• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Regis Edgar Castilho Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Benites, Nilson Roberti (Presidente)
Cardoso, Maristela Vasconcellos
Gregory, Lilian
Título em português
Detecção molecular de Mollicutes em caprinos do sudoeste da Bahia, Brasil: um estudo transversal
Palavras-chave em português
Mycoplasma conjunctivae
Caprinos
Epidemiologia
Micoplasmas
Resumo em português
O Brasil possui cerca de 8,6 milhões de caprinos e mais de 90% estão localizados na região nordeste do país. A caprinocultura, devido sua grande adaptabilidade ao diferentes ecossistemas, possui importância social e econômica na região. Nesse contexto inserem-se os micoplasmas que colonizam os caprinos. As micoplasmoses caprinas são amplamente disseminadas mundialmente e possuem relevância socioeconômica na sua criação. A baixa tecnificação das propriedades, falhas na detecção de Mollicutes e a baixa produção cientifica demonstram um cenário preocupante quanto à sanidade do rebanho dessa região. Visto isso, o presente estudo objetivou a pesquisa de micoplasmas em caprinos, por meio da detecção molecular, na região sudoeste do Estado da Bahia, Brasil. Foram aplicados questionários em 12 propriedades e obtenção de amostras por swab da conjuntiva ocular, nasal e vaginal de 132 caprinos. As metodologias da PCR e qPCR foram aplicadas em swabs para a detecção dos Mollicutes de importância na caprinocultura. Foram realizadas análises estatísticas para a identificação de associações entre a presença dos Mollicutes e o manejo dos animais. Observou-se que 70% das propriedades são de criações para corte, 80% eram propriedades comerciais e 90% utilizavam o sistema intensivo de criação. Nas avaliações clínicas 22,7% (30/132), 13,6% (18/132) e 6,8% (9/132) dos animais respectivamente apresentavam linfonodos pré escapular, iguinal e submandibulares alterados. Mucosa genital e ocular hiperêmica foram observadas em 9,8% (13/132) dos animais. Identificou-se por PCR convencional, 67,4% (89/132), 20,8% (26/125) e 6,8% (9/132) das amostras nasais, genitais e oculares respectivamente, presença do DNA de microrganismos da classe Mollicutes. M. agalactiae foi detectado em 4,5% (6/132) das amostras nasais e M. conjunctivae em 1,5% (2/132) das amostras oculares. Não foi detectado DNA por PCR convencional M. mycoides subsp. capri, M. capricolum subsp. capricolum, assim como por qPCR M. capricolum subsp. capripneumoniae. Constatou-se relação positiva entre animais provenientes de sistema intensivo de criação e a PCR convencional positiva para classe Mollicutes em amostras nasais (OR: 6,417; IC: 1,551 26,546). Relação positiva também foi observada entre animais oriundos de propriedades com exploração leiteira e a PCR convencional positiva para classe Mollicutes em amostras oculares (OR: 6,441; IC: 1,235-33,581). Assim como entre animais provenientes de sistema extensivo de criação e a PCR convencional positiva para classe Mollicutes em amostras genitais (OR: 3,900; IC: 1,028 14,796). Não foi observada associação estatisticamente significante na correlação entre as variáveis de interesse e o resultado das PCR convencionais para M. agalactiae em amostras nasais e para M. conjunctivae em amostras oculares. Conclui-se que os micoplasmas estão presentes nas criações de caprinos da região sudoeste da Bahia. A identificação de M. conjunctivae, descrito uma única vez na literatura nacional, que apesar da baixa ocorrência possui caráter endêmico; reforçam ainda mais a necessidade de estudos mais enfatizados na identificação dos micoplasmas assim como a elaboração de um perfil sanitário desse tipo de criação na região nordeste do Brasil.
Título em inglês
Molecular detection of Mollicutes in goats from southwest of Bahia, Brazil: a cross sectional study
Palavras-chave em inglês
Mycoplasma conjunctivae
Epidemiology
Goats
Mycoplasmas
Resumo em inglês
Brazil has about 8.6 million goats and more than 90% are located in the northeast region of the country. The goat breeding, due to its great adaptability to the different ecosystems, has social and economic importance in the region. In this context, the mycoplasmas that colonize the goats are inserted. Caprine mycoplasmosis is widely disseminated worldwide and has socioeconomic relevance in its creation. The low technification of the properties, failure to detect Mollicutes and the low scientific production demonstrate a worrying scenario regarding the sanity of the herd of this region. Considering this, the present study aimed at the research of mycoplasmas in goats, through molecular detection, in the southwest region of the State of Bahia, Brazil. Questionnaires were applied on 12 properties and swab samples were obtained from the ocular, nasal and vaginal conjunctiva of 132 goats. The PCR and qPCR methodologies were applied in the swabs for the detection of Mollicutes of importance in goat breeding. Statistical analyzes were performed to identify associations between the presence of Mollicutes and the management of the animals. It was observed that 70% of the properties are meat farms, 80% were commercial properties and 90% used the intensive breed system. In the clinical evaluations, 22.7% (30/132), 13.6% (18/132) and 6.8% (9/132) of the animals respectively presented pre-scapular, equine and altered submandibular lymph nodes. Genital and ocular hyperemic mucosa were observed in 9.8% (13/132) of the animals. From the analised swabs, 67.4% (89/132), 20.8% (26/125) and 6.8% (9/132) of the nasal, genital and ocular samples respectively, were identified by PCR, positive for the presence of DNA from microorganisms of the Mollicutes class. M. agalactiae was detected in 4.5% (6/132) of the nasal samples and M. conjunctivae in 1.5% (2/132) of the ocular samples. No DNA was detected by conventional PCR of M. mycoides subsp. capri, M. capricolum subsp. capricolum, as well as by qPCR of M. capricolum subsp. capripneumoniae. A positive correlation was observed between animals from intensive breeding system and conventional PCR positive for Mollicutes class in nasal samples (OR: 6,417; CI: 1,551 - 26,546). Positive correlation was also observed between animals from dairy farms and conventional PCR positive for Mollicutes class in ocular samples (OR: 6,441; CI: 1,235-33,581). As well as between animals from the extensive breeding system and conventional Mollicutes positive PCR in genital samples (OR: 3,900; CI: 1,028 - 14,796). No statistically significant association was observed in the correlation between the variables of interest and the results of conventional PCR for M. agalactiae in nasal samples and for M. conjunctivae in ocular samples. It is concluded that mycoplasmas are present in goat breeding in the southwestern region of Bahia. The identification of M.conjunctivae, described only once in the national literature, which despite the low occurrence has an endemic character; reinforces the need for more focused studies in the identification of mycoplasmas as well as the elaboration of a health profile of this type of breeding in northeastern Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.