• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-23122008-135053
Documento
Autor
Nome completo
Thelma Regina Cintra da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Pinto, Ana Carolina Brandão de Campos Fonseca (Presidente)
Matera, Julia Maria
Vitule, Luiz Fernando
Título em português
Avaliação radiográfica e tomográfica do segmento lombo-sacro da coluna vertebral em cães da raça Pastor Alemão: estudo comparativo
Palavras-chave em português
Coluna lombo-sacra
Pastor Alemão
Radiografia
Tomografia computadorizada
Resumo em português
O nome síndrome da cauda eqüina define as manifestações clínicas oriundas da disfunção sensorial e/ou motora causada pela lesão das raízes nervosas que formam a porção terminal da medula espinhal. É uma condição neurológica resultante da compressão, destruição ou deslocamento dos trajetos nervosos que constituem a cauda eqüina. Acomete freqüentemente os cães de raças de grande porte, como Labrador, Golden Retriever, Bernese Mountain dog, Rottweiler e Pastor Alemão, não possuindo predileção quanto ao sexo e idade. As causas são inúmeras, podendo estar relacionada a fatores adquiridos, mais comuns nas raças de grande porte; ou congênitos, os quais são mais freqüentes nas raças de pequeno porte. Em ambos os casos, a estenose lombo-sacra é a causa mais comum, correlacionando-se às alterações das partes moles e/ou tecidos ósseos no segmento lombo-sacro. Este estudo teve por objetivo realizar uma análise crítica da contribuição dos métodos de imagem, quais sejam exames: radiográfico simples e tomográfico, para avaliação do segmento lombo-sacro em 30 cães da raça Pastor Alemão. Sendo treze animais pertencentes ao grupo (A) sem manifestações clínicas e alterações radiográficas no segmento lombo-sacra; doze animais pertencentes ao grupo (B) sem manifestações clínicas com alterações radiográficas no segmento lombo-sacro e cinco animais pertencentes ao grupo (C) com manifestações clínicas e portadores de alterações radiográficas no segmento lombo-sacro. Todos os exames foram submetidos a um protocolo de avaliação tendo como principais mensurações radiográficas: ângulo lombo-sacro, ângulo formado entre as epífises de L7-S1, ângulo dos processos articulares de L7-S1, listese ventral de S1 em relação à L7, grau de intersecção do vértice dos ângulos mensurados e grau de movimento na região lombo-sacra. O deslocamento ventral de S1 em relação à L7 esteve presente na maioria dos animais nos três diferentes grupos não só na dorso-extensão, levantando a hipótese de no padrão racial estudado, certo grau de listese possa fazer parte do esperado para o segmento lombo-sacro. Foi constatado diferença estatística entre os animais, nos seguintes grupos e variáveis: ângulo formado entre as epífises de L7-S1 (grupo A e B), grau de intersecção do ângulo entre as epífises de L7-S1 (grupo A e B), ângulo lombo-sacro (grupo A e B) e grau de movimento no segmento lombo-sacro (grupo A e B, A e C). Desta maneira, o grau de movimento demonstrou-se como elemento relevante no critério de avaliação do segmento lombo-sacro. O exame tomográfico mostrou-se superior na avaliação do canal vertebral, foramens intervertebrais e processos articulares, os quais puderam ser avaliados com maior riqueza de detalhes. Concluiu-se com esta pesquisa que as duas modalidades de imagem se complementam, constituindo ferramentas importantes na avaliação clínico-cirúrgica do segmento lombo-sacro, auxiliando no diagnóstico, estabelecimento do prognóstico e da terapêutica a ser adotada.
Título em inglês
Radiographic and tomographic evaluation of the lumbosacral junction in German Sheperd dogs: comparative study
Palavras-chave em inglês
German sherperd dogs
Lumbosacral junction
Radiography
Tomography
Resumo em inglês
The name cauda equina syndrome defines the clinical signs that come from the sensory and or motor neural dysfunction caused by the terminal part of the spinal cord and adjacent nerve roots damages. Its one neurological condition resulting from the compression, destruction and displacement of the nervous routes which form the cauda equina. This syndrome normally happens to large breed dogs like the Labrador retriever, Golden Retriever, Bernese mountain dog, Rottweiler and the German shepherd dogs, without preference of gender or age. There are countless causes, which can be related to acquired factors, more common in the large breed dogs; or congenital, which are more frequent in the small breed dogs. In both cases, the stenosis lumbosacral is the most frequent, correlating to the alterations of the soft tissues and/ or the bone tissues in the lumbosacral segment. The aim of this sudy was to analise critically the real contribution of diagnostic imaging (X-Ray and CT), of the lumbosacral region of 30 German shepherd dogs. There were thirteen animals that belonged to the group (A) without clinical signs and X-Ray alterations in the lumbosacral segment; twelve animals belonged to the group (B) without clinical signs, with X-Ray alterations in the lumbosacral segment; five animals belonged to the group (C) with clinical signs and they had X-Ray alterations in the lumbosacral segment. All exams were submitted to one evaluation report which had as main radiographic measurements: lumbosacral angle, endplate angle L7 S1, articular process angle L7 S1 , ventral displacement of S1 to L7, the point of intersection of the measured angles and the mobility of the lumbosacral junction. The ventral displacement of S1 related to L7 was present in most of the animals in the three different groups not only in the extension position, raising the hypothesis about the racial standard established, a certain degree of ventral displacement of the sacrum might be part of the expected for the lumbosacral segment. It was noticed a statistical difference among the animals in the following groups and variables: endplate angle L7 S1 (groups A and B), the point of intersection of the endplate angle L7 S1 (groups A and B), lumbosacral angle (groups A and B) and the mobility of the lumbosacral junction (groups A and B, A and C). This way, the mobility showed itself as an relevant element in the criterion of evaluation of the lumbosacral segment. The CT examination showed being superior in the evaluation of the vertebral canal, intervertebral foramen and the articular processes, which could be evaluated with a greater number of details. It was concluded with this research that the two modalities of images complement each other, becoming important tools in the clinical- surgical evaluation in the lumbosacral segment, helping in the diagnosis, prognostic and therapeutic to be adopted.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-04-03
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SILVA, T. R. C., et al. Exames radiográficos simples e tomográficos do segmento lombossacro da coluna vertebral em cães da raça Pastor Alemão: estudo comparativo/ Radiographics and tomographics findings of the lumbosacral junction in German Sheperd dogs: comparative study. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science , 2009, vol. 46, p. 296-308.
  • SILVA, T. R. C., et al. Radiographic and tomographic evaluation of the lumbosacral junction in German shepherd dogs: comparative study. Veterinary Radiology and Ultrasound, 2010, vol. 51, p. 209-209.
  • SILVA, T. R. C., et al. Radiographic and tomographic evaluation of the lumbosacral junction in German shepherd dogs: comparative study. In Congress of the International Veterinary Radiology Association, 15., Búzios, RJ, Brasil, 2009. Final Program of 15th Congress of the IVRA., 2009. Abstract.
  • GALEAZZI, Viviane, et al. Tomografia computadorizada no diagnóstico de metástase em corpo vertebral: relato de caso. In Congresso Paulista de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, 7., São Paulo, SP, Brasil, 2007. Palestras e trabalhos científicos do VII Conpavepa., 2007. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.