• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-15032012-101130
Documento
Autor
Nome completo
Marina Moreno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Ferreira Neto, José Soares (Presidente)
Knöbl, Terezinha
Moretti, Anibal de Sant' Anna
Título em português
Avaliação de ferramentas para monitoria da infecção por P. multocida em suínos
Palavras-chave em português
Pasteurella multocida
ELISA
PCR
Suínos
Resumo em português
Pasteurella multocida é um importante patógeno para suínos, causando rinite atrófica progressiva, pneumonia, pleurite, e septicemia. Para implantação de estratégias de controle e prevenção desta infecção, torna-se necessário o conhecimento a respeito do perfil de disseminação do agente em condições naturais e em diferentes tipos de sistema de produção. Tendo em vista a inexistência de técnicas sorológicas padronizadas para esta finalidade na espécie suína, o presente estudo teve por objetivos avaliar em um grupo de 90 animais a influência de diferentes sítios de coleta de amostra na detecção de animais portadores de P. multocida através da PCR e comparar estes dados a detecção de anticorpos na espécie suína através de um kit de ELISA comercial registrado para detecção de anticorpos contra P. multocida em aves. Foram coletados suabes de cavidade nasal, suabes de tonsila e sangue de 90 animais em idade de abate provenientes de dois sistemas de produção de suínos. Dentre os 90 animais, 14 (15,55%) foram positivos para detecção de P. multocida em suabes nasais e nenhum foi positivo em suabe de tonsila. Através do ELISA, 25 (27,77%) animais apresentaram anticorpos contra o agente. Através da análise de comparação de proporção, houve diferença significativa em relação à metodologia de diagnóstico nos diferentes testes realizados considerando-se valor de p < 0,0001 e intervalo de confiança de 95%. Ou seja, a freqüência de positivos foi significativamente maior no teste de ELISA, seguido pela reação em cadeia pela polimerase em suabes nasais, sugerindo que a cavidade nasal é o sitio primário de colonização dos animais por este agente e que o ELISA testado pode ser facilmente adaptado para avaliação do perfil sorológico do agente na espécie suína.
Título em inglês
Assessment of tools for monitoring infection by P. multocida in pigs
Palavras-chave em inglês
Pasteurella multocida
ELISA
PCR
Swine
Resumo em inglês
Pasteurella multocida is an important pathogen for pigs, causing progressive atrophic rhinitis, pneumonia, pleurisy, and septicemia. For implementation of strategies to control and prevent infections, it is necessary to know about the profile of agent spread in natural conditions and in different types of production system. Given the lack of standardized serological techniques for this purpose, this study aims to evaluate the influence of different methods and sites of sample collection in the detection of animals with P. multocida by polymerase chain reaction (PCR) and ELISA. We evaluated different pairs of primers specific for the agent and the reaction that have lower detection threshold will be used in the evaluation of the study sites. Swabs were collected from the nasal cavity, tonsil and also blood of 90 animals. Among these, 14 (15.55%) were positive for Pasteurella multocida by polymerase chain reaction (PCR), all of which were nasal swabs. There are no positive animals among the tonsil swabs. In the ELISA, 25 (27.77%) were positive, and of these, three (3.33%) were positive in both the polymerase chain reaction and the ELISA and the remaining 22 (24.44%) was positive by ELISA and negative by polymerase chain reaction. Using comparison of proportion analysis, was observed a significant differences in the methodology of diagnosis in different tests considering p-value <0.0001 and a confidence interval of 95%. Concluding, the frequency of positives was significantly higher in ELISA than by the polymerase chain reaction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARINA_MORENO.pdf (3.32 Mbytes)
Data de Publicação
2012-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.