• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-08092008-132845
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Jarra Ozorio
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Miglino, Maria Angélica (Presidente)
Ambrósio, Carlos Eduardo
Souza, Alex Balduino de
Título em português
Isolamento, quantificação e caracterização morfológica de células mesenquimais de sangue do cordão umbilical canino
Palavras-chave em português
Canino
Células mesenquimais
Células-tronco
Cordão umbilical
Sangue
Resumo em português
Esse projeto tem como objetivo estabelecer técnicas de cultivo, isolamento, expansão e quantificação de células mesenquimais e hematopoéticas de sangue de cordão umbilical (SCU) de cães de raças variadas para aplicação em terapias celulares. Atualmente, vários tipos de células-tronco têm sido estudados devido a sua capacidade de diferenciação em diversos tecidos (HERZOG et al., 2003). O isolamento, quantificação e expansão dessas células permitem que a terapia celular seja utilizada na tentativa de tratamento em patologias (BARKER et al., 2003). Entre as fontes de células-tronco adultas (medula óssea, sangue periférico, tecido subcutâneo) mais precisamente as células progenitoras mesenquimais está o sangue de cordão umbilical. Sua principal função é o transporte de nutrientes e preencher as crescentes demandas de oxigênio da mãe para o feto (ALMEIDA et al., 2000). Neste estudo foi utilizado o sangue do cordão umbilical de cães ao nascimento, de 11 cadelas gestantes pesando entre 15 e 35 Kg. As células mesenquimais foram isoladas através da separação por gradiente de densidade com o reagente FICOLL, posteriormente o sangue foi diluído em PBS e centrifugado. O pellet contendo células foi retirado e essas então acondicionadas em meio DMEM contendo 10% de soro fetal bovino e antibiótico, homogeneizadas e contadas através da câmara de Newbauer. As células foram então plaqueadas de acordo com o ensaio que seriam submetidas. Através do ensaio de CFU-F pudemos observar uma população de células aderentes isoladas da porção mononuclear do sangue de cordão umbilical que apresentou-se altamente heterogênea. Foram identificados, pelo menos, quatro tipos morfológicos distintos: células epitelióides grandes e pequenas; células de aspecto fusiforme; e células de aspecto estrelado e quando em confluência, as células apresentaram padrão de crescimento similar ao de miofibroblastos, normalmente observado em culturas de músculo liso e de estroma da medula óssea hematopoética. Na maioria das análises as colônias se apresentaram em número desejável, havendo uma variação de baixo a alto. Esse ensaio apresentou grande eficácia no isolamento, quantificação e caracterização morfológica das células mesenquimais obtidas a partir do sangue de cordão umbilical canino.
Título em inglês
Isolation, quantification and morphologic characterization of mesenchymal cells from canine umbilical cord blood
Palavras-chave em inglês
Blood
Canine
Mesenchymal cells
Stem cells
Umbilical cord
Resumo em inglês
This project has as objective established cultivation techniques, isolation, expansion and quantification of mesenchymal cells from umbilical cord blood (UCB) of dogs of varied breeds for application in cellular therapies. Nowadays, several cell-trunk types have been studied due to his/her differentiation capacity in several woven (HERZOG et al., 2003). The isolation, quantification and expansion of those cells allow the cellular therapy to be used in the treatment attempt in pathologies (BARKER et al., 2003). Among the adult cell-trunk sources (bone marrow, peripheral blood, subcutaneous tissue) more precisely the progenitors mesenchymal cells are the umbilical cord blood. Her main function is the transport of nutrients and to fill out the crescents demands of the mother's oxygen for the fetus (ALMEIDA et al., 2000). In this study, the blood was used from the umbilical cord of dogs to the birth, of 11 pregnant female dogs weighing between 15 and 35 Kg, the mesenchymal cells were isolated through the separation for density gradient with the reagent FICOLL, later the blood was diluted in PBS and centrifuged according to protocol, the pellet containing cells was removed and those then conditioned in half DMEM containing 10% of bovine fetal serum and antibiotic, homogenized and counted through the camera of Newbauer. They were plated then in agreement with the rehearsal that they would be submitted. Through the rehearsal of CFU-F (Colony Forming Unit - Fibroblast) we could observe a population of isolated adherent cells of the mononuclear population of the umbilical cord blood that came highly heterogeneous. They were identified, at least, four different morphologies: big and small epithelial cells; aspect fusiforme; and cells of starry aspect and when in confluence, the cells presented pattern of similar growth to the of miofibroblastos, usually observed in cultures of flat muscle and of stromal of the hematopoietic bone marrow. In most of the analyses the colonies came in desirable number, having a variation of low the high. That rehearsal presented great effectiveness in the isolation, quantification and morphologic characterization of the mesenchymal cells obtained starting from the umbilical cord blood of canine.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Juliana_Jarra.pdf (1.25 Mbytes)
Data de Publicação
2008-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.