usuárias; e amostras da classe média e da classe alta, com respostas da média de especialistas e usuárias. O cruzamento geral destas várias estratificações revelou singular e pouco antecipada convergência das respostas de especialistas e de usuárias sobre padrões de estampas têxteis atribuídos às classes média e alta. Notou-se, por exemplo, coincidências acentuadas nas respostas nas categorias simbólico/literal, cromático/acromático, sofisticado/rústico, linear/aleatório, clássico/moderno e geométrico/orgânico, entre amostras de padronagens têxteis voltadas às usuárias das classes média e alta. Divergências discretas foram, entretanto, observadas nas categorias equilibrado/desequilibrado, simetria/assimetria, comum/incomum e figurativo/abstrato. Este estudo conclui que variações qualitativas no vestuário das classes média e alta estariam, portanto, localizadas menos no âmbito das características formais, semânticas, simbólicas e estéticas das padronagens têxteis, residindo, muito possivelmente, sobretudo, na qualidade da impressão, acabamento, coloração, fiação, tecelagem, costura e em minúcias de seus desenhos apenas perceptíveis pela proximidade física e tátil dos referidos tecidos e peças de vestuário
Título em inglês
Visual language in graphic textile design: comparative analysis of semantic, symbolic, syntactic and formal aspects of graphic patterns in clothing fabric for female middle and upper class users
Palavras-chave em inglês
Fashion design
Middle and upper class
Surface design
Textile design
Resumo em inglês
This research aimed to identify formal, syntactic, esthetic, semantic, and symbolic patterns possibly more closely associated with textile designs geared to the clothing of female middle and upper class users. The study, of a mixed nature, combined both the quantitative and qualitative approaches. It was of an essentially phenomenological character, searching for the perceptions of both users and design specialists, as they compared graphic design patterns utilized in the clothing of middle and upper class women. From a methodological standpoint, the study was divided into three main stages. In the first stage, 400 samples of photographs of textile design geared to female middle and upper class users, 200 corresponding to each group, were randomly selected from a variety of sources. Out of these two groups, another selection was then randomly conducted as well, narrowing both groups down to 20 samples each. Each textile sample, at this point, was thoroughly isolated and taken from the actual design of the clothing, from the person who might be wearing it and from its surroundings, therefore avoiding contaminant variables. In the second stage, those 20 samples, already isolated and taken out of their surroundings, were individually shown to textile and fashion design specialists, aiming to stimulate them to verbalize conceptual categories that could be utilized to guide the elaboration of a semantic differential in the third stage. Finally, in the third stage, seven samples from each of these two groups were randomly ordered and displayed to two groups of participants (design specialists and users). They were asked to grade them with numeric values from 1 through 5 regarding ten parameters (bipolarized) which were previously developed based on data provided by design specialists during the second stage. In this final stage, 55 respondents took part, six of which were design specialists and 49 of which were users. The results of this research were then stratified and displayed into various tables and charts, amongst which were: exclusively middle-class samples, featuring answers of both design specialists and users; exclusively upper-class samples, featuring answers of both design specialists and users; samples of both middle and upper class, featuring answers exclusively of design specialists; samples of both middle and upper class, featuring answers exclusively of users; and, finally, samples of both middle and upper class, featuring combined answers of design specialists and users. Cross-referencing of the various data stratifications revealed a unique and little-anticipated convergence of answers from both design specialists and users regarding textile graphic patterns linked to either middle or upper class clothing. Significant, coinciding patterns of responses were noted in conceptual categories such as symbolic/literal, chromatic/achromatic, sophisticated/rustic, linear/random, classic/contemporary and geometric/organic, among samples of graphic textile patterns associated with middle- and upper-class female users. Discrete divergences were identified, however, in categories such as balanced/unbalanced, symmetrical/asymmetrical, plain/rare and figurative/abstract. This study, then, reached the conclusion that qualitative variations in graphic design patterns in clothing of middle- and upper-class female users might, therefore, occur less in the realm of the studied formal, semantic, symbolic and aesthetic graphic textile patterns, as they seem to most likely reside, above all, in the printing quality, finishing, coloring, threading, weaving, sewing and in minute drawing details of the actual graphic textile patterns which can only be ascertained and appreciated by means of physical and tactile proximity to these graphic patterns and the actual clothing itself
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TaniaCRSilva.pdf (14.86 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.