• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2018.tde-22112017-162033
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Vallone Riccio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Claudia Barbosa (Presidente)
Belli, Carla Bargi
Brossi, Patricia Monaco
Título em português
Avaliação dos parâmetros etológicos, laboratoriais e do perfil oxidativo de neonatos muares no primeiro mês de vida: um comparativo com equinos
Palavras-chave em português
Apgar
Bioquímico
Comportamento
Hematologia
Homeostase oxidativa
Resumo em português
O objetivo do presente trabalho foi avaliar os parâmetros de vitalidade, comportamentais, laboratoriais e perfil oxidativo de neonatos muares, comparando-os com os equinos, durante o primeiro mês de vida. Os neonatos foram acompanhados logo após o nascimento, sendo avaliado o escore Apgar nos momentos 0, 5, 10, 30 e 60 minutos pós-parto, além do comportamento (tempo para se posicionar em decúbito esternal, iniciar reflexo de sucção, levantar, iniciar ingestão de colostro e eliminar mecônio) e a necessidade de realização de enema. Observou-se o tempo de delivramento e peso dos anexos fetais e dos potros. A proporção do peso dos potros em relação aos anexos fetais foi calculada no grupo dos muares. Foram realizados exames hematológicos e bioquímicos. Para a avaliação do perfil oxidativo foi mensurada a peroxidação lipídica utilizando o TBARS e a oxidação de proteína. Como sistema antioxidante foi mensurada a atividade enzimática da glutationa peroxidase e superóxido dismutase, e não enzimática as quantidades séricas de bilirrubinas total, indireta e direta. O escore Apgar ao nascimento, 5, 10 e 30 minutos de vida foi maior nos muares. Os muares iniciaram a ingestão de colostro mais precocemente que os equinos, e demoraram mais para eliminar o mecônio. O tempo para delivramento dos anexos fetais foi menor nas éguas gestantes de muar. Os demais parâmetros comportamentais e os pesos dos potros e anexos foram semelhantes nos dois grupos. Não houve correlação entre os pesos dos neonatos e dos anexos fetais nos muares. Nos muares, CHCM, plaquetas, albumina, cálcio, cloro, ferro e magnésio foram maiores. A contagem dos leucócitos totais, neutrófilos segmentados, linfócitos, assim como a relação neutrófilo:linfócito, fibrinogênio, BT, BD, BI, colesterol e CK foi menor nos muares quando comparado aos equinos. Houve interação entre grupo e tempo na contagem de hemácias, hematócrito, hemoglobina, leucócitos totais, neutrófilos segmentados, glicose, ureia, albumina, triglicérides, colesterol, CK e ferro. No perfil oxidativo não houve interação entre grupo e tempo para nenhuma variável analisada. O TBARS foi menor no grupo dos muares, enquanto que a atividade enzimática da GPx foi maior. Ocorreu uma queda progressiva do TBARS nos neonatos, sendo que a GPx se manteve constante do nascimento até os 7 dias, tendo um aumento significativo aos 30 dias. A oxidação de proteína não teve efeito de tempo e de grupo. A SOD não foi influenciada pelo grupo, permanecendo constante nos tempos analisados, com exceção da 1 hora, com menor atividade em relação às 6 horas, 7 e 30 dias. As concentrações das bilirrubinas foram menores nos muares. Tendo em vista os resultados encontrados, este estudo oferece dados de referência comportamentais, hematológicos, bioquímicos e oxidativos para muares saudáveis no primeiro mês de vida, podendo ser útil para o diagnóstico e tratamento de neonatos comprometidos.
Título em inglês
Evaluation of ethological, laboratory and oxidative parameters of newborn mules during the first month of life: a comparative with equine
Palavras-chave em inglês
Apgar
Behavior
Biochemistry
Hematology
Oxidative balance
Resumo em inglês
The aim of the present study was to evaluate vitality, behavioral and laboratory parameters and oxidative profile of newborn mules, comparing with horses during the first month of life. The foals were monitored just after delivery and Apgar score was assessed at 0, 5, 10, 30 and 60 minutes postpartum. Foals postpartum behavior were timed (time to get in sternal recumbency, to start suckle reflex, to stand, to ingest colostrum and to eliminate meconium) and the need of enema was evaluated. Time to eliminate placenta and weight were recorded and foals weight. The relationship between placental and foal weight was calculated for the mules group. Laboratory evaluation included hematological and biochemical parameters, while lipid peroxidation was measured using TBARS and protein oxidation. Glutathione peroxidase activity, superoxide dismutase and total, indirect and direct bilirubin were used to evaluate the antioxidant profile. Apgar score at birth, 5, 10 and 30 minutes after birth was higher in mules. Mules started nursing colostrum earlier than horses, however elimination of meconium started later. Mares pregnant with mules eliminated fetal membranes earlier. Foals and placental weight were similar between groups. There was no correlation between placental and foals weight. Mules had higher MCHC, platelets, albumin, calcium, chloride, iron and magnesium, while total leukocytes, segmented neutrophils, lymphocytes, neutrophil:lymphocyte ratio, fibrinogen, BT, BD, BI, cholesterol and CK were lower in mules compared to horses. Interaction was found between group and time for red blood cells, hematocrit, hemoglobin, total leukocytes, segmented neutrophils, glucose, urea, albumin, triglycerides, cholesterol, CK and iron. Oxidative profile results showed no interaction between group and time for the analyzed variables. TBARS was lower in mules, while GPx activity was higher. There was a progressive TBARS decrease over time in the studied neonates, with GPx remaining constant at birth and 7 days, with a significant increase at 30 days. Time and group did not affect protein oxidation. SOD did not have a group effect and its activity was constant between analyzed times, except at 1 hour, when activity was lower than 6 hours, 7 and 30 days. Bilirrubins were lower in mules. Based on the differences found between species, this study offers reference values for behaviour, hematology, biochemistry and oxidative aspects in healthy mule neonates during the first month of life, and it can be useful for diagnosis and treatment of compromised neonates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.