• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2014.tde-23092014-151405
Documento
Autor
Nome completo
Ana Guiomar Reis Schultz
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Baccarin, Raquel Yvonne Arantes (Presidente)
Cogliati, Bruno
Machado, Thaís Sodré de Lima
Parizotto, Nivaldo Antonio
Pogliani, Fabio Celidonio
Título em português
Efeito do implante autólogo do plasma rico em plaquetas associado ao laser de baixa intensidade na reparação das tendinites em equinos
Palavras-chave em português
Birregringência
Laser terapêutico
Plasma rico em plaquetas
Proteoglicanos
Tendão
Resumo em português
A cicatrização do tendão é um complexo processo que envolve uma variedade de moléculas reguladoras. Como exemplos temos os fatores de crescimento positivamente correlacionados com a expressão de genes responsáveis pela síntese da matriz extracelular, bem como os proteoglicanos que atuam como organizadores dos tecidos capazes de modular o crescimento e a maturação celular de tecidos especializados. No intuito de reparar o tendão com lesão existem várias opções de tratamento, mas nenhuma tem sido relatada como plenamente eficaz. Sendo assim, na busca de tratamentos regenerativos e não apenas reparativos, o objetivo deste trabalho foi investigar a influência do plasma rico em plaquetas (PRP) no processo de cicatrização do tendão flexor digital superficial de equinos, utilizando-se deste tratamento isoladamente ou associado ao laser terapêutico. Com essa finalidade, 26 membros torácicos de equinos foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos distintos: o grupo 1 (G1) foi composto por oito membros torácicos sadios provenientes de cadáveres frescos; no grupo 2 (G2) em seis membros foi induzida a tendinite, sem a realização de qualquer tipo de tratamento; no grupo 3 (G3) a tendinite também foi induzida em seis membros, os quais receberam o tratamento com o PRP; e no grupo 4 (G4) a tendinite foi induzida em seis membros torácicos que receberam o tratamento com o PRP associado ao laser terapêutico. Os animais foram avaliados clinicamente e ultrassonograficamente. Já as amostras do tecido tendíneo, obtidas por biópsia guiada por ultrassom, foram avaliadas por imunoistoquímica quanto a presença dos proteoglicanos: decorim, biglicam, fibromodulim e agrecam, Nessas amostras também foi realizada a análise da birrefringência do colágeno. Na avaliação clínica verificou-se que o grupo G4 foi o único que não mais apresentou sensibilidade à palpação no local da lesão ao término do experimento. Já na avaliação ultrassonográfica, os tendões dos membros torácicos dos grupos G3 e G4 que receberam os tratamento com PRP demonstraram melhora na ecogenicidade tanto do tendão como da lesão. Além disso, os tendões do grupo G4 apresentaram melhora no paralelismo das fibras de colágeno. Na avaliação imunoistoquímica os resultados demostraram que o biglicam, o fibromodulim e o agrecam tiveram sua expressão aumentada nas amostras do grupo G4 tratados com a associação PRP e laser quando comparados com as amostras do tendão hígido do grupo G1. Já no grupo G2 observou-se apenas o aumento da expressão de agrecam em relação ao G1. Na análise da birrefringência do colágeno o maior valor de retardo óptico (OR) foi apresentado também nas amostras do grupo tratado com a associação do PRP e laser (G4). Durante o processo de regeneração de um tendão lesado há uma tendência para o aumento dos valores de OR, o que representa uma melhora na organização do colágeno. Provavelmente, o laser foi capaz de produzir um aumento na síntese de colágeno e uma melhor agregação e alinhamento das fibras de colágeno. Assim, concluímos que o tratamento com PRP associado ao laser demonstrou melhora clínica, ultrassonográfica, de birrefringência e na expressão de proteoglicanos da matriz extracelular, o que não ocorreu quando utilizado isoladamente.
Título em inglês
Effect of autologous platelet-rich plasma combined with low-level laser in equine tendinitis
Palavras-chave em inglês
Birrefringence
Low-level laser
Platelet-rich plasma
Proteoglycans
Tendon
Resumo em inglês
Tendon healing is a complex process involving a variety of regulatory molecules. Growth factors are a family of such molecules; and their presence is positively correlated with the expression of genes responsible for extracellular matrix synthesis. Proteoglycans more than extracellular matrix components are tissue organizers capable of modulating cell growth and maturation in specialized tissues. In order to repair the tendon injury there are several treatment options, but none has been reported as fully effective. In this scenario, regenerative approaches are currently preferred over reparative therapeutic procedures. Therefore, the aim of this study was to investigate the influence of platelet-rich plasma (PRP) in the healing of the equine superficial digital flexor tendon, using this treatment, alone or associated with the laser therapy. For this purpose, 26 equine forelimbs were randomly divided into four groups: group 1 (G1) consisted of eight healthy forelimbs from fresh cadavers; in group 2 (G2), tendinitis was induced in six forelimbs, without performing any type of treatment; in group 3 (G3), tendinitis was also induced in six forelimbs which received PRP treatment; and in group 4 (G4), tendinitis was induced in six forelimbs that received treatment with PRP associated with laser therapy. All animals were evaluated clinically and sonographically. Additionally, tendon tissue samples were obtained by ultrasound-guided biopsy, and assessed by immunohistochemistry to determine proteoglycans expression (decorin, biglycan, fibromodulin and aggrecan). These samples were further analyzed for collagen organization through birefringence. In the clinical evaluation, only G4 animals had absent painful response to direct digital palpation at the end of the experiment. During sonographic evaluation, it was observed that tendons from groups G3 and G4, that received the treatment with PRP, demonstrated improvement in both tendon and lesion echogenicity. Furthermore, tendons from the G4 group showed improvement in axial alignment of collagen fibers. The results showed an increase in biglycan, fibromodulin and aggrecan expression at immunohistochemical evaluation of G4 samples, when compared with healthy tendon samples (G1). In tendons from the G2 group only an increased aggrecam expression compared to G1 was observed. Though the analysis of the collagen birefringence, the highest value of optical retardation (OR) was also presented in the samples of the group treated with the combination of PRP and laser (G4). During the regeneration process of an injured tendon, there is a trend to increase OR values, which represents an improvement of the collagen organization. Probably, the laser was able to induce an increased synthesis and a better aggregation and alignment of collagen. So, we conclude that the animals treated with PRP associated with laser therapy improved clinically and sonographically. Moreover, this treatment improved the arrangement of collagen fibril and enhanced the proteoglycans expression in the extracellular matrix, what did not occur when PRP treatment was used alone.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2016-10-28
Data de Publicação
2014-11-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.