• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2016.tde-30092015-104635
Documento
Autor
Nome completo
Jairo Alfonso Mendoza Roldan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Battesti, Darci Moraes Barros (Presidente)
Franco, Francisco Luís
Martins, Thiago Fernandes
Título em português
Estudos morfológicos e investigação da presença de bactérias e protozoários em ácaros (Trombidiformes), parasitos de répteis e anfíbios, no estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Anfíbios
Filogenia
Patógenos
Répteis
Taxonomia
Trombidiformes
Resumo em português
O Brasil é um país megadiverso em herpetofauna, e do total da diversidade brasileira, aproximadamente 30% das espécies de répteis e 27% das espécies de anfíbios ocorrem no estado de São Paulo. A grande urbanização e o desmatamento acentuado têm ocasionado o aumento de encontros entre a herpetofauna e a população da capital e das outras cidades do estado. Esse fato faz com que algumas espécies, antes florestais, sejam atualmente consideradas sinántropicas. Répteis e anfíbios são amplificadores e reservatórios conhecidos de vários patógenos, mas o papel destes animais no ciclo de doenças e o potencial vetorial dos ácaros ectoparasitas desses vertebrados são ainda pouco conhecidos. Répteis e anfíbios são parasitados por ácaros da ordem Trombidiformes, pertencentes a 5 famílias (Cloacaridae, Pterygosomatidae, Harpirhynchidae, Trombiculidae e Leeuwenhoekiidae). Com exeção de Cloacaridae, as outras ocorrem na América do Sul. Dessa forma, a situação fragmentária dos registros de Trombidiformes no estado de São Paulo, sua complexidade taxonômica e a escassês de informações sobre sua participação na epidemiologia de doenças, foram os principais motivos que levaram à proposição do presente estudo. Os ácaros Trombidiformes de répteis e anfíbios, que estão depositados na coleção acarológica de Instituto Butantan (IBSP) foram revisados e alguns identificados. Igualmente, aqueles ácaros obtidos na recepção de animais do Instituto Butantan e de coletas em campo foram também identificados. Parte do material foi preparada para estudos moleculares e inferência filogenética, usando genes ribossomais e mitrocondriais, e parte foi investigada para a presença de Rickettsia spp., Coxiella spp. e Hepatozoon spp. As seguintes espécies de ácaros foram identificadas, Geckobia hemidactyli, Ophioptes parkeri, O. brevipilis, O. longipilis, Eutrombicula alfreddugesi, Fonsecia ewingi, Hannemania hepatica, H. minor e H. yungicola. Foi descrita uma espécie nova de Ophioptes, sendo a primeira deste gênero parasitando viperídeos. Todos os registros de hospedeiro são novos, assim como, algumas localidades são novos registros de ocorrência para as espécies G. hemidactyli, H. minor e H. yungicola. Foi proposta uma filogenia utilizando-se o gene 18S V4 rRNA da ordem Trombidiformes. As sequências obtidas foram analisadas juntamente com aquelas depositadas no GenBank. Não foi detectada a presença de patógenos nos ácaros e nem nos hospedeiros investigados
Título em inglês
Morphological studies and presence research of bacteria and protozoa in mites (Trombidiformes), parasites of reptiles and amphibians from the state of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Amphibians
Pathogens
Phylogeny
Reptiles
Taxonomy
Trombidiformes
Resumo em inglês
Brazil is a megadiverse country in herpetofauna, and appoximately 30% of the reptile species, and 27% of the amphibian species ocurr in the state of São Paulo. The high urbanization and the marked deforestation have increase the amount of human-herpetofauna encounters in the capital city and in the enviroment. This fact made some species to be considered currently as sinantropic. Reptiles and amphibians are known amplifiers and reservoirs of several pathogens, yet the role of these animals in the cycle of diseases and the vector potencial of the ectoparasitic mites of these vertebrates are poorly known. Reptiles and amphibians are parasitized by mites of the Trombidiformes order of 5 families (Cloacaridae, Pterygosomatidae, Harpirhynchidae, Trombiculidae e Leeuwenhoekiidae). These families ocurre in South America, except for Cloacaridae. Thereby, the fragmentary records of Trombidiformes in the state of São Paulo, their taxonomic complexity and the scarce information regarding their role in the epidemiology of diseases, were the main reasons to pursue the proposition of the present study. Trombidiformes mites of reptiles and ambhibians deposited in the acarological collection of the Instituto Butantan (IBSP) were reviewed and some of them were identified. In the same way, mites obtained at the animal reception site of the instituto Butantan, and from field collections were also identified. Part of this material was prepared for molecular studies and phylogenetic inference using ribosomal and mithocondrial genes, and another part of the material was used to assess the presence of Rickettsia spp., Coxiella spp. and Hepatozoon spp. The following species were identified: Geckobia hemidactyli, Ophioptes parkeri, O. brevipilis, O. longipilis, Eutrombicula alfreddugesi, Fonsecia ewingi, Hannemania hepatica, H. minor and H. yungicola. A new species of Ophioptes was described, being the first of this genu parasitizing viper snakes. All the hosts records are new, as well as, some of the localities are new records in the state for G. hemidactyli, H. minor e H. yungicola. A phylogeny using the 18S V4 rRNA gene was proposed. The obtained sequences and the sequences retrieved from the Genbank database were analized together. Pathogens were not detected in the mites nor in their hosts
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-10-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.