• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-21092006-144227
Documento
Autor
Nome completo
Monique Rodrigues Cesario Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Barnabe, Valquiria Hyppólito (Presidente)
Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz
Pereira, Flávia Thomaz Veréchia
Título em português
Comparação das concentrações de progesterona sérica e progestinas fecais em cadelas
Palavras-chave em português
Cães
Canino
Endocrinologia
Hormônios progestacionais
Radioimunoensaio
Resumo em português
Com o objetivo de usar o cão doméstico (Canis familiaris) como modelo biológico no monitoramento endocrinológico de populações de canídeos selvagens foram comparadas as concentrações de progesterona sérica com as concentrações dos metabólitos deste hormônio nas fezes dos animais. Foram colhidas amostras diárias de sangue e fezes, durante o proestro e estro, e duas vezes por semana durante o diestro ou gestação, de 17 cadelas da Raça Boxer, com idade entre 2 e 7 anos. Os metabólitos fecais de progesterona, após a extração, e a progesterona sérica foram mensurados por radioimunoensaio (RIE). As correlações encontradas entre a progesterona sérica e seus metabólitos nas fezes foram de r = 0,26; p⁢0,05. Pelo teste de análise de variância verificou-se pequena diferença estatística entre as fases do ciclo estral avaliadas (p⁢0,05). Os resultados mostraram uma grande variabilidade individual. Existe diferença média estatisticamente significante entre as fases do ciclo seja em soro quanto no extrato fecal (p⁢0,05). Existe significativa diferença estatística entre os períodos de estro / diestro e proestro / diestro (p⁢0,05). Averiguou-se ainda que em todas as fases a concentração média do hormônio nas fezes é sempre maior que a do soro (p⁢0,001). Há uma grande variabilidade nas informações, principalmente nas fezes, obrigando as coletas a serem seriadas e em grande número. Em avaliações individuais, cinco cadelas obtiveram uma correlação considerada boa (p≤0,05) ou ótima (p⁢0,001). A correlação melhora se for comparada a concentração de Progesterona sérica com a concentração de Progestinas fecais do dia seguinte (r=0,33; p⁢0,05)
Título em inglês
Correlation between serum progesterone and concentration of faecal progestins in bitches
Palavras-chave em inglês
Canine
Dogs
Endocrinology
Pregnancy hormones
Radioimmunoassay
Resumo em inglês
It was studied and analyzed the domestic dog (Canis familiaris) as biological model applying an endocrinological monitoring in the wild canines population. The main goal of this work is to compare serum progesterone with metabolics concentration of hormones in animal feces. It was collected blood and feces samples during proestus and estrus period and after that during the diestrus period, twice a week, from 17 boxer bitches, aged between 02 and 07 years old. Progesterone fecal metabolities and serum progesterone were measured by radioimmunoassay (RIA). The correlations that were found between serum progesterone and their metabolities in feces were r = 0,26 p⁢0,05. It was verified a small difference between the estral cycle phases evaluated (p⁢0,05), by the ANOVA test. The outcomes have presented a great individual variability and an average statistical difference between the phases in the serum and feces stratum (p⁢0,05). It is important to mention that there is a significant difference between estrus / diestrus and proestrus / diestrus periods (p⁢0,05). It was noticed that in all the phases the average amount of hormones in feces was always higher than the one that was found in serum (p⁢0,001). There is a great variability in all the gathered information specially when dealing with feces, establishing a need to prepare several amounts of in-series samples. In individual evaluation, only 05 bitches had the following correlation: good (p≤0,05) or excellent (p⁢0,001). The correlation between serum progesterone and progesterone fecal metabolities improves if we compare it with the concentration of progesterone fecal metabolities measured in the following next day (r=0,33; p⁢0,05)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-11-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.