• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-27092012-173243
Documento
Autor
Nome completo
Esther Ramalho Afonso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2011
Orientador
Banca examinadora
Moretti, Anibal de Sant Anna (Presidente)
Andrade, André Furugen Cesar de
Carvalho, Luiz Fernando de Oliveira e Silva
Título em português
Associação de probióticos no aleitamento e creche em leitões desafiados com Salmonella Typhimurium
Palavras-chave em português
Salmonella Typhimurium
Desafio
Histopatologia
Leitões
Probiótico
Resumo em português
O experimento associando probióticos no aleitamento e creche utilizou 144 leitões do nascimento até aos 62 dias de idade no Laboratório de Pesquisa em Suínos (FMVZ USP). No aleitamento, o delineamento experimental foi inteiramente casualizado com dois tratamentos e na creche em blocos casualizados formando o esquema fatorial 2x3 com seis tratamentos. A unidade experimental no aleitamento foi a baia maternidade constituída de grade de parição e na creche gaiola suspensa com 3 animais cada, constituindo, 8 repetições por tratamento. Aos 35 dias de idade os animais da creche foram inoculados com cepa de Salmonella Typhimurium via oral. Na maternidade os tratamentos foram: Placebo (PLA), 1mL de água destilada e Probiótico A (ProbA), 5g em 15mL de água destilada. O ProbA foi aplicado em duas ocasiões, ao nascimento e 12 horas antes do desafio e os animais que não receberam ProbA, receberam PLA. Os tratamentos na creche foram: Probiótico A Probiótico B (ProbA ProbB) 30g/tonelada de ProbB na ração; Controle Probiótico B (CTL ProbB): 30g/tonelada de ProbB na ração; Probiótico A Probiótico A(ProbA ProbA); Controle Controle (CTL CTL); Probiótico A Desafio (ProbA DES); Controle Desafio (CTL DES). As variáveis; peso, consumo, ganho de peso e conversão alimentar, foram analisadas em medidas repetidas no tempo com contrastes e o escore de fezes submetido à análise de variância pelo teste de Tukey. Foi utilizado o programa computacional Statistical Analysis System SAS. Na maternidade o peso médio do ProbA foi superior ao PLA, não observando-se diferenças no ganho de peso. Na creche o ProbA mostrou-se significativamente melhor em comparação aos demais tratamentos na conversão alimentar. No escore fezes, os animais desafiados apresentaram mais diarréia, e mais eliminação de S. Typhimurium, evidenciando o efeito positivo do desafio programado. A avaliação histológica aos 63 dias revelou aspecto similar nos diferentes grupos com e sem desafio. A eficiência econômica destacou o CTL ProbB.. O estudo indicou ação positiva dos probióticos quando aplicado logo ao nascimento, por influenciar diretamente na formação da microbiota intestinal, em fases mais adiantadas como na creche os efeitos são menos diretos.
Título em inglês
Association of probiotics in lactation and nursery in piglets challenged with Salmonella Typhimurium
Palavras-chave em inglês
Salmonella Typhimurium
Challenge
Histopathology
Piglets
Probiotic
Resumo em inglês
The experiment involving probiotics in lactation and nursery were used one hundred and forty four piglets were used from birth to 62 days of age at Swine Research Laboratory (USP FMVZ). In the lactation, the experimental design was randomized with two treatments and in the nursery were randomized blocks forming a 2x3 factorial, consisting of six treatments. The experimental unit considered was the pen with 3 animals, with 8 repetitions per treatment. At 35 days of age the nursery animals were inoculated with a Salmonella Typhimurium strain orally. The treatments in the maternity were: Placebo (PLA): 1mL of distilled water and Probiotic A (ProbA): 5g in 15ml of distilled water. The ProbA was applied twice, at birth and 12 hours before the challenge and the animals that received no ProbA, received PLA. At the nursery twelve hours before the challenge, the same group of piglets that received ProbA and PLA in the maternity, received reinforcement for ProbA and PLA. In the nursery: Probiotic A Probiotic B (ProbA ProbB): 30g/ton of diet; Control Probiotic B (ProbB CTL): 30g/ton of diet; Probiotic A probiotic A (ProbA probA) Control Control (CTL CTL) Probiotic Challenge (DES ProbA) Control Challenge (CTL DES).The variables analyzed were weight, consumption, weight gain and feed conversion. The variables were analyzed with repeated measures contrasts and fecal score variable was subjected to analysis of variance by Tukey test. We used the computer program Statistical Analysis System SAS. In maternity, ProbA was superior to PLA treatment and did not observe differences in weight gain. At nursery the ProbA ProbA was significantly better compared to the other treatments in feed conversion. In the feces score, challenged animals showed high scores and greater elimination of S. Typhimurium, showing the effects of the programmed challenge. Histological evaluation at 63 days showed similar appearance within different groups (challenged or not). Economic evaluation shows CTL ProbB. The study indicated positive action of probiotics applied shortly after birth, by directly influencing the formation of the intestinal tract and in nursery as the effects are less direct.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-10-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.