• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-04042012-161055
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Barbosa Casals
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Ambrósio, Carlos Eduardo (Presidente)
Carvalho, Ana Flávia de
Perecin, Felipe
Título em português
Modelo de acidente vascular encefálico em coelho para o uso de terapia celular
Palavras-chave em português
Acidente vascular encefálico
Células-tronco
Modelo animal
Vascularização encefálica
Resumo em português
O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é a segunda causa de morte mundial, anualmente mais de 20 milhões de indivíduos são acometidos por esta patologia, 5 milhões destes vão a óbito. No Brasil, é a principal causa de morte. Pesquisas demonstram que é crescente o uso de inúmeros modelos animais validos em pesquisas que buscam terapias funcionais para os Acidentes Vasculares. Numerosas espécies são usadas, ratos, coelhos, caninos, suínos, ovelhas e espécies de primatas. Um grande número de estudos tem sido realizado com células-tronco de diferentes fontes em diferentes modelos animais de lesão medular, e tentativas terapêuticas até mesmo em humanos, apresentando resultados promissores. As células-tronco ideais para a realização de transplantes devem ser imunologicamente inertes, provenientes de fontes de fácil acesso, possuir rápida expansibilidade em cultivo, apresentar capacidade de sobrevivência em longo prazo e de integração no sítio hospedeiro além de serem propícias a transfecção e expressão de genes exógenos. Os objetivos desta pesquisa são o de estabelecer um modelo de AVE em coelhos (Oryctolagus cuniculus) para o uso da terapia com células-tronco e avaliar através de Fluroscopia, avaliação comportamental, parâmetros clínicos e exame histopatológico a lesão induzida. Desta forma realizamos o delineamento experimental, a indução do acidente vascular encefálico em coelhos, o cultivo das células-troco do epitélio olfatório de cães e de coelhos, a transdução com retrovírus, a análise da expressão dos genes exógenos, a preparação de células-tronco transduzidas para transplante nos animais, a Fluroscopia, a avaliação comportamental, a avaliação macroscópica e a histológica. Desta forma o modelo experimental foi validado e comprovada a ação celular no tecido lesado via implante das células no tecido, pós-lesado, comprovado clinicamente pelos nossos resultados. Ainda podemos ressaltar que a ausência de trabalhos utilizando marcadores para o rastreamento de células-tronco após o transplante em lesões vasculares encefálicas, aliado a possibilidade de utilização desta terapêutica celular em animais com lesão vascular encefálica proveniente de traumas e diversas patologias na clínica veterinária são fatos que justificam essa pesquisa, desta forma devemos ressaltar a importância de pesquisas com terapia celular sempre visando inserções diretas e indiretas desta biotecnologia à medicina veterinária e humana.
Título em inglês
Model of stroke in rabbits for the use of stem cell therapy
Palavras-chave em inglês
Animal model
Encephalic vascularization
Stem cells
Stroke
Resumo em inglês
Stroke is the second cause of death worldwide, each year more than 20 million individuals are affected by this disease, 5 million of these die. In Brazil, this is the leading cause of death. Polls show the use of numerous animal models valid in research seeking treatments for stroke functional is increasing. Numerous species are used, rats, rabbits, dogs, pigs, sheep and species of primates. A large number of studies have been done with stem cells from different sources in different animal models of spinal cord injury, and even therapeutic trials in humans, showing promising results. The ideal stem cells for the performance of transplants should be immunologically inert, from sources of easy access, have rapid expansion in culture, ability to provide long-term survival and integration in the host site as well as being suitable for transfection and expression of exogenous genes. The objectives of this research is to establish a model of stroke in rabbits (Oryctolagus cuniculus) to the use of therapy with stem cells and measure the induced lesion and its consequences by fluoroscopic, behavioral assessment, clinical parameters and histological examination. We designed the experiment, the induction of stroke in rabbits, the cell culture of the olfactory epithelium of dogs and rabbits, transduction with retroviruses, the analysis of exogenous gene expression, the preparation of transducted stem cells for transplantation in animals, fluoroscopic, the behavioral assessment, macroscopic evaluation and histology. Thus, the experimental model was validated and the cell implantation in damaged tissue was confirmed. We emphasize that the lack of studies using markers for the tracking of stem cells after transplantation into brain vascular lesions, the possibility of combined use of cell therapy in animals with vascular brain injury from trauma and various diseases in veterinary clinics are facts that justify such a search. So we must reinforce the importance of research on cell therapy to direct and indirect insertions of this biotechnology in human and veterinary medicine.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.