• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2007.tde-15022008-150256
Documento
Autor
Nome completo
Moacir Marchiori Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Genovez, Margareth Élide (Presidente)
Freitas, Julio Cesar de
Piatti, Rosa Maria
Richtzenhain, Leonardo José
Vasconcellos, Silvio Arruda
Título em português
Indução do estado de portador renal e genital pela Leptospira interrogans sorovar Canicola, estirpe LO4 em hamster (Mesocricetus auratus). Influência da concentração, da virulência da estirpe, da via de inoculação e da vacinação
Palavras-chave em português
Adjuvante
Leptospirose animal
Portador
Vacinas
Via de inoculação
Resumo em português
Em decorrência da importância da leptospirose nas criações zootécnicas pelos prejuízos econômicos, principalmente pelas infecções crônicas, forma mais importante na propagação e permanência da bactéria no ambiente, este trabalho pretendeu estudar o curso da leptospirose e a formação do portador pela infecção experimental de hamsters com Leptospira interrogans sorvar Canicola, estirpe LO4, autóctone, pelas vias conjuntiva-nasal (CN) e cérvico-vaginal (CV) comparadas a via controle, intraperitonial (IP) com duas concentrações de inóculo (20-30 e 100-200 leptospiras/campo microscópico) e ainda estabelecer a eficácia conferida por cinco vacinas experimentais formuladas com dois tipos de adjuvantes (saponina e hidróxido de alumínio), pelo desafio de hamster. No preparo das vacinas foi considerada a virulência da estirpe LO4 submetida a duas e cinco passagens in vitro, que foi comparada com duas vacinas controle produzidas com a estirpe de referência, Hond Utrecht IV, com indeterminado número de passagens in vitro. Foram também avaliadas a indução de anticorpos aglutinantes e neutralizantes e as lesões histopatológicas por HE e Warthin-Starry. A detecção das leptospiras nos órgãos de hamsters mortos pela leptospirose ou eutanasiados foi realizada pela visualização direta, cultivo e PCR, considerando qualquer um dos resultados positivo. A visualização direta foi o melhor método de detecção na suspensão de órgãos. A via CN mostrou-se tão letal quanto IP na maior concentração de inóculo (p<0,01) e também mais letal que CV nas duas concentrações (p<0,01). A via CV induziu o portador renal e genital, não havendo diferença entre as duas concentrações. Pela via CN, não houve diferença entre sexos na indução da letalidade e da formação do portador, para ambos os inóculos. Todos os hamsters que morreram pós-inoculação apresentaram grande quantidade de leptospiras nos rins e genitais com necrose e hemorragias. Os animais eutanasiados após 21 dias de infecção, apresentaram leptospiras em rins e genitais sem lesões aparentes, caracterizando o portador. Pela SAM, tanto os animais que vieram a óbito, quanto os sobreviventes à inoculação com ambas as concentrações de leptospiras pelas vias CN, CV e IP, mostraram-se não reagentes na SAM (<25) para as estirpes LO4 e Hond Utrecht IV. As vacinas com ambas as estirpes e adjuvantes induziram baixos títulos de anticorpos aglutinantes e neutralizantes. Os maiores títulos de anticorpos neutralizantes e aglutinantes foram observados nos animais vacinados com a estirpe referência, Hond Utrecht IV. Os anticorpos neutralizantes não tiveram correspondência com o teste desafio em hamsters. As vacinas produzidas com ambas as estirpes protegeram os animais contra a letalidade da leptospirose causada pela infecção com a estirpe LO4, e, portanto a virulência da estirpe não interferiu na eficácia, porém as bacterinas não foram capazes de proteger os hamsters contra a formação do portador renal e genital.
Título em inglês
Induction of renal and genital carrier for Leptospira interrogans serovar Canicola, strain LO4, in hamster (Mesocricetus auratus). Influence of concentration, strain virulence, inoculation via and vaccination
Palavras-chave em inglês
Adjuvant
Animal leptospirosis
Carrier
Inoculation via
Vaccines
Resumo em inglês
Leptospirosis is important in production systems due to its negative economic impact, and chronic infections are the most relevant type of propagation and permanence of the bacteria in the environment. The objectives of this study were to study the occurrence of leptospirosis, and the formation of carriers animals, by the experimental infection of hamsters with Leptospira interrogans serovar Canicola, LO4 autochthon strain through conjunctive-nasal (CN) and cervix-vaginal (CV) via versus control and intra-peritoneum (IP) via with two inoculum concentrations (20-30 and 100-200 leptospiras/microscopic area). In addition, the efficacy of five experimental vaccines formulated with two types of adjuvants (saponine and aluminum hydroxide) was evaluated. In the vaccine preparation, the virulence of LO4 autochthon strain manipulated in two and five in vitro passages was compared with two control vaccines produced with the reference strain, Hond Utrecht IV with undeterminated number of in vitro passages. It was also evaluated the induction of agglutinating and neutralizing antibody production and the histopathological lesions by HE and Warthin-Starry. The leptospira detection in the hamsters organs killed by the leptospira or euthanized was done by direct visualization or culture or PCR. The direct visualization was the best method of detection in the organs suspensions. The CN via has shown to be as lethal as IP in the highest inoculum concentration (p<0.01) and also more lethal than the CV in the two concentrations (p<0.01). The CV via has induced the occurrence of renal and genital carrier with no difference between the two concentrations. By the CN via, with the two inoculum, there has no difference detected between sex in the lethality induction as well as in the formation of carrier. All hamsters that died following inoculation presented a great amount of leptospiras in the kidneys and genitals with necrosis and hemorrhage. After 21 days of infection, the euthanized animals presented leptospiras in the kidneys and genitals without any apparent lesion, characterizing a carrier. By the SAM, the animals that died, as well as the ones that survived the inoculations by CN, CV and IP via with the two inoculum concentrations were not reactive to the SAM (<25) to the strain LO4 and Hond Utrecht IV. The two vaccines for the two strains and adjuvant have induced low agglutinating and neutralizing antibody titers. The highest agglutinating and neutralizing antibody titers were observed in animals vaccinated with the reference strain, Hond Utrecht IV. The neutralizing antibodies did not correspond to the hamster challenge test. The two vaccines produced with the two strains protected the animals against the leptospira lethality caused by the LO4 strain; therefore, the strain virulence did not affect the efficacy. However, the bacterines were not capable to protect the hamsters against the formation of renal and genital carrier.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.