• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2008.tde-10042008-150101
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Kamikawa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Bombonato, Pedro Primo (Presidente)
Benedicto, Hildebrando Gomes
Hage, Maria Cristina Ferrarini Nunes Soares
Jarretta, Georgea Bignardi
Martin, Benedicto Wlademir de
Título em português
Avaliação morfométrica e hemodinâmica comparativa dos vasos envolvidos no desvio portossistêmico em cães
Palavras-chave em português
Cães
Desvio portossistêmico
Doppler
Ultra-sonografia
Veia porta
Resumo em português
Foi realizado o estudo morfométrico e o estudo hemodinâmico da veia porta em vinte cães normais, de idade igual e inferior a 120 dias, e em cinco cães portadores de desvio portossistêmico, de idades entre 90 e 360 dias. Dois animais do grupo de cães portadores de desvio portossistêmico foram submetidos ao tratamento cirúrgico (colocação de anel ameróide) e avaliações subseqüentes ao procedimento cirúrgico foram realizados. Nos cães do grupo normal, as margens hepáticas apresentaram-se entre 1,50cm e 3,00cm depois da margem costal. As médias dos diâmetros médios da veia porta (VP), veia cava caudal (VCC) e aorta abdominal (AO) obtidas foram respectivamente, 0,38cm, 0,37cm e 0,41cm. As proporções entre os diâmetros médios VP/VCC e VP/AO apresentaram médias de 1,10 e 0,94, respectivamente. As médias das áreas de VP, VCC e AO mediram respectivamente, 0,12cm2, 0,11cm2 e 0,14cm2. No estudo hemodinâmico de VP destes animais, utilizando-se o ultra-som Doppler, a velocidade média de fluxo sangüíneo portal (VMFSP) mediu 17,77cm/s. A média de fluxo sangüíneo portal (FSP) mediu 83,11ml/min/kg. O índice de congestão (IC) apresentou média de 0,009. Para o grupo de cães portadores de desvio portossistêmico, o fígado apresentou redução de seu volume, sendo visibilizado entre 1,00cm e 2,00cm antes da margem costal. No estudo morfométrico, as médias dos diâmetros médios obtidos de VP, VCC e AO mensuraram respectivamente, 0,52cm, 0,79cm e 0,58cm. As proporções entre os diâmetros médios VP/VCC e VP/AO mediram respectivamente, 0,62 e 0,84. As médias das áreas de VP, VCC e AO mediram respectivamente, 0,22cm2, 0,56cm2 e 0,27cm2. Ao ultra-som Doppler a VMFSP mediu 26,10cm/s e a média do IC obtido foi de 0,009. Nos animais do grupo de cães portadores de desvio portossistêmico submetidos ao procedimento cirúrgico, foi observado aumento de volume hepático na semana seguinte à colocação do anel ameróide e a VMFSP manteve-se inferior a 19,50cm/s em todos exames subseqüentes à cirurgia no cão 1.
Título em inglês
Morphometric and haemodynamic evaluation of the vases involved in the portosystemic shunts in dogs
Palavras-chave em inglês
Dogs
Doppler
Portal vein
Portosystemic shunting
Ultrasonography
Resumo em inglês
The morphometry and haemodynamic aspects of portal vein were studied in 20 normal dogs with less than 120 days of age and in 5 dogs presenting portosystemic shunting with ages between 90 and 360 days. 2 dogs of the group of animals with portosystemic shunting were submitted to surgical treatment, using a specialized device (ameroid constrictor). Subsequent evaluations were made after the surgical procedure. In the normal group the hepatic margins were seen 1.50cm to 3.00cm below de costal margin. Collected data indicated that the mean diameter of portal vein (VP), caudal vena cava (VCC) and abdominal aorta (AO) measured respectively, 0.38cm, 0.37cm and 0.41cm. The VP/VCC and VP/AO mean ratios were respectively, 1.10 and 0.94. The average of VP, VCC and AO areas were respectively, 0.12cm2, 0.11cm2 and 0.14cm2. The haemodynamic of portal vein was studied by ultrasound Doppler and the mean velocity of portal blood flow (VMFSP) measured was 17.77cm/s. It was verified that portal blood flow (FSP) average was 83.11ml/min/kg and the congestion index (IC) average was 0.009. In the group of animals presenting portosystemic shunting, the hepatic margins were seen 1.00cm to 2.00cm above the costal margin. The morphometry of VP, VCC and AO presented a mean diameter of 0.52cm, 0.79cm and 0.59cm, respectively. The VP/VCC and VP/AO mean ratios were respectively, 0.62 and 0.84. The average of VP, VCC and AO areas were respectively, 0.22cm2, 0.56cm2 and 0.27cm2. The haemodynamic study demonstrated that the VMFSP measured was 26.10cm/s and de IC average was 0.009. In the group of animals with portosystemic shunting which were submitted to surgical treatment, an increase of the liver size was seen from the first ultrasonographic evaluation. The measurements of VMFSP collected in the post surgical period were <= 19.50cm/s in dog 1.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lilian_Kamikawa.pdf (2.77 Mbytes)
Data de Publicação
2008-04-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.