• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-30012007-161131
Documento
Autor
Nome completo
Everton Luiz Reis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Baruselli, Pietro Sampaio (Presidente)
Barros, Ciro Moraes
Vasconcelos, José Luiz Moraes
Título em português
Efeito da dose e do momento da administração de gonadotrofina coriônica eqüina (eCG) no protocolo de sincronização da ovulação para transferência de embriões em tempo fixo
Palavras-chave em português
Aborto
Gonadotropina
Hormônios progestacionais
Sincronização do cio
Transferência de embriões
Resumo em português
Este estudo avaliou os efeitos da administração de diferentes doses de eCG em dois momentos distintos no protocolo de sincronização da ovulação para inovulação em tempo fixo. No dia 0, as receptoras foram tratadas com dispositivo intravaginal contendo progesterona (DIP) e 2,0 mg de Benzoato de Estradiol (BE) associados a 50 mg de progesterona (P4) IM. A partir desse momento, os animais foram divididos homogeneamente para receberem 0,15 mg de d-cloprostenol (PGF) e 400, 500 ou 600 UI de eCG no dia 5 (G-400d5, n=101; G-500d5, n=98; G-600d5, n=100, respectivamente) ou no dia 8 (G-400d8, n=100; G-500d8, n=99; G-600d8, n=96, respectivamente; fatorial 3x2). O DIP foi retirado no dia 8 e foi administrado 1 mg de BE no dia 9. No dia 17 os animais foram submetidos a ultra-sonografia ovariana e os que apresentaram mais que um corpo lúteo (CL) ou CL único maior que 18 mm de diâmetro receberam um embrião produzido in vitro. Em um grupo de animais, colheu-se amostras de sangue no dia 17 para determinação da concentração plamática de P4 (CPP4). Os animais tratados com eCG no dia 5 apresentaram maior taxa de aproveitamento [87,0 (260/299) vs. 81,7% (241/295), P<0,05], tendência de maior taxa de concepção [51,8 (132/255) vs. 45,0% (108/295), P=0,07], maior taxa de prenhez [44,1 (132/299) vs. 36,6% (108/295), P<0,05], maior número de CL (1,74 ± 0,09 vs. 1,13 ± 0,03, P<0,05) e maior proporção de receptoras com CL único de maior tamanho [CL 22: 65,7 (111/169) vs. 43,1% (94/218), P<0,05] que os tratados no dia 8. Não se observou efeito de dose sobre a taxa de aproveitamento [400: 82,1 (165/201) vs. 500: 83,8 (165/197) vs. 600: 87,2% (171/196), P<0,05], de concepção [400: 51,8 (85/164) vs. 500: 44,1 (71/161) vs. 600: 49,4% (84/170), P<0,05], de prenhez [400: 42,3 (85/201) vs. 500: 36,0 (71/197) vs. 600: 42,9% (84/196), P<0,05] e sobre a quantidade de receptoras com CL único de maior tamanho [400: 46,8 (65/139) vs. 500: 54,9 (73/133) vs. 600: 57,4 (66/115), P<0,05]. Os animais tratados com 600 UI de eCG apresentaram maior número de CL que os que receberam 400 ou 500 UI (400: 1,17 ± 0,03 vs. 500: 1,33 ± 0,06 vs. 600: 1,82 ± 0,12, P<0,05). No grupo que se determinou a CPP4 verificou-se que os animais que receberam eCG no dia 5 apresentaram maiores CPP4 que os do dia 8 (4,68 ± 0,43 vs. 2,73 ± 0,17 ng/ml, P<0,05). As novilhas tratadas com 600 UI de eCG apresentaram maiores CPP que as tratados com 400 ou 500 UI (400: 2,96 ± 0,22 vs. 500: 3,45 ± 0,38 vs. 600: 4,69 ± 0,55, P<0,05). Receptoras com mais de 1 CL apresentaram tendência de menores perdas gestacionais entre 30 e 60 dias de gestação que as com CL único [10,2 (4/49) vs. 17,5% (33/189), P=0,0547]. Os resultados são indicativos de maior eficiência do protocolo de sincronização da ovulação para transferência de embriões em tempo fixo com o uso de eCG no dia 5. A dose de eCG não influenciou na eficiência do tratamento
Título em inglês
Effect of dose and moment of equine chorionic gonadotrophin (eCG) administration in the synchronization of ovulation protocol for fixed-time embryo transfer
Palavras-chave em inglês
Embryo transfer
Gonadotrophin
Pregnancy loss
Progesterone
Synchronization of estrus
Resumo em inglês
The aim of this study was to compare the effects of different doses of eCG administrated at two moments in a fixed-time embryo transfer protocol. On day 0, the heifers received a progesterone releasing vaginal insert (PRVI) and an injection of 2.0 mg Estradiol Benzoate (EB) associated with 50 mg progesterone (P4) i.m. The animals were randomly assigned to six treatment groups in a tree by two factorial design to receive 0.15 mg d-cloprostenol (PGF) i.m. and 400, 500 or 600 IU eCG on day 5 (G-400d5, n=101; G-500d5, n=98; G-600d5, n=100, respectively) or on day 8 (G-400d8, n=100; G-500d8, n=99; G-600d8, n=96, respectively). On day 8, the PRVI was removed and an injection of 1 mg EB was administered on day 9. On Day 17, all heifers were examined by ultrasonography to determine the number of CL and those with more than one CL or a single CL with a diameter ?18 mm received an in vitro produced embryo. A subset of heifers were bled on day 17 for plasma P4 determination. The animals treated with eCG on day 5 presented higher proportion of heifers selected/treated [87.0 (260/299) vs. 81.7% (241/295), P<0.05], tendency to higher proportion of heifers pregnant/transferred [51.8 (132/255) vs. 45.0% (108/295), P<0.1], higher proportion of heifers pregnant/treated [44.1 (132/299) vs. 36.6% (108/295), P<0.05], higher CL number (1.74 ± 0.09 vs. 1.13 ± 0.03, P<0.05) and higher proportion of recipients with larger single CL [CL 22: 65.7 (111/169) vs. 43.1% (94/218), P<0.05] than those treated with eCG on day 8. Dose effects were not observed in the proportion of heifers selected/treated [400: 82.1 (165/201) vs. 500: 83.8 (165/197) vs. 600: 87.2% (171/196), P<0.05], pregnant/transferred [400: 51.8 (85/164) vs. 500: 44.1 (71/161) vs. 600: 49.4% (84/170), P<0.05], pregnant/treated [400: 42.3 (85/201) vs. 500: 36.0 (71/197) vs. 600: 42.9% (84/196), P<0.05] and proportion of recipients with larger single CL [400: 46.8 (65/139) vs. 500: 54.9 (73/133) vs. 600: 57.4 (66/115), P<0.05]. The animals that received 600 IU eCG presented higher CL number than those received 400 and 500 IU (400: 1.17 ± 0.03 vs. 500: 1.33 ± 0.06 vs. 600: 1.82 ± 0.12, P<0.05). In a subset of heifers that was performed a plasma P4 determination, the group that received eCG on day 5 presented higher plasmatic P4 concentration than those received eCG on day 8 (4.68 ± 0.43 vs. 2.73 ± 0.17 ng/ml, P<0.05). The use of 600 IU eCG presented higher plasmatic P4 concentration than 500 and 600 IU (400: 2.96 ± 0.22 vs. 500: 3.45 ± 0.38 vs. 600: 4.69 ± 0.55, P<0.05). Recipients with more than 1 CL tended to present lower pregnancy losses between 30 and 60 days than those with a single CL [10.2 (4/49) vs. 17.5% (33/189), P=0.0547]. The results suggest higher efficiency in the synchronization of ovulation protocol for fixed-time embryo transfer with eCG administration on day 5. The dose of eCG did not affect the efficiency of treatment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EvertonLuizReis.pdf (742.25 Kbytes)
Data de Publicação
2007-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.