• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-16122008-145830
Documento
Autor
Nome completo
Barbara Gabriela Soares Sanches
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Libera, Alice Maria Melville Paiva Della (Presidente)
Lara, Maria do Carmo Custodio de Souza Hunold
Sucupira, Maria Claudia Araripe
Título em português
Avaliação da função fagocítica de células da linhagem monócitos-macrófagos de caprinos naturalmente infectados pelo vírus da artrite-encefalite caprina, à Corynebacterium pseudotuberculosis
Palavras-chave em português
Corynebacterium pseudotuberculosis
Artrite encefalite caprina a vírus
Caprinos
Fagocitose
Linfadenite caseosa
Macrófagos
Resumo em português
Para avaliar a fagocitose de células da série monócitos-macrófagos de cabras naturalmente infectadas pelo vírus da artrite encefalite caprina a vírus (VAEC), 30 cabras da raça Saanen foram utilizadas e alocadas em dois grupos distintos, sendo um grupo formado por 15 animais soropositivos à imunodifusão em gel de ágar para detecção de anticorpos séricos antivírus da AEC e o outro formado por 15 animais soronegativos ao teste. Células mononucleares de sangue periférico foram isoladas por gradiente de concentração e plaqueadas em placas de poliestireno para isolamento de células da série monócito-macrófago. Após adesão das mesmas, adicionou-se a bactéria Corynebacterium pseudotuberculosis como desafio antigênico. Dois tipos de fagocitose foram observados em relação ao número de bactérias internalizadas nos vacúolos citoplasmáticos dos macrófagos, isto é, verificou-se a presença de células fagocitando em média 12 bactérias e outro grupo fagocitando um número incontável de bactérias. Dessa forma, classificou-se a fagocitose em fagocitose + (até 12 bactérias) e fagocitose ++ (mais de 12 bactérias). Em relação à fagocitose total (fagocitose + e fagocitose ++) não foram verificadas diferenças estatística significativas entre os grupos experimentais (p < 0,41). Todavia, ao discriminar a fagocitose conforme a quantificação de bactérias fagocitadas, encontrou-se diferença estatística entre os grupos, sendo que o grupo positivo apresentou maior porcentagem de fagocitose ++ (p < 0,001). O grupo negativo apresentou maior porcentagem de fagocitose + (p < 0,012). Correlação positiva entre monócitos fagocitando e fagocitose ++ foi observada no grupo de animais soropositivos (p < 0,006), porém, não foi observada nenhuma correlação no grupo negativo (p < 0,49). Esses resultados demonstram uma possível alteração na intensidade da fagocitose de macrófagos de animais infectados com o VAEC, sugerindo que os animais com artrite encefalite caprina estejam mais susceptíveis à linfadenite caseosa.
Título em inglês
Evaluation of Phagocytosis Function of Corynebacterium pseudotuberculosis from Goats naturally infected with Caprine Arthritis-Encephalitis Vírus
Palavras-chave em inglês
Corynebacterium pseudotuberculosis
Caprine
Caprine Arthritis-Encephalitis Vírus
Caseous Limphadenitis
Macrophages
Phagocytosis
Resumo em inglês
To evaluate the phagocytosis from monocyte-macrophage line cells 30 naturally infected Saanen goats with caprine arthritis-encephalitis vírus (VCAE) were used, and divided uniformly in different groups according to agar gel immunodiffusion test (AGID). Peripheral Blood Mononuclear Cell (PBMC) was isolated by density gradient centrifugation. The monocyte-macrophage cells were separated from PBMC by their adherence properties. Afterwards, the phagocytosis function was assessed by phagocytosis assay using Corynebacterium psudotuberculosis as a source of antigen. Therefore, two distinct types of phagocytosis were observed and were set according to the number of bacteria within the cytoplasmatic vacuoles. Thus, the phagocytosis rates were also divided in two groups, on the first was observed up to 12 bacteria in the vacuoles; on the other hand in the second group an uncountable number of bacteria were usually seen. Consequently, the phagocytosis rates were also divided in phagocytosis + (up to 12 bacteria) and phagocytosis ++ (more than 12 bacteria). The results from the phagocytosis rates show any difference, however when the phagocytosis rates were separated in the order of the number of Corynebacterium pseudotuberculosis phagocyted, the phagocytosis ++ from positive animals in the sera test were higher than the negative one (p < 0.001). Nevertheless, the negative group presents higher pahgocytosis + (p < 0.012). Furthermore a positive and significant correlation between phagocytosis ++ and monocyte phagocytosis (p < 0.006) were also encountered in the positive animals, however the same were not observed in the negative group (p < 0.49). In face of, the results from the present trial point out to higher susceptibility to caseous linphadenitis in goats infected with VCAE due to the alteration on the phagocytosis strength in these animals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.